Nossa rede

Aconteceu

Detran flagra 766 motoristas alcoolizados no DF no fim de ano

Publicado

dia

Ação de reforço na fiscalização do Departamento de Trânsito (Detran) começou em 16 de dezembro e terminou neste domingo (3/1)

(crédito: Divulgação/PM)

Para coibir as infrações de trânsito e evitar acidentes no fim de ano, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran) deflagrou a Operação Boas Festas, que reforçou a fiscalização nas vias da capital federal. A ação começou em 16 de dezembro e se estendeu até o último domingo (3/1). Nesse intervalo, 766 motoristas bêbados foram flagrados pelos agentes, 4,2% a mais do que no mesmo período do ano passado.

Segundo o balanço da Polícia Militar, uma pessoa foi presa por embriaguez ao volante, já que foi constatado um nível de embriaguez acima do limite de 0,33 mg de álcool por litro de ar expelido dos pulmões. Pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), dirigir sob efeito de álcool é infração gravíssima, além de acarretar no pagamento de multa de R$ 2.934,70.

Como é comum nesses período, apesar da pandemia do novo coronavírus, aumentam os eventos festivos e confraternizações. Por isso, a PM também reforçou o efetivo nas ruas, sobretudo nas regiões do Plano Piloto, Lago Sul, Paranoá, Sobradinho, Planaltina, Gama, Santa Maria, Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo, Taguatinga, Ceilândia e Samambaia. Desse modo, houve quase o dobro de abordagens a motoristas na comparação com a virada do ano anterior. Ao todo, foram 5.096, contra 2.477 na virada de 2018 para 2019.

Apesar desse endurecimento na fiscalização, houve quem se arriscasse a dirigir sem carteira de motorista. Os agentes autuaram 480 condutores sem habilitação. Ainda que elevado, o montante representou uma diminuição significativa em relação ao balanço passado: uma queda de 37%.

Também houve redução na quantidade de veículos removidos ao depósito do Detran: na virada de 2019, 933 foram levados. Dessa vez, foram 498, uma diferença de 46,6%.

Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Comentar

Aconteceu

Motorista de ônibus é preso ao vender drogas na Rodoviária do Plano

Publicado

dia

Por

O motorista vendia drogas a outros rodoviários e para pessoas que passavam pela rodoviária, segundo as investigações

(crédito: Polícia civil DF/ Divulgação)

Um motorista de ônibus do Distrito Federal, de 34 anos, acabou preso pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), nesta quarta-feira (22/9), após investigações revelarem que ele vendia drogas na Rodoviária do Plano Piloto, no intervalo das rotas. Um jovem, de 22 anos, apontado como fornecedor dos entorpecentes também foi detido.

A investigação conduzida pela 5ª Delegacia de Polícia (Área Central) durou cerca de dois meses e revelou que o motorista traficava drogas, principalmente maconha, durante as pausas dos itinerários. As substâncias químicas eram vendidas para outros rodoviários e para pessoas que passavam pela rodoviária. De acordo com a apuração policial, algumas vendas chegaram a ser efetuadas dentro do próprio ônibus em meio ao transporte de passageiros.

Durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão da Justiça do DF, os policiais encontraram, na casa do motorista, em Ceilândia, várias porções de maconha, balança de precisão, sacos plásticos para separar as drogas e uma faca com resquícios de droga. Um jovem supostamente responsável por prover os entorpecentes também foi preso. Na residência dele, foi apreendido grande quantidade de droga.

A PCDF esclarece que monitora o tráfico de drogas na região central de Brasília e constatou que alguns traficantes, para evitar a ação policial, costumam se passar por trabalhadores. Destacou, no entanto, que as investigações têm logrado êxito em identificar esses traficantes transvestidos de trabalhadores.

Ver mais

Aconteceu

Jovem é indiciado por divulgar vídeo de sexo com ex-namorada para amigos no DF

Publicado

dia

Por

Material apreendido em operação contra divulgação de vídeo de sexo sem consentimento da vítima no DF — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um jovem de 20 anos foi indiciado pela Polícia Civil do Distrito Federal por divulgar um vídeo de sexo que fez com a ex-namorada, sem consentimento da vítima, de 19 anos. Segundo a corporação, o suspeito compartilhou as imagens com amigos em comum dele e da jovem.

Na manhã desta quarta-feira (22), investigadores cumpriram mandados de busca e apreensão contra três investigados: o ex-namorado e dois amigos, também de 20 anos. Os agentes apreenderam celulares e um computador dos envolvidos.

A investigação é da 38ª Delegacia de Polícia, em Vicente Pires. Segundo a corporação, o rapaz divulgou o vídeo após o fim do relacionamento de quatro anos com a vítima. O material foi enviado por meio de um aplicativo de mensagens.

Nesta quarta, os policiais encontraram as imagens no celular do suspeito. Um dos amigos dele, que estava com um cigarro de maconha e também foi detido por posse de drogas para consumo pessoal, confessou em depoimento ter recebido o vídeo do ex-namorado da jovem.

O rapaz foi indiciado pelo crime de divulgação de cena de sexo sem o consentimento da vítima. A pena prevista é de 1 a 5 anos de prisão, podendo ser aumentada de um a dois terços pelo fato de o suspeito ter mantido relação íntima de afeto com a jovem.

O delegado João Ataliba Neto, responsável pelas investigações, afirma que “o material apreendido foi encaminhado para a perícia e, caso se comprove que os amigos também compartilharam o vídeo de sexo do casal, eles responderão pelo mesmo crime do autor”.

Ver mais

Aconteceu

Delegado trata como acidente caso de menino de 2 anos que ligou o carro do pai e matou prima atropelada em MT

Publicado

dia

Por

Veículo atingiu a prima dele que estava sentada em uma cadeira na frente do automóvel. Polícia aguarda laudo e apura responsabilidade das pessoas que estavam no local.

Polícia Civil ouviu investiga o caso do menino de 2 anos que ligou o carro do pai dele e acabou causando o atropelamento da prima dele, de 3 anos, em uma fazenda em Serra Nova Dourada (MT) — Foto: Polícia Civil de Mato Grosso

A Polícia Civil ouviu testemunhas e investiga o caso do menino de 2 anos que ligou o carro do pai dele e acabou causando o atropelamento da prima dele, de 3 anos, em uma fazenda em Serra Nova Dourada (MT). A menina foi socorrida, mas morreu.

Para o delegado responsável pela investigação, Sérgio Luis Henrique de Almeida, o caso é tratado, inicialmente, como um acidente. Todas as pessoas que estavam na casa já prestaram depoimento à Polícia Civil.

“Todos disseram que a criança havia entrado no veículo sozinha, a chave estava na ignição e ele ligou. A princípio foi um acidente, mas estamos aguardando laudos e vamos ver a responsabilidade das pessoas que estavam na casa”, declarou o delegado.

Foto mostra como a cadeira onde a menina estava ficou depois de ser atingida pelo carro que criança de 2 anos ligou — Foto: Polícia Civil de Mato Grosso

Foto mostra como a cadeira onde a menina estava ficou depois de ser atingida pelo carro que criança de 2 anos ligou — Foto: Polícia Civil de Mato Grosso

De acordo com a Polícia Militar, a criança foi socorrida, mas já chegou sem vida ao hospital da cidade. O menino que teria causado o acidente não se feriu.

O pai do menino disse à PM, que parou o veículo, um Fiat Strada, perto da área da casa para calibrar o pneu. Ele se afastou para pegar alguns equipamentos e o filho dele teria entrado sozinho no veículo e dado a partida.

Carro estava na área, atropelou a criança e atingiu um trator — Foto: Polícia Civil de Mato Grosso

Carro estava na área, atropelou a criança e atingiu um trator — Foto: Polícia Civil de Mato Grosso

O carro atingiu a prima dele que estava sentada em uma cadeira na frente do automóvel. Ainda, o carro atingiu um trator no quintal da residência.

A menina foi socorrida às pressas pela família. Ela sofreu ferimentos graves na cabeça e nos ombros e não resistiu.

Ver mais

Aconteceu

SP: PF faz operação contra fraude na montagem de hospitais de campanha

Publicado

dia

Por

Estão sendo cumpridos 14 mandados de busca e apreensão em 5 cidades

© Polícia Federal / Operação Tempo Real

A Polícia Federal (PF) realiza hoje (21) uma operação para investigar fraudes na montagem de hospitais de campanha em Paulínia, no interior paulista. Estão sendo cumpridos 14 mandados de busca e apreensão em Campinas, Sumaré, São José do Rio Preto e São Paulo, além do próprio município onde teriam sido praticadas as irregularidades. Há ainda ações em curso em Santa Catarina, em Florianópolis e Biguaçu.

Segundo a PF, houve uma tentativa de fraude na contratação de uma empresa para a montagem de dois hospitais de campanha durante a pandemia de covid-19, entre abril e maio de 2020, com um valor total de R$ 4 milhões.

As investigações começaram a partir da abordagem de um caminhão suspeito de ter carga roubada. Essa ação revelou uma série de indícios de irregularidades na licitação aberta para selecionar a empresa para a montagem dos hospitais temporários.

Ainda segundo a polícia, as fraudes foram impedidas a partir da descoberta do caso pelas autoridades. Agência Brasil

 

Ver mais

Aconteceu

PCDF investiga contratos de superfaturamento na Secretaria de Turismo

Publicado

dia

Por

Foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão em endereços vinculados às residências dos agentes públicos envolvidos, na sede das pessoas jurídicas e de seus sócios e na própria Setur-DF

(crédito: Divulgação/PCDF)

A Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF) foi alvo, na manhã desta terça-feira (21/9), de uma operação da Polícia Civil do DF (PCDF) que investiga suposto superfaturamento em contratações feitas pela pasta. Foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão em endereços vinculados à pasta, no DF e Goiás. Entre esses endereços, estão incluídas as residências dos agentes públicos envolvidos, a sede das pessoas jurídicas e de seus sócios e a própria Setur-DF.

A investigação teve início em maio, com base em uma denúncia anônima de que o crime estaria ocorrendo por meio da alteração da metragem dos locais de execução de serviços na secretaria e da compra de bens por valor consideravelmente superior àquele já utilizado em compras anteriores do próprio órgão. De acordo com a PCDF, as buscas visam a obtenção de elementos probatórios “que irão subsidiar ou reforçar as investigações em andamento.”

Nos casos analisados, a corporação identificou indícios de que a área fixada como base para a realização de serviço de lavagem e desinfecção nos centros de atendimento ao turista variou cerca de 273% acima do tamanho real. Em outro procedimento, as investigações estabelecem fortes suspeitas de variação superior a 2000% no contrato celebrado no ano de 2020, tomando-se por base contratação similar celebrada em 2019.

De acordo com a PCDF, trata-se da contratação de serviço de controle de vetores e pragas urbanas, compreendendo, dedetização, desinsetização, desratização, descupinização e controle e manejo de pombos. “Saliente-se que neste ponto, além da adulteração realizada em relação à metragem do local em que seria prestado o serviço, chamou atenção o valor total pago”, ressaltou a corporação, em nota.

A operação, denominada El Dorado, foi coordenada pela Delegacia de Repressão à Corrupção (DRCOR/DECOR).

O outro lado

Procurada pela equipe de reportagem do Correio a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, disse que está em viagem oficial para Pernambuco, mas que já providenciou o imediato retorno para Brasília, para esclarecer o que for necessário. Confira na íntegra:

“Fui surpreendida por essa operação da PCDF. Mas quero também estar a frente dessa investigação para atender integralmente às determinações judiciais. Estou em viagem oficial ao Estado de Pernambuco mas já providenciei meu imediato retorno . Assim que eu desembarcar em Brasília , estarei inteiramente a disposição para esclarecer o que for necessário”.

Ver mais

Aconteceu

Motociclista morre em acidente na Epia Sul na manhã desta segunda

Publicado

dia

Por

Leonardo Teófilo, 28 anos, foi atendido pelo CBMDF, mas não resistiu. O acidente aconteceu na altura da quadra 8, no Park Way

(crédito: Divulgação/CBMDF)

Na manhã desta segunda-feira (20/9), um motociclista, 28 anos, morreu após acidente na altura da quadra 8, do Park Way, na Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia Sul). A vítima, identificada pelo Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBMDF) como Leonardo Teófilo, conduzia uma Yamaha Fazer 150, preta. Ele chegou a ser socorrido pelos bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com as informações do Corpo de Bombeiros, o socorro ocorreu por volta das 6h20, mas quando os militares chegaram ao local do acidente, o motociclista não apresentava sinais vitais e teve o óbito confirmado. Oito militares em duas viaturas atuaram no socorro.

Durante o atendimento, a via teve uma das faixas interditadas e permaneceu aos cuidados da Polícia Militar do DF (PMDF).

O local foi periciado pela Polícia Civil e a ocorrência foi registrada na 11ª DP. Ainda não há informações sobre a dinâmica do acidente.

Aguarde mais atualizações.

Ver mais
Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade
Publicidade

Viu isso?