Nossa rede

Aconteceu

Polícia prende mais dois suspeitos da morte de diretora do HRT

Publicado

dia

O motorista particular de Gabriela Rabelo Cunha, 44 anos, foi o primeiro suspeito preso. Rafael Henrique Dutra da Silva, 32, usou o celular da vítima durante dois meses após a morte para se passar por ela

Gabriela Rabelo Cunha, 44 anos, foi assassinada em outubro do ano passado
(foto: Facebook/Reprodução)

Agentes da Divisão de Sequestros da Polícia Civil (DRA) prenderam mais dois acusados de participar do assassinato da diretora do Hospital Regional de Taguatinga (HRT), Gabriela Rabelo Cunha, 44 anos. O crime aconteceu em outubro do ano passado e o primeiro suspeito a ser preso foi o motorista particular dela, Rafael Henrique Dutra da Silva, 32, detido em janeiro deste ano acusado de ocultação de cadáver e latrocínio.
De acordo com a Polícia Civil, os outros dois acusados de participar do crime foram presos na última semana. As investigações constataram que Rafael a matou para movimentar a conta bancária da servidora e apropriar-se dos bens dela. No dia do assassinato, ele seguiu com a médica à uma agência bancária de Sobradinho. No caminho de volta à Taguatinga, ele parou o veículo, alegando que escutou um barulho na roda. Nesse momento, um outro suspeito entrou no automóvel, simulando o assalto.
Os agentes constataram que a médica foi morta por enforcamento e teve o corpo deixado em uma estada de chão, próximo à Brazlândia. Durante dois meses, o motorista ainda manteve contato com a família de Gabriela usando o telefone dela. Após a prisão, ele levou os policiais ao local do crime.
Exames do Instituto Médico Legal (IML) constataram que o corpo realmente era da médica. Na residência do suspeito, tinham inúmeros objetos da vítima, além de cartões bancários e dois veículos.

Comparsas

Rafael teria contratado os outros dois suspeitos, um de 19 e outro de 29 anos, para ajudá-lo a cometer o assassinato. No entanto, aos investigadores, eles contaram que não sabiam que o motorista iria matar a médica, pensaram apenas que iriam roubar o veículo. No entanto, apenas um deles foi ao local do cirme.
“O mais novo dirigiu o carro de Gabriela, enquanto ela foi rendida no banco de trás. Nesse momento, Rafael sentou ao lado da médica e a enforcou com uma corda por mais de 20 minutos, até ela perder a vida”, explicou o delegado à frente do caso, Leandro Ritt. De acordo com o investigador, o outro acusado, de 29 anos, era amigo de infância de Rafael e teria o ajudado a conseguir o contato do outro comparsa.
O investigador ressalta que o trio confessou ter participado do crime. O jovem de 19 anos teria recebido R$ 5 mil após o crime e teria investido o dinheiro em um motocicleta, que ainda pegou fogo por sobrecarga no motor um dia após o assassinato da médica. “O outro disse que não recebeu nada pelo crime, porque acreditava se tratar apenas de um roubo a veículo. Como ele não estava na cena do crime, só teria descobrido o assassinato momentos depois”, esclareceu.
Todos serão acusados de latrocínio e ocultação de cadáver, porém, como um dos suspeitos não estava na cena do crime e afirmou não saber que o caso seria um assassinato, caberá à Justiça julgar por quais crimes ele responderá. Caso condenados, eles podem cumprir pena de 20 a 30 anos de prisão.
Comentário

Aconteceu

Após morte de ex-diretor, CEF 410 Norte inicia aulas com pais apreensivos

Publicado

dia

Laudo da Polícia Civil indica que o professor Odailton Charles de Albuquerque Silva, 50 anos, possa ter sido envenenado na escola

Preocupados, dezenas de pais acompanharam os filhos no volta às aulas e permaneceram em frente à unidade até ter um pronunciamento
(foto: Walder Galvao/CB/D.A Press)

Centenas de alunos do Centro de Ensino Fundamental (CEF) 410 da Asa Norte voltaram às aulas na manhã desta segunda-feira (10/2). O ex-diretor da unidade de ensino Odailton Charles de Albuquerque Silva, 50 anos, morreu após ter sido envenenado. A Polícia Civil investiga se o crime aconteceu dentro da escola e se foi cometido por um colega de trabalho da vítima.

O clima na unidade de ensino é de apreensão. Preocupados, dezenas de pais acompanharam os filhos no volta às aulas e permaneceram em frente à unidade até ter um pronunciamento. Às aulas estavam marcadas para começar às 7h30 e às 7h45 um funcionário da escola anunciou que os responsáveis poderiam entrar junto com os filhos.

Por volta das 8h, os pais começaram a deixar a unidade e as aulas tiveram início. Um dos pais, que preferiu não identificar, reclamou que faltam informações. “Não sabemos se a escola passou por alguma vistoria. Até agora, não tivemos nenhuma reunião para tratar do assunto. A verdadeira preocupação precisa ser com as crianças”, afirmou.

 

 

Ver mais

Aconteceu

Polícia Civil prende grupo especializado em furto de carros no DF e Entorno

Publicado

dia

A Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Corpatri) cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão no Gama, Santa Maria, Novo Gama, Valparaíso de Goiás e Luziânia

De acordo com as investigações, o grupo é responsável pela subtração de pelo menos 35 veículos em um período de aproximadamente um ano
(foto: Divulgação/PCDF)

A Polícia Civil prendeu um grupo acusado de integrar uma organização criminosa especializada em furto de veículos, adulteração de sinais identificadores, desmonte de venda. Na manhã desta segunda-feira (10/2), a Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Corpatri) cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão no Gama, Santa Maria, Novo Gama, Valparaíso de Goiás e Luziânia.

De acordo com as investigações, o grupo é responsável pela subtração de pelo menos 35 veículos em um período de aproximadamente um ano. Os furtos aconteciam em diversas regiões do DF e, em seguida, eram levados para os municípios do Entorno. Lá, a quadrilha adulterava os sinais identificadores e comercializavam os carros e peças.
As investigações possibilitaram a identificação de pelo menos oito integrantes da organização criminosa, com idades entre 21 e 56 anos. Cada um desempenhava uma ou várias tarefas no esquema. Os suspeitos têm antecedentes criminais por crimes contra o patrimônio, como: furto, receptação, roubo e adulteração de veículos, além de associação criminosa.
Ver mais

Aconteceu

Acidente de trânsito deixa quatro pessoas feridas na BR-080

Publicado

dia

Dois veículos bateram de frente na rodovia, próximo a Brazlândia, deixando três mulheres e um homem feridos

Após a colisão, um dos carros parou no canteiro da rodovia e o outro em uma das faixas da da via, que precisou ser bloqueada
(foto: Divulgação/CBMDF)

Um acidente de trânsito deixou quatro pessoas feridas na BR-080, na manhã desta segunda-feira (10/2). Dois veículos bateram de frente na rodovia, próximo a Brazlândia. As vítimas, entre elas três mulheres e um homem, foram atendidas pelo Corpo de Bombeiros no local.
A condutora do Fiat Pálio vermelho, 22 anos, foi transportada pela corporação para o Hospital Regional de Ceilândia (HRC), com suspeita de fratura no braço direito. Ela estava sozinha no veículo.
No Fiat Pálio Weekend cinza estavam três pessoas. O condutor, 51, e um passageira, 45, precisaram ser transportados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A terceira ocupante do veículo, 28, foi encaminhada para o HRC, com suspeita de fratura na perna esquerda. Todas as vítimas estavam conscientes, orientadas e estáveis.
Após a colisão, um dos carros parou no canteiro da rodovia e o outro em uma das faixas da da via, que precisou ser bloqueada. O Corpo de Bombeiros sinalizou a rodovia e criou um desvio para a passagem dos veículos pelo acostamento. A via ficou ao cuidados da Polícia Rodoviária Federal (PRF).
Ver mais

Disponível nosso App

Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade