Nossa rede

Tecnologia

iPad Pro, próximo tablet da Apple, terá resolução 4K

Publicado

dia

Novos rumores apontam que a Apple estaria fazendo testes em um protótipo de iPad com uma tela de 13 polegadas e resolução 4K. Já chamado pela imprensa de “iPad Pro”, o novo tablet chegaria às lojas em outubro de 2014, mês que já virou tradição por receber lançamentos de novos produtos da Apple.

O mesmo rumor aponta que a Apple também estaria testando um modelo de iPad com resolução de 2K e que este chegaria ao mercado no primeiro semestre do ano que vem, em abril. Caso o rumor se confirme e o tablet chegue realmente venha a ter 13 polegadas e resolução ultra-HD, o modelo poderia passar a ocupar o espaço do mercado destinado aos MacBooks.

A versão mais poderosa no mercado é o iPad Air, com resolução 2.048 x 1.536, já considerado como um aparelho 2K. O diferencial para o iPad lançado em abril reside justamente no tamanho da tela. Já no caso do modelo 4K, a resolução praticamente dobraria – além de, claro, ser 3 polegadas maior.

 

comparativo-resolucoes-4k

 

(foto:  ilustração  das resoluções com a 4k)

Tecnologia

Samsung, Xiaomi e Motorola fazem piada com iPhone 12 sem carregador

Publicado

dia

Por

Segundo a Apple, decisão foi tomada pensando no meio ambiente e na quantidade de lixo eletrônico mundial; concorrentes mandaram indiretas

iPhone 12: celular da Apple não terá carregador e nem fone de ouvido na caixa (Apple/Divulgação)

O iPhone 12 não terá nem fone de ouvido e nem carregador na caixa — disse a Apple na semana passada, no evento do lançamento do novo smartphone. A decisão, segundo a empresa, foi tomada para “reduzir a quantidade de lixo eletrônico” mundial.

De acordo com a Apple, há 2 bilhões de adaptadores disponíveis nas casas dos usuários, além de 700 milhões de fones de ouvido com entrada lightning (nome dado à entrada proprietária que a Apple inclui nos iPhones). A redução de espaço significaria caixas menores, mais iphones por containers, menos espaço tomado na logística. O impacto final, dados da empresa apontam, seria equivalente a menos 450.000 carros nas ruas todos os anos.

Mesmo com a justificativa, as concorrentes da Apple não perderam tempo para fazer piada com a decisão da maçã. A Samsung, por exemplo, publicou em seu perfil caribenho no Twitter uma imagem de um carregador com a legenda “incluso com o seu Galaxy” e escreveu na publicação que o smartphone da companhia “dá ao consumidor o que ele procura”. “Do mais básico, como um carregador, a melhor câmera, performance de bateria, memória e até uma tela de 120Hz em um smartphone”, escreveu a gigante sul-coreana.

Enquanto isso, a Motorola publicou em seu Instagram uma imagem de divulgação do smartphone G9 com a seguinte legenda: “O moto G9 Plus é completo e vem com tudo o que você quer e precisa. Tem superbateria de 5000 mAh e você ainda recarrega em pouco minutos com o carregador TurboPower™️ 30 W que, claro, acompanha o smartphone”.

A Xiaomi, por sua vez, fez uma publicação no Twitter minutos após o evento da Apple acabar. “#RedmiNote9Pro Carregador rápido de 33w incluso. Na caixa”, escreveu a companhia. O tuite teve 69,3 mil curtidas. Em seguida, a Xiaomi tuitou “Não apple-sível, meu amor!”, fazendo alusão, novamente, ao fato de o iPhone 12 não ter o carregador na caixa.

;

Segundo o site irlandês StatCounter, a Samsung é a fabricante de celulares com a maior participação no mercado, de 30,6%. A Apple, em seguida, tem quase 25% de participação. Em quarto lugar está a Huawei, com 10,6% do mercado. A Xiaomi, em quinto, tem uma fatia de 9,47%.

Ver mais

Tecnologia

Novo carregador sem fio da Xiaomi recarrega celular em menos de 20 minutos

Publicado

dia

Por

Fabricante chinesa apresentou um carregador sem fio com 80 watts de potência, quase o triplo da versão atual

Xiaomi: fabricante chinesa desenvolveu um novo carregador sem fio para smartphones (Xiaomi/Divulgação)

Depois de crescer no segundo trimestre deste ano, Xiaomi lançou um novo carregador sem fio no mercado. A novidade é que o equipamento permite recarregar a maioria dos smartphones compatíveis com a tecnologia de carregamento sem fio em menos de 20 minutos. Isso porque o aparelho permite a recarga completa de uma bateria de 4.000 mAh em 19 minutos.

Para essa recarga extremamente rápida da bateria, o novo carregador da Xiaomi tem capacidade de 80 watts – quase três vezes mais forte do que o carregador de 30 watts lançado em 2019 pela fabricante chinesa.

Em testes realizados no vídeo abaixo, do Wikimovel, o dispositivo mostra que a recarga de metade da bateria leva pouco mais de 8 minutos para ser feita. Já a recarga de 10% da bateria é feita em menos de um só minuto.

Vale destacar que a maioria dos carregadores considerados “rápidos” e que são vendidos junto com os smartphones – com exceção dos iPhones, que agora não são mais acompanhados pelo acessório –, possuem 25 watts de potência. Os carregadores mais fracos têm somente 5 watts.

A Xiaomi não revelou o preço e nem quando pretende disponibilizar o produto no mercado. A expectativa é de que isso aconteça antes do fim do ano.

 

 

Ver mais

Tecnologia

Instagram pode ter exposto dados de milhões de usuários da rede social

Publicado

dia

Por

Rede social está sendo investigada por órgãos de segurança digital da Europa pela prática. Multa pode ser de quase 3 bilhões de dólares

Ver mais

Tecnologia

YouTube remove vídeo de fundação do Itamaraty por ameaça de danos graves

Publicado

dia

Por

Conteúdo publicado pela Funag questionava o uso de máscaras para evitar a propagação do novo coronavírus

YouTube: plataforma removeu um vídeo da Funag que questionava o uso de máscaras (Thomas Trutschel / Colaborador/Getty Images)

O YouTube removeu um vídeo da Fundação Alexandre Gusmão (Funag), ligada ao Ministério das Relações Exteriores, de sua plataforma. O vídeo em questão era uma palestra chamada de “a nocividade do uso de máscaras” e indicava supostos perigos no uso do acessório recomendado por órgãos de saúde de todo o planeta para ajudar a evitar a propagação do novo coronavírus.

O conteúdo foi classificado no YouTube como nocivo e que poderia “causar danos físicos graves ou morte”. Desta maneira, o vídeo foi retirado por violar os termos de uso da plataforma.

A palestra em questão foi ministrada por Carlos Ferraz, professor do curso de Filosofia da Universidade Federal de Pelotas. Ferraz também é funcionário da Secretaria Nacional da Juventude do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. No vídeo, ele diz que “a máscara não só é inócua no combate à pandemia, mas é também é também nociva, causa problemas de saúde”.

A fala de Ferraz não reflete a verdade. Órgãos de saúde de todo planeta recomendam o uso da máscara para evitar que gotículas de saliva contaminadas com o novo coronavírus ou outros vírus sejam transmitidas entre pessoas. Vale até fazer suas próprias máscaras em casa.

Em nota, o YouTube afirmou que “tem políticas claras sobre o tipo de conteúdo que pode estar na plataforma e não permite vídeos que incentivam atividades que possam causar danos físicos graves ou morte”. A companhia também informou que “se o proprietário do canal achar que teve um conteúdo removido erroneamente (…) é possível contestar a decisão até 30 dias após a emissão do alerta ou aviso”.

A Funag, que faz parte do Itamaraty, tem realizado uma série de seminários online com vídeos que questionam informações divulgadas por autoridades científicas que atuam no combate ao novo coronavírus, além de criticar órgãos como a Organização Mundial da Saúde. Por vezes, os vídeos contam com a participação de conhecidos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro.

Ver mais

Tecnologia

O que esperar do novo iPhone 12? Saiba como assistir ao lançamento

Publicado

dia

Por

Apple anuncia novos iPhone 12 nesta terça, com poucos detalhes ainda conhecidos e muita expectativa.

iPhone 11: Apple lançou aparelhos com pegada mais profissional em 2019 e deve manter tendência este ano. (Apple/EXAME/Reprodução)

Um dos principais, e úlltimos, lançamentos do mercado de smartphone acontece nesta terça-feira, 12. A Apple tem um evento marcado às 14h, em que deve apresentar a nova versão do iPhone, o principal produto da empresa.

Pouco se sabe oficialmente sobre a nova linha dos aparelhos, mas acredita-se que a linha contará com conexão à 5G pela primeira vez — o convite da empresa trazia a frase “alô, velocidade”, o que deixou margem para acreditar na chegada da tecnologia mais veloz de telecomunicações. Um novo superprocessador, de fabricação da própria Apple, também é esperado.

De acordo com vazamentos prévios, é possível que a Apple apresente até quatro modelos de iPhone nesta terça: o iPhone 12, dois modelos para profissionais (iPhone 12 Pro e 12 Pro Max, na linha do antecessor) e uma versão Mini, que deve ser de tamanho similar ao iPhone SE, mas sem o botão “Home”. É esperado que todas as versões tenham tela Super Retina XDR, uma versão que apenas estava nos modelos profissionais de 2019. O design deve voltar alguns anos, com bordas mais quadradas, a exemplo dos iPhone 5 e 5s.

A chegada da tecnologia de carregamento USB-C também é esperada. Atualmente, a Apple apenas utiliza essas entradas nos novos iPad Air e nos iPad Pro. No ano passado, a empresa enviou aparelhos com entrada USB-C apenas para a entrada do adaptador que vai à tomada — um artefato que, muitos dizem, não virá junto do aparelho. Os fones de ouvido também têm presença questionada. Apesar disso, alguns vazamentos recentes apontam que o aparelho ganhará nova tecnologia de Zoom e melhora na qualidade da câmera.

É verdade que o lançamento do iPhone já foi mais importante para o mercado e até para a própria Apple: ele foi o smartphone que desenhou nossa interação com os computadores e teve participação ativa na revolução causada por aparelhos inteligentes e lojas de aplicativos na última década. Ele também já representou uma parcela mais significativa das vendas da Apple.

Hoje, ele é responsável por 44,2% do faturamento da empresa (dados do último trimestre, quando o aparelho teve vendas de 26,4 bilhões de doláres) e outros smartphones Android disputam os holofotes como lançamentos importantes. A empresa ainda pode surpreender, no entanto, tanto em termos técnicos, quanto no preço dos novos aparelho: em 2019 os aparelhos vieram com um valor abaixo dos lançamentos de 2018. A ver se essa tendência se mantém.

 

Ver mais

Tecnologia

As melhores ofertas de notebooks no Amazon Prime Day

Publicado

dia

Por

Apenas cinco notebooks estão com desconto na varejista; confira a seleção

Notebooks: cinco estão com descontos na varejista (Frederic J. Brown/AFP)

Apesar de as ofertas da Amazon durarem dois dias, apenas cinco notebooks entraram na lista de descontos da gigante varejista nesta segunda-feira, 13. Abaixo, você confere a lista (um tanto quanto limitada) de ofertas no Prime Day.

Confira os melhores descontos do Amazon Prime Day:

1. Notebook Dell Inspiron i15-3584-A30P 8ª Geração Intel Core i3 4GB 1TB Tela LED HD 15.6″

O primeiro notebook que aparece com desconto na varejista é o Dell Inspiron i3, com memória RAM de 4 gigabytes. O computador está com um bom desconto de 599 reais, saindo pelo valor de 2.800 reais.

2. Notebook Asus ZenBook UX431FA-AN203T / CORE i7 / 8GB

O Asus ZenBook, por sua vez, tem um processador i7 e memória RAM e armazenamento rápido SSD de 256GB. Com um desconto de cerca de 960 reais, 9% do estoque do notebook já foi reservado, então, se ele for o da sua escolha, vale dar uma corrida para não perder a oportunidade.

3. Notebook ASUS X512FB-BR501T – CORE I5 / 8 GB / 1000 GB

Já o ASUS X512FB-BR501T, com core i5 e 8GB de memória RAM e 1TB de armazenamento, está sendo vendido com um desconto de 120,48 reais, por um valor total de 3.779 reais e 46% do estoque já foi reservado.

4. Chromebook Acer R721T-488H AMD A4-9120C 4GB 11,6″

A quarta oferta, do Chromebook Acer R721T-488H, de processador A4-9120C, está com um desconto de 437,26 reais, custando o valor total de 2.099 reais à vista.

5. Notebook 2 em 1 Positivo Duo C464C Intel Celeron 4GB 64GB 12″ IPS Full HD touch

Por último, o notebook 2 e 1 da Positivo, que vem com uma “caneta capacitiva para telas touchscreen”, apresenta um desconto de 412,65 reais, saindo por um valor total de 1.439 reais.

Ver mais

Hoje é

terça-feira, 20 de outubro de 2020

Publicidade

Disponível nosso App

Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade

Viu isso?