Nossa rede

Aconteceu

Mãe de presa na Tailândia morre, e defesa não consegue falar com a jovem

Publicado

dia

Thelma Coelho morava em Pouso Alegre e lutava contra um câncer.

Mary Hellen, jovem moradora de Pouso Alegre presa na Tailândia — Foto: Redes sociais

 

Morreu nesta quarta-feira (16) a mãe de Mary Hellen Coelho a brasileira que está presa na Tailândia por tráfico internacional de drogas desde fevereiro. Thelma Coelho morava em Pouso Alegre e lutava contra um câncer

Advogados da brasileira explicaram as dificuldades em manter contato com ela na prisão para informar sobre a morte da mãe. Até agora, a jovem de 21 anos só conseguiu se comunicar com a família por carta, que teria sido escrita por uma outra pessoa. Na mensagem, ela deseja saúde para a mãe (veja detalhes mais abaixo).

Segundo a defesa de Mary Hellen, a comunicação entre a jovem e os familiares é feita por cartas porque a superlotação nas prisões da Tailândia e a pandemia de Covid-19 dificulta a realização de chamadas de vídeo.

“Difícil demais, demoram para responder. Até hoje a família não teve contato direto com ela. O contato é geralmente por e-mail, a resposta demora mais de 24 horas para chegar. Sempre dizem que estão fazendo o possível, mas não conseguimos avançar”, disse a advogada Talita Franco, que faz parte da equipe que defende a jovem.

Mãe lutou para ter contato com filha

A advogada Kaelly Cavoli Moreira, que também defende a Mary Hellen no Brasil, contou que a mãe lutou para ver a filha.

“A Thelma, lutou com todas as forças para tentar ver a filha. Em razão do fuso horário é possível que o contato seja feito após o enterro. Já encaminhamos um e-mail para a embaixada e também estamos tentando contato com o Samut Prakan [a prisão em que se encontra Mary Hellen] para darmos a notícia de maneira mais respeitosa e sensível. Sem sucesso até o momento, acredito que em razão do fuso horário”, disse.

Carta para a família

Na semana passada, a brasileira enviou uma carta para os familiares que estão em Pouso Alegre. A informação foi repassada pelo advogado Telêmaco Marrace, é um dos profissionais que compõem a defesa da jovem.

Segundo o advogado, a carta foi escrita em inglês para facilitar o entendimento das autoridades locais. Ele disse que uma lei do país pune as pessoas que criticam o rei da Tailândia. A pena pode chegar a 15 anos de prisão.

“São vários presos de diferentes nacionalidades. Se cada preso escrever uma carta em seu idioma, dificultaria um pouco o acesso das autoridades para ter o conteúdo dessas cartas. Lá existe uma lei, chamada de Lei “lesa-majestade”. Nessa lei não tem como ninguém fazer qualquer crítica ao rei da Tailândia. Isso é levado severamente. Uma critica ao rei da Tailândia pode gerar uma pena de 15 anos”, explicou Telêmaco.

Mary Hellen fala da saúde da mãe

Na mensagem, ela fala sobre a saudade da família. A brasileira também disse que se sente melhor, mas que às vezes não consegue dormir.

“Eu estou pensando muito no meu caso. Eu não conseguia dormir de noite porque me preocupo muito. Obrigada por se lembrarem de mim e agradeço aos meus amigos por tentarem me ajudar com os advogados. Eu vou cuidar de mim. Tenho aqui dois amigos para me ajudarem. Eu estou muito melhor agora, espero ver vocês o mais rápido possível”.

Na carta, a jovem diz que espera que a mãe melhore logo e envia beijos e abraços carinhosos para familiares e amigos. Ela diz que espera que eles respondam sua carta e finaliza dizendo que vai sonhar com todos eles.

“Manda um beijo ao meu avô e para minha avó. Lembro de todos vocês no Brasil. Mãe, eu amo você tanto e espero que você melhore logo. Um grande obrigado a todos do Brasil por me ajudarem. Estou muito feliz agora. Espero que minha família e todos os amigos me respondam. Me faz sentir muito feliz e sorrir todo dia. Vou sonhar com vocês todas as noites”.

O advogado também informou que em breve haverá uma audiência preliminar com a jovem, mas ainda não há data confirmada. A defesa também reforçou que já encaminhou a documentação sobre o perfil de Mary Hellen. O objetivo é comprovar a idoneidade moral dela, reforçar o perfil de trabalhadora, além de provar que ela não possui envolvimento com tráfico de drogas.

Carta enviada por Mary Hellen para família em Pouso Alegre (MG) — Foto: Telêmaco Marrace

Carta enviada por Mary Hellen para família em Pouso Alegre (MG) — Foto: Telêmaco Marrace.

 

Entrou no país de ‘mula’

Ainda de acordo com o advogado, a defesa acredita que a jovem tenha entrado como “mula” e não sabia da existência da droga dentro da mala. Para ele, a carta enviada para a família comprova que Mary Hellen está com a saúde física e mental íntegras.

“A Mary Hellen entrou de ‘mula’, com possibilidades de não ter conhecimento do que levava”, afirmou..

Mary Hellen: jovem presa por tráfico de drogas na Tailândia — Foto: Redes sociais

Mary Hellen: jovem presa por tráfico de drogas na Tailândia — Foto: Redes sociais

Telêmaco acredita que ela apenas transportou a droga apreendida no aeroporto de Bangkok. Em entrevista  o advogado explicou como é feito o aliciamento de jovens para o tráfico de drogas. O foco são mulheres fragilizadas.

Estes garotos são aliciados pelos emissários dos grandes traficantes que ficam em ‘baladas’. Uma outra estratégia que utilizam é o chamado ‘Angel’, que funciona da seguinte forma: o emissário do traficante cria perfis no Tinder, Instagram e Facebook… É o ‘cara’. Jogam a isca e simulam uma paixão…Daí as garotas são convidadas para uma viagem internacional e eles enchem a mala com drogas no fundo falso. Muitas vezes as gurias entram numa fria e realmente são inocentes. E com os rapazes, a promessa é de vida boa…Carros, riqueza etc…”, explicou.

A família não sabia da viagem internacional e do suposto envolvimento dela com as drogas. Segundo Mariana Coelho, irmã de Mary Hellen, ela tinha informado que iria viajar para Curitiba, mas não contou o motivo. A irmã pensava que ela teria ido ao encontro de um possível namorado.

Entenda o caso

Mary Hellen Coelho Silva foi detida em fevereiro deste ano com outro brasileiro no aeroporto de Bangkok com 9 kg de cocaína. A droga estava escondida dentro de um compartimento oculto das três malas que eles carregavam. Outros seis quilos da droga estavam com outro suspeito, que foi preso horas depois. Os três são investigados por tráfico internacional de drogas.

O Itamaraty informou que, por meio da embaixada de Bangkok, acompanha a situação e presta toda assistência aos brasileiros. A Tailândia é um dos países onde o tráfico de drogas pode ser punido com pena de morte, dependendo da quantidade e das circunstâncias.

Aconteceu

Após quatro dias ferido na via, cão sobrevive a atropelamento

Publicado

dia

Por

Conforme apurado pelos bombeiros, cachorro foi atropelado na última quinta-feira (19/5), mas só hoje uma pessoa viu que o animal estava vivo e acionou o socorro

(crédito: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

O Corpo de Bombeiros resgatou um cachorro na manhã desta segunda-feira (23/5) que foi atropelado na MG-491, em Alfenas, no Sul de Minas. O motorista fugiu sem prestar socorro e não foi identificado pelas autoridades.

Conforme os militares, o homem que acionou a corporação contou que o atropelamento aconteceu na última quinta-feira (19/5), na altura do km 163 da rodovia. No entanto, o resgate não foi acionado antes porque ele pensou que o animal estivesse morto.

No entanto, hoje, o homem disse que presenciou o animal agonizando na via e, então, solicitou atendimento ao ligar para 193.

Segundo os bombeiros, após a captura do animal foi constatado que ele tinha alguns ferimentos e estava sem mobilidade nas patas traseiras. Logo, o cachorro foi recolhido e encaminhado a um veterinário de Alfenas.

Ver mais

Aconteceu

Operação policial no Rio termina com, ao menos, 11 mortos

Publicado

dia

Por

Também ficaram feridas outras duas pessoas que foram levadas a um hospital da região. segundo a polícia, apenas um dos mortos não tinha ligação com o crime

(crédito: PMRJ/ reprodução )

Uma operação policial na Vila Cruzeiro, na Penha, Zona Norte do Rio de Janeiro, terminou com ao menos 11 mortos na madrugada desta terça-feira (24/5).

De acordo com a Polícia Militar, houve um confronto e 10 dos mortos eram suspeitos de envolvimento com o crime. A 11ª vítima era uma moradora, de 41 anos. Também ficaram feridas outras duas pessoas que foram levadas a um hospital da região.

Segundo informações da PM, a operação emergencial envolvia agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e tinha como objetivo prender chefes do Comando Vermelho que estaria escondidos na Penha. Foram apreendidos 11 fuzis, quatro pistolas e uma granada.

De acordo com relatos, os tiros começaram por volta das 4h. A Secretaria de Educação informou que 11 escolas tiveram as aulas suspensas devido à operação.

 

De acordo com a Polícia Militar, houve um confronto e 10 dos mortos eram suspeitos de envolvimento com o crime. A 11ª vítima era uma moradora, de 41 anos. Também ficaram feridas outras duas pessoas que foram levadas a um hospital da região.

Segundo informações da PM, a operação emergencial envolvia agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e tinha como objetivo prender chefes do Comando Vermelho que estaria escondidos na Penha. Foram apreendidos 11 fuzis, quatro pistolas e uma granada.

De acordo com relatos, os tiros começaram por volta das 4h. A Secretaria de Educação informou que 11 escolas tiveram as aulas suspensas devido à operação.

Ver mais

Aconteceu

Criança sequestrada há 3 semanas em MG é resgatada; suspeito preso

Publicado

dia

Por

Após três semanas desaparecido, menino de 2 anos foi encontrado nesta segunda-feira (23/5) durante operação deflagrada pelo Ministério Público de Minas Gerais

(crédito: MPPA/Divulgação – Imagem meramente ilustrativa)

Um homem suspeito de ter sequestrado uma criança de apenas 2 anos em Carangola, na Zona da Mata mineira, foi preso na manhã desta segunda-feira (23/5) em Rio das Ostras (RJ), durante a operação Themis deflagrada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG).

Após três semanas desaparecido, o menino, que havia sido raptado em 30 de abril, também foi encontrado hoje durante as diligências do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) Zona da Mata do MPMG. Segundo o órgão, a criança está bem e será levada até a mãe.

O nome da operação – Themis – faz alusão à deusa da justiça, protetora dos oprimidos, que personifica a ordem, a justiça e a lei.

O promotor de Justiça Breno Costa da Silva Coelho comentou, via assessoria, a gravidade do delito. “Crimes praticados contra crianças possuem um elevado grau de reprovabilidade, seja pela natural vulnerabilidade das vítimas, seja pelo menosprezo dos autores com a ordem pública e com os padrões éticos mínimos exigidos na vida em sociedade”, avaliou.

A reportagem, em contato com o Ministério Público, questionou como o homem preso nesta manhã conseguiu realizar o sequestro da criança, bem como qual seria a motivação do crime e de que maneira o menino foi recuperado.

Em resposta, a assessoria do órgão disse que “ainda estão sendo realizadas algumas diligências” e, por isso, “não é possível passar outras informações” por enquanto.
Conforme o MP, a operação de captura do suspeito e resgate da criança aconteceu “após intenso trabalho investigativo”. Nesse sentido, além do Gaeco em Visconde do Rio Branco, participaram da ação o Gaeco Central do MPMG e do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), os GAPs de Cabo Frio e de Rio das Ostras e a 5ª Companhia do 25º Batalhão da Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMRJ).

Ver mais

Aconteceu

Motociclista morre após cair da moto na EPTG, no DF

Publicado

dia

Por

Vítima foi identificada como Thiago Henrique Almeida Costa, de 28 anos. Bombeiros tentaram reanimar homem, mas não houve sucesso e óbito foi declarado no local.

Homem morre após cair de moto na EPTG, no DF — Foto: TV Globo/Reprodução

Um homem de 28 anos morreu após cair da moto no início da Estrada Parque Taguatinga (EPTG), sentido Taguatinga, na tesourinha que dá acesso à Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia), no Distrito Federal, na madrugada desta terça-feira (24).

A vítima foi identificada como Thiago Henrique Almeida Costa. Segundo o Corpo de Bombeiros, quando a equipe chegou no local, o motociclista estava caído no chão, em parada cardiorrespiratória. Os militares tentaram reanimar o homem, mas não houve sucesso e o óbito foi declarado no local.amigos da vítima contaram que ele estava indo do Sudoeste para o Guará, onde mora. Os bombeiros não souberam informar sobre a dinâmica do acidente. A Polícia Civil e a Polícia Militar foram acionadas para o local.

Amigos da vítima contaram que ele estava indo do Sudoeste para o Guará, onde mora. Os bombeiros não souberam informar sobre a dinâmica do acidente. A Polícia Civil e a Polícia Militar foram acionadas para o local.

Ver mais

Aconteceu

Operação policial na Vila Cruzeiro leva a 11 mortos, incluindo 10 criminosos e uma moradora

Publicado

dia

Por

Em operação da polícia para prender chefes do Comando Vermelho escondidos no complexo da Vila Cruzeiro, agentes foram recebidos a tiros na madrugada desta terça-feira (24).

© Folhapress / José Lucena/TheNews2/Agência O Globo

Pelo menos 11 pessoas morreram durante troca de tiros entre policiais e criminosos em uma operação da Polícia Militar (PM) na Vila Cruzeiro, Penha, zona norte do Rio, na madrugada desta terça-feira.
De acordo com a PM dez dos mortos eram criminosos, mas uma moradora acabou morrendo vítima de bala perdida. Segundo o Corpo de Bombeiros, a moradora estava na Rua Dionísio, na Chatuba, na parte baixa do complexo, quando foi atingida.
Os moradores relataram que os tiros começaram por volta de 4 horas da manhã. Agentes da PM, do Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foram atacados a tiros quando iniciavam uma “operação emergencial” na comunidade, segundo informações do G1.
A Secretaria Municipal de Educação informou que, por causa da operação policial, 11 escolas da região estão fechadas, e que prestaria atendimento à população de forma remota.
Os confrontos entre criminosos e agentes de segurança se concentraram na parte alta comunidade, perto de uma área de mata. A operação contou ainda com o apoio de um helicóptero blindado da PM.
O objetivo da ação era prender chefes do Comando Vermelho escondidos na Vila Cruzeiro. Até o momento, foram apreendidos nove fuzis, quatro pistolas e uma granada.
Ver mais

Aconteceu

Mulher encontrada parcialmente queimada foi morta pelo namorado, diz polícia do DF

Publicado

dia

Por

Corpo de Marina Paz Katriny, de 30 anos, foi localizado na última quarta-feira (18), perto da BR-070. Segundo polícia, suspeito foi preso nesta segunda-feira (23)

 

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu, na manhã desta segunda-feira (23), o suspeito de matar Marina Paz Katriny, de 30 anos. De acordo a investigação, o homem era namorado da vítima. A identidade dele não foi divulgada e mais informações devem ser repassadas em entrevista coletiva.

O corpo de Marina Paz foi encontrado parcialmente queimado, próximo a uma estrada de terra, na BR-070, em Taguatinga, na última quarta-feira (18). A vítima era natural de Rio Branco, no Acre, e morava em Brasília há seis anos.

O caso é investigado pela 17ª Delegacia de Polícia e foi registrado como feminicídio. Segundo o delegado Mauro Aguiar Machado, durante o interrogatório, o homem confessou que matou a namorada e detalhou o crime.

Quem era Marina?

Marina foi enterrada no domingo (22), em Rio Branco. Segundo a família, ela era formada em pedagogia e pós-graduada em ensino especial e se mudou para Brasília em busca de mais oportunidades. Antes de morrer, ela trabalhava com atendimento ao público em uma loja de shopping.

A amiga de infância da vítima, Vanessa Bessa, contou ao g1 que há cerca de duas semanas, a vítima havia passado pelo trauma de perder um bebê. A família conta que ela estava no início da gravidez, cerca de 4 semanas, e descobriu que era uma gravidez ectópica.

“Inclusive perdeu um bebê há pouco tempo. Quando foi na primeira consulta para ver como estava o bebê descobriu que a gravidez era nas trompas, então ainda estava se recuperando dessa perda. Mas, pensava ainda em engravidar, disse que não tinha desistido disso”, revela.

Crime

O corpo da vítima foi encontrado por um homem que passeava com o cachorro no local, e acionou o Corpo de Bombeiros do DF. Marina estava vestida e não apresentava ferimentos aparentes, mas tinha parte do rosto e do tórax queimados.

A identificação foi feita por familiares e confirmada pela Polícia Civil do DF (PCDF) dois dias depois. Segundo a corporação, os parentes reconheceram tatuagens da vítima, após a divulgação de fotos.

Nas redes sociais, uma das irmãs de Marina lamentou a morte da “caçulinha”. “Pai recebe minha irmã. Queria estar fazendo dedicatória de aniversário”, escreveu (veja abaixo).

Publicação de irmã de Marina Paz nas redes sociais — Foto: Facebook/Reprodução

Publicação de irmã de Marina Paz nas redes sociais — Foto: Facebook/Reprodução

(G1)
Ver mais
Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade

Viu isso?