Nossa rede

Brasil

Prefeitura de São Paulo faz força-tarefa para combater pernilongos

Publicado

dia

Os bairros que receberão a força-tarefa respondem por cerca de 60% das demandas de munícipes sobre o problema

(crédito: Divulgação/Governo de São Paulo)

Para combater os pernilongos da espécie culex e o mosquito da dengue (Aedes Aegypt), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de São Paulo realizará uma força-tarefa entre sábado, 10, e segunda-feira, 12. As equipes da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa) irão aplicar inseticida e larvicida nas ruas dos bairros Lapa, Pinheiros, Itaim Bibi, Cidade Ademar, Campo Limpo e Santo Amaro – locais onde há maior incidência dos mosquitos. Somente nas duas primeiras semanas de setembro, o Portal de Atendimento da Prefeitura 156 recebeu 526 reclamações sobre os insetos.
Os bairros que receberão a força-tarefa respondem por cerca de 60% das demandas de munícipes sobre o problema. Nesta semana, a SMS promoveu ações de aplicação de inseticida e larvicida em vários bairros da capital paulista. As aplicações continua até o feriado do dia 12 de outubro e prossegue ao longo de todo o verão, quando as temperaturas mais elevadas propiciam o crescimento da população de mosquitos.
Com aumento de pernilongos, Prefeitura de SP faz ação no Rio Pinheiros
A aplicação de inseticida, por meio de termonebulização, vem ocorrendo desde o início de agosto e continuará acontecendo nas próximas semanas. Foto: Felipe Rau/ Estadão
No final de setembro, a cidade de São Paulo bateu o recorde de calor do ano e, este fator pode contribuir para a proliferação do pernilongo. Em entrevista ao Estadão, o biólogo e pesquisador da Fiocruz Fabiano Duarte comentou que o calor faz com que o metabolismo do inseto fique mais acelerado. “Em geral, o inseto tem ciclo de vida de até um mês, mas com as circunstâncias propícias esse tempo pode chegar até ¼ do tempo, ou seja o pernilongo vai de ovo a adulto em uma semana”.
De acordo com a Prefeitura, nos últimos dois anos, o volume de pernilongos tem se mostrado estável. O pico na cidade ocorreu no ano de 2004. Em 2018, foi registrado um aumento na presença dos pernilongos, controlado pelas ações do Programa de Controle do Culex. Para controle da presença dos insetos é fundamental a limpeza dos rios Pinheiros e Tietê e dos córregos. Em nota, a Prefeitura de São Paulo informou que são realizadas visitas às residências, para que sejam eliminados criadouros dos pernilongos, e conscientização da população.
“De janeiro a agosto de 2020, foram retiradas 121.784 toneladas de detritos em córregos, em 1.689.095 metros de extensão. Os serviços de varrição, coleta de lixo e limpeza de bueiro também são realizados periodicamente em toda a cidade”, diz o comunicado. Na Capela do Socorro foram limpos 59.327 metros de córregos, em Pinheiros, 2.695; no Butantã, foram 19.170 metros; número que salta para 23.834 metros em Santo Amaro. Somente em 2020, a pasta investiu quase R$ 3,5 milhões na aquisição de insumos, Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e equipamentos para o controle de mosquitos.
Ainda de acordo com a SMS, o Programa Novo Rio Pinheiros vem fazendo a limpeza do rio. Somente com desassoreamento, foram retiradas 12 mil toneladas de lixo flutuante. Os contratos da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) para coleta e tratamento de esgoto também estão em andamento e já atingiram 43,6 mil ligações das 533 mil necessárias: 8,2% do total realizado. Paralelamente, as 202 áreas críticas para a proliferação de mosquitos continuam sendo monitoradas e, quando constatada a presença de larvas, passam por tratamento.
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Comentar

Brasil

Unesco e Amazonas lançam plano de ação para Amazônia Central

Publicado

dia

Por

O novo plano de ação traz um detalhamento minucioso da região, com a mensuração de terras indígenas, quilombolas, sítios arqueológicos e unidades de conservação

(crédito: TV Brasil)

O governo do Amazonas e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) lançaram hoje (21) um plano com 118 ações ambientais pensadas para preservar a reserva da biosfera da Amazônia Central.

O Plano de Ação da Reserva da Biosfera da Amazônia Central (Parbac) 2021-2024 deve ser implementado em conjunto com cerca de 30 municípios amazonenses, com três eixos principais, conforme explicou Fabio Eon, coordenador do programa de Ciências Naturais da Unesco no Brasil.

“Basicamente, [o plano] atende a três propósitos: ajudar na proteção da biodiversidade, promover o desenvolvimento sustentável para que seja um laboratório de boas práticas, e, por último, que auxilie na promoção do conhecimento científico, aliado também à valorização dos saberes tradicionais”, disse Eon no lançamento do plano.

Terras indígenas

Como incremento do programa anterior, o novo plano de ação traz um detalhamento minucioso da região, com a mensuração de terras indígenas, quilombolas, sítios arqueológicos e unidades de conservação, o que possibilitou um nível maior de especificidade nas iniciativas. O documento completo pode ser lido no portal da Unesco.

As 118 ações previstas incluem a formação de gestores, incremento de governança, fortalecimento da comunicação e busca por parceiros institucionais e financiadores.

Criada em 2001, com o reconhecimento da Unesco, a reserva da biosfera da Amazônia Central abrange 19,8 milhões de hectares na região central do Amazonas, onde encontram-se centenas de áreas de proteção ambiental, incluindo mais de 38 unidades de conservação: 14 federais, 14 estaduais e 10 municipais.

 

Ver mais

Brasil

Covid-19: Rio de Janeiro pode ter eventos abertos com até 500 pessoas

Publicado

dia

Por

Novo decreto com flexibilização das restrições começa a valer hoje

© Tomaz Silva/Agência Brasil

A partir de hoje (21), a cidade do Rio de Janeiro pode realizar eventos em locais abertos, com lotação máxima de 500 pessoas, e competições esportivas em estádios e ginásios com público que esteja com o esquema vacinal completo e respeitando a lotação de 50% da capacidade. A flexibilização das restrições devido à pandemia de covid-19 foram possibilitadas pela diminuição nas internação por doenças respiratórias na cidade, bem como a queda de casos confirmados e de óbitos pelo novo coronavírus.

Permanecem suspensas as atividades em boates, danceterias e salões de dança, até que a cidade alcance 65% da população com as duas doses da vacina ou a dose única aplicadas, quando será liberada 50% da capacidade em ambientes fechados. As medidas estão previstas no Decreto nº 49.411, publicado na edição de sexta-feira (17) do Diário Oficial do Município, com as novas regras de flexibilização do comércio, serviços e atividades.

De acordo com o prefeito Eduardo Paes, o calendário de reabertura anunciado em agosto foi levado para análise do comitê científico que assessora a prefeitura na pandemia e foi adaptado para coincidir com os marcos da vacinação.

“O decreto já autoriza coisas que não estavam autorizadas, mas também cria parâmetros para a gente olhar para a frente. A cidade está com 60% [de adultos] vacinados, quando chegar a 65% [da população total] tem novas flexibilizações. De certa maneira, está recolocado um planejamento de abertura, a partir do que foi definido pelo comitê científico”.

De acordo com o decreto, academias de ginástica, piscinas e centros de treinamento físico podem ter aulas em grupos, “desde que respeitado o uso de máscaras e a conferência da situação vacinal”. Em bares, lanchonetes e restaurantes está permitido o consumo para clientes sentados nas áreas internas e com distanciamento mínimo de 1 metro entre as mesas. Também está permitido o serviço para clientes em pé, nas áreas externas.

Shopping centers, centros comerciais e galerias de lojas, bem como museus, bibliotecas, cinemas, teatros, casas de festa, salões de jogos, circo, recreação infantil, parque de diversões, temáticos e aquáticos, pista de patinação, entretenimento, visitações turísticas, aquários, jardim zoológico, casas de espetáculo, concerto e apresentações artísticas, drive-in, feiras, congressos e exposição deverão observar a lotação máxima de 70% da capacidade nas áreas internas e o distanciamento mínimo de 1 metro entre os participantes.

Vacinação

Segundo o painel de vacinação da prefeitura, até o momento, o Rio de Janeiro atingiu o marco de 50,7% da população total vacinada com o esquema completo de duas doses ou dose única e 82% das pessoas com pelo menos a primeira dose. Considerando o público-alvo, com 12 anos ou mais, já foram vacinados 82% com a primeira dose e 58,7% com a imunização completa.

Hoje, está prevista a vacinação na cidade das pessoas com 18 anos ou mais, para tomar a segunda dose, além de gestantes, lactantes, puérperas e pessoas com deficiência permanente a partir dos 12 anos. A dose de reforço nos idosos atende quem tem 88 anos ou mais.

Para amanhã (22) será retomada a vacinação dos adolescentes, com as meninas de 13 anos. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) também antecipou a segunda dose da Pfizer para quem tem 50 anos ou mais, passando de 12 semanas para 21 dias o intervalo entre as doses.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) distribui de hoje até quinta-feira (23) o maior lote de vacinas contra a covid-19 já enviado aos 92 municípios fluminenses, com um total de 1.473.910 doses. O estado recebeu do Ministério da Saúde 676.260 vacinas da Pfizer, para primeira e segunda aplicações; 557.400 da Coronavac, para primeira e segunda aplicações; e 240.250 da Astrazeneca, para segunda aplicação.

Agência Brasil

Ver mais

Brasil

Operação da PF investiga fraudes no Ministério da Saúde

Publicado

dia

Por

Estão sendo cumpridos 15 mandados em seis estados e no DF

© Marcello Casal JrAgência Brasil

A Polícia Federal deflagrou, hoje (21), uma operação para apurar fraudes na aquisição de medicamentos de alto custo por força de decisão judicial pelo Ministério da Saúde. A estimativa é que as fraudes, com pagamento antecipado sem o recebimento dos medicamentos, tenham causado prejuízo que ultrapassa os R$ 20 milhões.

A Operação Pés de Barro investiga fatos ocorridos entre os anos de 2016 e 2018, que envolveram a aquisição dos medicamentos de alto custo Aldurazyme, Fabrazyme, Myozyme, Elaprase e Soliris/Eculizumabe pela Diretoria de Logística em Saúde do Ministério da Saúde.

Segundo a PF, foram encontrados indícios de inobservância da legislação administrativa, licitatória e sanitária, além do descumprimento de reiteradas decisões judiciais, com o aparente intento de favorecer determinadas empresas.

A PF disse ainda que a má condução dos processos de aquisição desses medicamentos causou o desabastecimento por vários meses de seus estoques do Ministério da Saúde, com evidente prejuízo de centenas de pacientes beneficiários de ordens judiciais. A situação teria levado a óbito ao menos 14 pacientes.

Os policiais federais cumprem 15 mandados de busca e apreensão nos estados de Alagoas, Minas Gerais, Pernambuco, São Paulo e no Distrito Federal. Os envolvidos podem responder pelos crimes de fraude à licitação, estelionato, falsidade ideológica, corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e corrupção ativa.

 

Ver mais

Brasil

Onyx sinaliza que pacote trabalhista vai voltar ao Congresso

Publicado

dia

Por

No dia 1º de setembro, o Senado rejeitou MP que alterava a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e promovia contratação sem carteira assinada

(Marcos Corrêa/PR/Flickr)

O ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, sinalizou que o governo tentará emplacar novamente o pacotão trabalhista rejeitado recentemente no Senado. Em evento ao lado do presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), o chefe da pasta defendeu oportunidades no mercado de trabalho fora da carteira assinada.

No dia 1º de setembro, o Senado rejeitou medida provisória que instituía novos programas trabalhistas, alterando a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e promovendo a contratação sem carteira assinada. As mudanças foram criticadas por centrais sindicais e parlamentares.

Nesta segunda-feira, 20, durante convenção da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), Onyx defendeu a flexibilização da legislação trabalhista e novos programas de emprego e qualificação profissional.

“Foi isso que passou pelo Congresso e vai voltar porque precisamos juntar duas coisas no Brasil para além da carteira assinada: é oportunidade e qualificação. O Brasil precisa cada vez que esse binômio seja compreendido e entendido no mercado do trabalho”, disse o ministro.

Ver mais

Brasil

Nova Iguaçu vacina adolescentes de 13 anos nesta terça

Publicado

dia

Por

 — Foto: Divulgação/Prefeitura de Cabo Frio

A Prefeitura de Nova Iguaçu irá vacinar contra a Covid-19, nesta terça-feira (21), adolescentes de 13 anos. No mesmo dia, haverá repescagem para os demais grupos e dose de reforço para idosos acima de 79 anos e imunossuprimidos.

A segunda dose continuará sendo aplicada conforme agendamento de retorno. Os 24 pontos de imunização funcionarão das 8h30 às 16h.

Na última quarta-feira (16), o Ministério da Saúde recuou e retirou da lista de vacinação contra a Covid adolescentes sem comorbidades entre 12 e 17 anos. A orientação do ministério passou a ser que não seja feita a vacinação deste grupo.

Quem pode se vacinar nesta terça (21) em Nova Iguaçu:

  • adolescentes de 13 anos;
  • imunossuprimidos com 28 dias após segunda dose ou dose única (dose de reforço);
  • idosos acima de 78 anos com seis meses após segunda dose ou dose única (dose de reforço);
  • pessoas acima de 14 anos;
  • pessoas entre 18 a 59 anos com comorbidades;
  • portadores de deficiência definitiva acima de 18 anos;
  • profissionais da saúde e educação acima de 20 anos;
  • cuidadores/curadores de pessoas com deficiência intelectual;
  • gestantes, puérperas e lactantes (que amamentam bebês até 1 ano) acima de 18 anos;
  • profissionais de Limpeza Urbana.

Locais de vacinação: Drive-Thru Top Shopping, Drive-Thru Detran Bairro Botafogo, Drive-Thru Shopping Nova Iguaçu, Drive-Thru Centro Olímpico, Espaço Municipal Da Terceira Idade (Esmuti), Clínica Da Família Dom Bosco, Clínica Da Família Vila Operária, Usf Rancho Fundo, Centro De Atendimento Ao Deficiente (Cad), Clínica Da Família Marfel, Clínica Da Família Do Caiçara, Clínica Da Família Do Ambaí, Clínica Da Família Jardim Paraíso, Clínica Da Família Vila De Cava, Clínica Da Família Austin, Clínica Da Família Odiceia Morais, Policlínica Miguel Couto, Clínica Da Família Emília Gomes, Clínica Da Família Boa Esperança, Clínica Da Família Cabuçu, Clínica Da Família Maraú, Clínica Da Família Do Km32, Clínica Da Família Edi Pinto Da Silva, Centro De Saúde Vasco Barcelos.

A lista completa com os grupos que podem se vacinar, os documentos que devem ser apresentados para a imunização, os endereços dos pontos de vacinação e o calendário de imunização estão disponíveis no site da Prefeitura de Nova Iguaçu.

Ver mais

Brasil

Rio vacina adolescentes de 13 anos nesta semana

Publicado

dia

Por

Nesta faixa de idade será aplicada exclusivamente a vacina da Pfizer

© Breno Esaki/Agência Saúde

O município do Rio de Janeiro anunciou hoje (20) que vai vacinar nesta semana adolescentes de 13 anos de idade contra a covid-19, em primeira dose. A Secretaria Municipal de Saúde informou que será usada exclusivamente a vacina da Pfizer, a única autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária para esta faixa etária.

Segundo o calendário, as meninas serão imunizadas na quarta (22) e na quinta-feira (23), enquanto os meninos receberão a vacina na sexta-feira (24).

Dose de reforço

A segunda dose e a dose de reforço continuam sendo aplicadas na cidade. No caso da dose de reforço, serão imunizados os idosos de 84 a 89 anos ou mais, conforme o calendário: hoje (89 anos ou mais), amanhã (88 anos ou mais), quarta-feira (87 anos ou mais), quinta-feira (86 anos ou mais), sexta-feira (85 anos ou mais) e sábado (84 anos ou mais).

Também recebem a dose de reforço as pessoas com alto grau de imunossupressão com 60 anos ou mais (hoje e amanhã) e com 40 anos ou mais (a partir de quarta-feira). Agência Brasil

Ver mais
Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade
Publicidade

Viu isso?