Nossa rede

Tecnologia

Facebook encara críticas, boicote e revés nos pagamentos via WhatsApp

Publicado

dia

A rede social de Mark Zuckerberg divulga nesta quinta-feira os resultados financeiros do segundo trimestre

Clique para comentar

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Tecnologia

Facebook quer auditoria externa sobre relatório de revisão de conteúdo

Publicado

dia

Por

Anúncio foi feito hoje pela empresa

O Facebook convidará especialistas externos para auditar de forma independente seu relatório trimestral sobre as métricas usadas para remover conteúdo de sua plataforma, afirmou a rede social nesta terça-feira (11), ao divulgar o sexto relatório.

Introduzido em 2018, o Relatório de Aplicação dos Padrões da Comunidade do Facebook fornece detalhes sobre o conteúdo removido em seus aplicativos por violações de políticas, incluindo violência, suicídio e discurso de ódio.

A empresa disse que dependeu mais da tecnologia de automação para revisar o conteúdo entre abril e junho, já que tinha menos moderadores nos escritórios devido à pandemia covid-19.

Isso resultou na empresa tomando menos medidas em relação a conteúdo sobre suicídio, automutilação, nudez infantil e exploração sexual em suas plataformas, disse o Facebook em publicação em seu blog.

Agência Brasil

Ver mais

Tecnologia

R$ 7,5 bilhões do lucro do FGTS serão distribuídos aos trabalhadores

Publicado

dia

Valores serão depositados de forma proporcional aos saldos de cada conta do FGTS que detinha recursos em 31 de dezembro de 2019

FGTS: montante equivale a 66,23% do resultado global do FGTS em 2019 que foi superavitário em R$ 11,324 bilhões (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Ver mais

Tecnologia

Lemann e Dubugras discutem ecossistema de tecnologia em evento; acompanhe

Publicado

dia

Brasa Hacks, organizado pela rede de estudantes brasileiros no exterior Brasa, reúne lídres empresariais em evento digital

LEMANN: investidor participa de evento para discutir ecossistema de tecnologia (Lucy Nicholson/Reuters)

A Brasa, rede que conecta estudantes brasileiros ao redor do mundo realiza nesta terça-feira, 11, o Brasa Hacks, evento digital que segue até a próxima sexta-feira, com conferências e painéis com grandes líderes e empresários do país. Veja o vídeo no YouTube ao fim da matéria a partir das 14h.

Também acontece durante esse período a fase final de um hackathon, uma maratona de código e desenvolvimento, iniciado em março, em que os participantes resolvem problemas elaborados por grandes empresas brasileiras.

A Brasa nasceu em 2014, durante uma conferência da Universidade Harvard, em Cambridge, nos EUA, e atualmente conta com mais de 7.000 membros em 90 universidades ao redor do mundo. O objetivo é se tornar a rede de estudantes brasileiros no exterior referência.

A pandemia de coronavírus atrapalhou os planos de elaborar eventos presenciais para conectar estudantes e mentores, mas os eventos online foram a solução encontrada para contornar a situação. “Queremos inspirar os estudantes brasileiros, mas, com a pandemia, não conseguimos entregar isso presencialmente. Com os eventos online conseguimos não deixar a rede sem nenhum tipo de conteúdo inspiracional”, afirma Thiago Lee, diretor de conferências nas Américas da Brasa.

De acordo com Elene Marques, diretora de marketing na Brasa, a rede tem um programa de bolsas para estudar fora do país, mas também auxilia os estudantes e encontrarem estágios, iniciar carreiras e se conectar com mentores no Brasil. “As pessoas querem, sim, voltar para o Brasil e ter conexões para entender quais trajetórias podem seguir. Queremos conectar estudantes com líderes do mercado”, diz.

 

Ver mais

Tecnologia

Notificações processuais não urgentes do TRF-5 passam a ser feitas por celular e internet na pandemia

Publicado

dia

WhatsApp, e-mail e contato via telefone começaram a ser utilizados pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região para notificar as partes envolvidas nos processos.

WhatsApp, aplicativo de mensagens instantâneas para celular e computador, é usado para notificações processuais do TRF-5 — Foto: Divulgação/WhatsApp

Intimações, citações e outras notificações processuais do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5), sediado no Recife, passam a ser feitas pelo aplicativo de mensagens WhatsApp, por e-mail ou pelo telefone durante o período da pandemia da Covid-19. Mandados e ofícios expedidos em caráter de urgência, no entanto, continuam sendo cumpridos de forma presencial pelos oficiais de Justiça.

A nova rotina de trabalho foi determinada pelo presidente do TRF-5, com o desembargador federal Vladimir Souza Carvalho, na sexta-feira (7), ao assinar a Portaria nº 385/2020. De acordo com o documento, o objetivo é garantir celeridade e eficiência nas tramitações processuais, respeitando-se as medidas de prevenção à Covid-19.

Para a implementação da mudança, é necessário informar o número de WhatsApp, telefone e e-mail do destinatário em todos os mandados de intimação, citação, notificação e demais comunicações processuais.

No contato pelo WhatsApp e pelo e-mail, o oficial de Justiça deve solicitar confirmação da entrega e leitura da mensagem, além de monitorar o contato pelo prazo de 48 horas. Caso não haja confirmação, é feita a tentativa através do telefone.

Se não houver retorno em nenhum dos três meios citados, os mandados, ofícios e demais notificações são devolvidos pelo oficial de Justiça à secretaria, sendo posteriormente cumpridos de forma presencial.

Ver mais

Tecnologia

Resolve no WhatsApp: mensageiro cresce 90% como canal de suporte no Brasil

Publicado

dia

Pandemia de coronavírus acelerou adoção do aplicativo como canal de atendimento.

WHATSAPP: pesquisa da Zendesk aponta crescimento do mensageiro como canal de suporte ao consumidor (Bloomberg/Getty Images)

Suporte e atendimento via telefone são um pesadelo para muitos brasileiros que precisam falar com empresas e serviços. Mas a adoção de novos canais vêm mudando essa realidade: uma pesquisa da Zendesk, fabricante de softwares para serviços de atendimento ao consumidor, aponta que novas formas de contato têm se tornado populares e substituído as mais tradicionais, como telefone e mensagem SMS.

Um relatório recente da empresa mostrou que o WhatsApp — aplicativo que é usado por mais de 120 milhões de pessoas no país — cresceu 90,5% como canal de suporte de empresas desde o início da pandemia de coronavírus, que acelerou a tendência de adoção do aplicativo como canal de atendimento. De acordo com levantamento da empresa, metade dos brasileiros prefere falar com empresas pelos mesmos canais que contata amigo e familiares.

No ritmo que o WhatsApp cresceu, outros meios perderam popularidade: o contato via mensagem SMS caiu 17,5% nos últimos meses no país. Outros canais de atendimento, como Twitter e Facebook Messenger também cresceram (51%), ainda que menos que o WhatsApp. Quando se olha para a América Latina, o crescimento do WhatsApp é ainda mais expressivo: o aplicativo teve alta de 164% na região desde o início da pandemia.

Telefone e e-mail ainda permanecem como os principais meios de atendimento, mas, de acordo com Warren Levitan, vice-presidente sênior de Conversational Business da Zendesk, isso está mudando. “É um legado que está sendo transformado ano a ano”, explica. “O uso de aplicativos de troca de mensagens para atendimento ao cliente aumentou globalmente em até 50% desde o início da pandemia — principalmente em grandes empresas. Portanto, acho que é justo dizer que os consumidores em todo o mundo, e através das gerações, estão começando a apreciar a velocidade, conveniência e intimidade das mensagens.”

Há motivos para a mudança: o chat pelo aplicativo é assíncrono e independe de uma sessão única, ou seja, o atendimento pode começar e terminar em horários distintos, seguindo a disponibilidade dos consumidores. O índice de satisfação para os atendimentos feitos por apps de mensagem é o maior entre todos os canais, segundo a empresa, e chega a 98%.

De acordo com Levitan, são as gerações Z e Millennial as mais propensas a usarem canais como mídias sociais e aplicativos de mensageria, especialmente se envolvem recursos de chatbot e autoatendimento. “As principais prioridades deles são velocidade e praticidade: são 30% mais propensos do que as outras gerações a falar com marcas nos mesmos canais em que já conversam com amigos”, afirma.

 

Ver mais

Tecnologia

Amazon aposta nos jogos, reformula estratégia e lança o Prime Gaming

Publicado

dia

Serviço que dá direito ao download gratuito de jogos de computador vai estar incluso na assinatura do serviço Prime

Prime Gaming: serviço de jogos será incorporado à assinatura Prime (Amazon/Divulgação)

A Amazonestá expandindo ainda mais o seu negócio para a área de jogos eletrônicos. Nesta segunda-feira (10), a companhia americana anunciou o Prime Gaming, serviço que vai oferecer jogos gratuitos a cada mês para assinantes do Prime, que já garante ofertas exclusivas do e-commerce da varejista e dá acesso a outras plataformas, como o streaming Prime Video.

O anúncio do Prime Gaming estava marcado para ocorrer às 14h, mas a informação sobre o serviço vazou na internet horas antes. Trata-se, basicamente, de uma reformulação do Twitch Prime, que já garantia benefícios de jogos gratuitos e uma assinatura da plataforma de vídeos para os clientes. A promessa da Amazon é de que esse serviço será expandido com a renovação. Os detalhes sobre isso, porém, ainda não foram revelados.

De acordo com a Amazon, a estratégia de reformulação da marca tem o objetivo de tornar a plataforma mais acessível para os consumidores, fazendo-os entender melhor de que se trata de benefícios exclusivos programa Prime. Em janeiro deste ano, o Amazon Prime superou a marca de 150 milhões de assinantes.

“Membros do Prime já têm acesso ao melhor que existe em TV, filmes, e música, e agora estamos expandindo nossa oferta de entretenimento para incluir o melhor do mundo dos games,” diz Larry Plotnick, diretor geral do Prime Gaming. “Estamos dando aos nossos clientes novos conteúdos que tornam seus jogos favoritos ainda melhores em todas as plataformas. Então, independentemente de que tipo de games você gosta, e onde gosta de jogá-los, eles ficarão ainda melhores com o Prime Gaming.”Mais de 20 jogos estão disponíveis para download no serviço. Todos para computador. Há clássicos como o SNK 40th Anniversary e Metal Slug 2, além de conteúdo adicional para jogos como FIFA 20, GTA V, entre outros. A companhia não se manifestou quando questionada sobre a possibilidade de ofertar o download de jogos para consoles de marcas como PlayStation e Xbox.

Para baixar os jogos basta acessar o site oficial do serviço, logar com sua conta do Prime e conferir as ofertas. Elas permanecem disponíveis para download durante um período limitado de tempo e que varia de acordo com o conteúdo.

A assinatura mensal do Prime custa 9,90 reais por mês ou 89 reais por ano no Brasil e garante frete mais barato para as compras, acesso às plataformas Prime Video, Amazon Music e Prime Reading, além de armazenamento ilimitado de imagens no Amazon Photos. Novos assinantes têm 30 dias gratuitos.

Do faturamento de 88,9 bilhões de dólares registrado no segundo trimestre deste ano – alta de mais de 40% em relação ao mesmo trimestre de 2019 –, uma fatia de pouco mais de 6 bilhões de dólares veio de assinaturas de serviços da Amazon. Este cifra cresceu 29% ante o segundo trimestre do ano passado. A aposta no Amazon Gaming deve ajudar a aumentar ainda mais esse bolo de dinheiro.

Ver mais

Hoje é

quarta-feira, 12 de agosto de 2020

Publicidade

Disponível nosso App

Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade

Viu isso?