Nossa rede

Aconteceu

DF é condenado a indenizar mãe por morte de bebê durante parto

Publicado

dia

Sentença prevê indenização de R$ 100 mil por erro cometido no Hospital Regional de Planaltina

Indenização de R$ 100 mil ainda cabe recurso
(foto: Maurenilson Freire/CB/D.A Press)

O Distrito Federal foi condenado pela 8ª Vara da Fazenda Pública do DF a indenizar uma mãe que perdeu o filho durante o parto. A condenação foi por imperícia médica, que resultou na morte do bebê, no Hospital Regional de Planaltina (HRP). Pelos danos morais, a mãe deverá receber R$ 100 mil. A decisão, contudo, ainda cabe recurso.

A mãe conta que foi admitida no centro obstétrico do hospital, em trabalho de parto, com 39 semanas de gestação. Já no primeiro atendimento, informou ao médico o rompimento da bolsa com presença de líquido amniótico de cor esverdeada. Ela também contou que, durante a internação, não houve a evolução necessária para a realização de parto normal, mas a equipe médica insistiu no procedimento, por cerca de cinco horas, o que gerou sofrimento fetal e a morte do bebê.

A perda do filho ocasionou problemas psicológicos na autora da ação, que relatou ter feito tratamento psiquiátrico e terapia para amenizar o sofrimento da experiência traumática.

O DF alegou que não há nexo causal entre a conduta médica e o falecimento do bebê, pois não se verificou irregularidade ou inadequação no atendimento. Além disso, afirmou que não ficou provada a necessidade da realização de parto cesáreo a fim de evitar o óbito.

Uma perícia técnica foi realizada a pedido da da juíza titular. O laudo indicou que a causa da morte do bebê foi a falta de oxigenação intra-uterina, que pode ter sido causada por insuficiência placentária, asfixia por líquido amniótico ou tempo entre o desprendimento cefálico e o desprendimento total do feto, o que impediu a aspiração de suas vias aéreas em tempo hábil. Pelo exame pericial, a cesariana poderia ter sido a garantia do nascimento do bebê.

A magistrada concluiu que o prejuízo moral da autora é inquestionável, em razão da perda do filho que poderia ter sido evitada se tivessem sido adotadas as medidas adequadas no tempo devido. Para ela, ficou evidente a negligência médica, visto que a perícia também detectou que o monitoramento dos batimentos cardíacos do feto não foi feito adequadamente, durante o trabalho de parto.

Também não foi realizado pré-natal completo da gestante, de responsabilidade dos profissionais de saúde, o que impossibilitou o conhecimento adequado das circunstâncias da gravidez e a escolha pelo melhor procedimento de parto.

(Com informações do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios)

 

Comentário

Aconteceu

Homem é preso com rifle, armas modificadas e mais de 400 munições

Publicado

dia

Indivíduo foi preso próximo de Ceilândia após inspeção veicular e foi encaminhado para a 24ª Delegacia de Polícia (Ceilândia)

Equipe do Tático Operacional Rodoviário da Polícia Militar realizou abordagem que resultou na priosão
(foto: Divulgação/PMDF)

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) prendeu na manhã desta segunda-feira (14/10) um homem com um rifle e mais de 400 munições. A abordagem foi feita por policiais da equipe do Tático Operacional Rodoviário (TOR) em Ceilândia após identificarem atitudes suspeitas de ocupantes de um veículo Toyola Corolla.

A equipe realiza realizava ponto de bloqueio no km 10, da DF-180, próximo de Ceilândia, quando avistaram o carro. Após busca veicular, foram encontrados um rifle CBC calibre 22 com dois carregadores municiados, duas espingardas 5.5 adaptadas para calibre 22, 446 munições calibre 22 e vários apetrechos para caça.
Segundo a polícia, o veículo era ocupado por duas pessoas. O condutor assumiu a propriedade das armas e foi conduzido à 24ª Delegacia de Polícia (Ceilândia) para as devidas providências.
Ver mais

Aconteceu

Acidente com colisão frontal na DF-206 deixa quatro feridos

Publicado

dia

Colisão entre carro e ônibus ocorreu na manhã desta segunda-feira (14/10) em Brazlândia. Bombeiros realizaram resgate aéreo

Uma das vítimas precisou ser levada de helicóptero ao Instituto Hospital de Base
(foto: Divulgação/CBMDF)

Uma colisão frontal entre ônibus e carro de passeio na DF-206 deixou quatro pessoas feridas na manhã desta segunda-feira (14/10). O acidente ocorreu entre o Núcleo Rural Almécegas e o Curralinho, em Brazlândia. O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) atendeu a ocorrência por volta das 7h40, com três viaturas, resgate aéreo e atuação de quinze militares.
O motorista do carro, de 70 anos, precisou ser levado pelo helicóptero da corporação para o Instituto Hospital de Base. A vítima apresentava pneumotórax, traumatismo crânio encefálico, além de provável fratura de fêmur e escoriações. Ele dirigia um Fiat Strada e foi levado pelos bombeiros consciente, orientado e instável.
No carro, também estava um homem de 49 anos, que foi atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), com ferimento no membro inferior esquerdo e dores no tórax.
Dois passageiros do ônibus também se feriram. Um deles, de idade não divulgada, teve um corte na testa e também foi atendido pelo Samu. Uma outra vítima, de 48 anos, foi transportada pelos bombeiros ao Hospital Regional de Brazlândia (HRB) com provável fratura de costelas e estado consciente, orientado e estável.
O motorista do ônibus, de 43 anos, não se feriu. O Corpo de Bombeiros não soube informar as causas do acidente. O local ficou aos cuidados da Polícia Militar (PMDF).
Ver mais

Aconteceu

Bombeiros combatem incêndio de grande proporção perto do Parque Nacional

Publicado

dia

Neste momento, cerca de 40 militares atuam no combate às chamas. Fogo avança devido ao mato seco e o vento

Cerca de 40 militares atuam no combate ao incêndio
(foto: Corpo de Bombeiros / Divulgação)

O Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBMDF) combate na tarde desta segunda-feira (14/10) um incêndio de grande proporção, em uma área de vegetação atrás da Cidade do Automóvel. Ainda não há informações sobre o tamanho da área afetada, mas o fogo avança em direção ao Parque Nacional de Brasília.

O Corpo de Bombeiros afirma que o fogo se propaga de maneira rápida, devido ao mato seco e ao excesso de vento. A corporação informa que as chamas ainda não atingiram o Parque Nacional. Cerca de 40 militares atuam para evitar que o incêndio aumente.
Seca
Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) informa que o Distrito Federal pode entrar em estado de alerta novamente. Com a ausência de chuva, a capital voltou a registrar taxas de umidade em torno de 15%. A previsão para esta segunda-feira é que a temperatura máxima chegue a 34°C.

Ver mais

Disponível nosso App

Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade