Nossa rede

Aconteceu

Justiça mantém condenação e perda de cargo de PM sentenciado por tortura no DF

Publicado

dia

Jemus Kenji Sumiya cumpre pena de 2 anos e 4 meses de reclusão por ter ‘empregado violência física e mental’ durante abordagem. Defesa nega crimes.

Viatura da Polícia Militar do Distrito Federal, em imagem de arquivo — Foto: Divulgação

A Justiça do Distrito Federal manteve a condenação de um policial militar acusado de tortura. Jemus Kenji Sumiya foi sentenciado a 2 anos e 4 meses de reclusão e perdeu o cargo na corporação após “empregar violência física e mental” contra uma pessoa. Segundo o processo, ele tentou fazer a vítima confessar um crime.

A decisão, em segunda instância, é de 4 de março. De acordo com a denúncia do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT), em 12 de agosto de 2016, Jemus abordou uma vítima para averiguar um possível roubo de celular, momento em que ocorreram as agressões.

Segundo os promotores, o homem abordado pelo militar foi agredido com tapas, socos e chutes, na tentativa de conseguir uma confissão. Entretanto, ele alegou não ser o autor do crime. A acusação é negada pela defesa (veja mais abaixo).

Na sentença, o magistrado disse que “a materialidade e autoria do crime restaram comprovadas pelos depoimentos da vítima, testemunha e perícia médica”. De acordo com o juiz, o laudo descreve lesões compatíveis com as narrativas.

De acordo com a decisão, apesar da defesa ter pedido a absolvição do sentenciado, por insuficiência de provas, ou a desclassificação da pena para um crime mais brando, o juiz considerou que há evidências condenatórias.

Defesa nega agressões

Tribunal de Justiça do DF, em imagem de arquivo — Foto: Nicole Angel/ G1 DF

Tribunal de Justiça do DF, em imagem de arquivo — Foto: Nicole Angel/ G1 DF.

 

“O processo penal tem um norte, que é a busca da verdade real”, diz o advogado.
De acordo com o advogado, não houve agressão. Marcos Quaresma diz que não é possível condenar uma pessoa enquanto houver dúvidas. “É importante salientar que pelo menos quatro outros policiais participaram dessa abordagem e afirmaram que não houve violência”, aponta.
Clique para comentar

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Aconteceu

Após assembleia, metroviários decidem adiar greve para próxima segunda-feira

Publicado

dia

Por

Negociações entre servidores e a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) segue com impasse. Categoria não aceitou proposta apresentada pela empresa e decidiu manter a paralisação. No domingo (18/4), haverá nova reunião

Metroviários pretendem parar a partir da 0h de segunda-feira (19/4) – (crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)

Depois de uma longa assembleia na noite desta quinta-feira (15/4), os funcionários do sistema metroviário do Distrito Federal decidiram rejeitar a proposta encaminhada pela Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF). A categoria votou pelo adiamento da greve — que estava marcada para esta sexta-feira (16/4) —, mas começará na segunda-feira (19/4).

Os servidores rejeitaram as propostas da Metrô-DF, por considerarem haver perda de benefícios. Um dos pontos pedidos pela categoria, o abono especial com pagamento do 13º auxílio-alimentação, não foi considerado pela empresa. O valor da quebra de caixa também foi um dos quesitos cobrados pelos servidores. Anteriormente, a companhia pagava uma gratificação de 110 de bilhetes unitários para circulação no modal. Na contraproposta, porém, esse valor caiu para um total de 10 passes.

Apesar das divergências nas negociações, a categoria se mostrou preocupada por ter de paralisar durante a pandemia. Na tentativa de dar mais um passo nas negociações, o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários (Sindmetrô) encaminhará um documento para a Metrô-DF, informando quais cláusulas precisam de revisão no acordo.

Caso a empresa não aceite, a categoria iniciará paralisação a partir da 0h de segunda-feira (19/4). Uma nova assembleia está marcada para domingo (18/4), às 19h, para debater sobre a manutenção da greve e como ela ocorrerá. A principio, o serviço ficará mantido com funcionamento de 30% da capacidade total.

O sindicato informou que as negociações com a empresa começaram em fevereiro, como forma de buscar um caminho para cumprimento de sentença judicial após a última greve, em 2019. No entanto, desde 1º de abril, os funcionários estão definição sobre o acordo coletivo, sem receber auxílio-alimentação e outros benefícios.

Por meio de nota, a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) diz que foi informada da decisão do sindicato nesta sexta-feira (16/4) e que está aberta a negociar com a categoria. “Espera, no entanto, que o SindMetrô apresente de fato a proposta aos empregados para deliberação, em vez de negá-la sem a devida consulta à categoria”, diz a nota.

A empresa ainda ressaltou que reduzir o efetivo de funcionários neste momento prejudicaria a população, já que o Metrô-DF vinha operando com a capacidade máxima, apesar da redução na demanda por causa da pandemia de coronavírus. “Vale ressaltar que, desde o início da pandemia, o Metrô-DF adotou uma política de manter 100% da operação, apesar da redução drástica no número de usuários, como estratégia para aumentar o distanciamento”.

Ver mais

Aconteceu

PMDF encerra festa com cerca de 100 jovens em bar de Taguatinga

Publicado

dia

Por

O estabelecimento recebeu multa de R$ 20 mil por descumprimento de medida sanitária, promovendo aglomeração. O bar também foi interditado pelo prazo de 60 dias

O estabelecimento foi multado em R$ 20 mil – (crédito: PMDF/Divulgação).

Em meio à explosão de casos e mortes causadas em decorrência da covid-19, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), em ação conjunta com a Secretaria DF Legal e com equipes do Departamento de Estradas e Rodagem (DER-DF) e da Polícia Civil, encerrou uma festa clandestina com cerca de 100 pessoas, na madrugada desta sexta-feira (16/4), em Taguatinga.

O evento ocorreu na QS 3, lote 19 do Pistão Sul. Como prevê decreto governamental, está proibido a realização de eventos e festas na capital que gerem aglomeração. A intenção é evitar a propagação do novo coronavírus. Policiais identificaram o evento e, ao chegarem ao local, um bar da região, constataram a presença de cerca de 100 jovens, muitos deles sem máscara .

Procurada pela reportagem, a DF Legal informou que o estabelecimento recebeu multa de R$ 20 mil por descumprimento de medida sanitária, já que promoveu aglomeração. O bar também foi interditado pelo prazo de 60 dias. Mais informações serão repassadas posteriormente pelo órgão até o início da tarde desta sexta-feira (16/4). “Em relatório preliminar, necessitando ainda os detalhes de cada uma das infrações, foram aplicadas 10 multas e a interdição do local”, frisou a DF Legal.

Ver mais

Aconteceu

PCDF prende homem que manteve família em cárcere privado na Asa Sul

Publicado

dia

Por

Na residência, estavam um idoso de 79 anos, a mulher, de 66, e dois filhos, de 30 e 25. A família foi surpreendida por criminosos armados e foi trancada nos banheiros enquanto os homens roubavam diversos objetos da residência

O caso é investigado pela 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul) – (crédito: Breno Fortes/CB/D.A Press – 10/2/09).

Policiais civis da 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul) prenderam, nesta sexta-feira (16/4), um jovem de 22 anos acusado de manter uma família em cárcere privado para roubar uma casa de alto padrão, no Bloco H da 709 Sul. O caso ocorreu em 29 de janeiro e os investigadores trabalham para identificar outros dois envolvidos no crime.

O criminoso foi preso em Luziânia (GO) — distante cerca de 58 km de Brasília —, local onde mora. Segundo o delegado-adjunto da 1ª DP, Maurício Iacozzilli, o trio teria saído do município goiano apenas para cometer o roubo no DF. “Não há indícios de que o crime tenha sido premeditado. Não sabemos, até então, o motivo deles escolherem aquela casa, mas, provavelmente, foi por causa do veículo, que chamou a atenção”, detalhou.

Na residência, estavam um idoso de 79 anos, a mulher, 66, e dois filhos, 30 e 25. A família foi surpreendida por criminosos armados ainda no começo da tarde, por volta de 13h30 e, mediante grave ameaça com arma de fogo, o trio trancou as vítimas nos banheiros e roubou diversos objetos da residência, como eletrônicos e bens pessoais, além do veículo, um Jeep.

Ao tomar conhecimento dos fatos, a polícia identificou um dos envolvidos e solicitou as medidas de prisão temporária e de busca e apreensão, que foram deferidas pela 1ª Vara Criminal de Brasília. Na manhã desta sexta-feira (16/4), o jovem foi preso em casa, em Luziânia (GO). Na residência do autor, os investigadores apreenderam uma televisão roubada no dia do crime, porção de cocaína, duas balanças de precisão e dois celulares produtos de crime.

Ver mais

Aconteceu

Passageiro clandestino da África é detido em navio que chegou ao porto de Paranaguá, diz PF

Publicado

dia

Por

Segundo a PF, o homem entrou no navio sem autorização e tentava entrar de maneira clandestina no Brasil. O homem aguarda os trâmites do processo de repatriação ou de eventual pedido de refúgio.

Homem do Guiné foi flagrado em embarcação que parou no porto de Paranaguá. — Foto: Polícia Federal/Divulgação

Um passageiro foi detido pela Polícia Federal (PF) na manhã desta sexta-feira (16), no porto de Paranaguá, no litoral do estado. Segundo a PF, o estrangeiro tentava entrar de maneira clandestina no Brasil.

O homem chegou ao país em um navio cargueiro que parou no Paraná. Conforme a PF, ele é natural de Guiné, na África.

Aos policiais, os responsáveis pelo navio disseram que o passageiro entrou sem autorização na embarcação, que fazia escala no Porto de Dakar, no Senegal.

Passageiro entrou sem autorização na embarcação, informou a PF. — Foto: Polícia Federal/Divulgação

Passageiro entrou sem autorização na embarcação, informou a PF. — Foto: Polícia Federal/Divulgação.

Após ser identificado, os policiais encaminharam o estrangeiro para a agência marítima representante do dono do navio.

Segundo a PF, o homem aguarda os trâmites do processo de repatriação ou de eventual pedido de refúgio.

Ver mais

Aconteceu

Adolescente é apreendido com motocicleta furtada e mais de 80 buchas de maconha em Juiz de Fora

Publicado

dia

Por

Na casa do garoto, de 16 anos, a Polícia Militar localizou dentro do quarto também uma capa de colete balístico, material para a embalagem de drogas, duas balanças de precisão e dinheiro.

drogas apreendidas no bairro nossa senhora aparecida em juiz de fora, 16/04/2021 — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Um adolescente, de 16 anos, foi apreendido pela Polícia Militar (PM) em Juiz de Fora na madrugada desta sexta-feira (16), com uma motocicleta furtada e mais de 80 buchas de maconha.

Uma equipe da PM foi até a casa do suspeito, na Rua Francisco Alves de Souza, no Bairro Nossa Senhora Aparecida, após denúncias de que o imóvel era usado para o tráfico de drogas.

No local, os militares encontraram uma motocicleta e constataram que a mesma havia sido furtada no dia 12 de abril, no Bairro Morro da Glória.

A proprietária da casa liberou a entrada dos policiais que, durante buscas pelo quarto do adolescente, encontraram 81 buchas de maconha e mais uma porção da droga, além de um celular, uma capa de colete balístico, material para a embalagem de drogas, duas balanças de precisão e R$ 501.

O adolescente foi apreendido e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, junto do responsável legal.

Ver mais

Aconteceu

Mulher morre atropelada por carro enquanto andava no acostamento

Publicado

dia

Por

O acidente aconteceu na DF-140, próximo ao Jardim ABC (GO), município que faz divisa com o Distrito Federal. Segundo o CBMDF, a mulher foi atropelada por um carro enquanto andava no acostamento da pista

O motorista responsável pelo atropelamento foi levado para a 30ª Delegacia de Polícia (São Sebastião) – (crédito: PCDF/Divulgação)

Uma mulher morreu atropelada na madrugada desta quinta-feira (15/4) na DF-140, km 5, próximo ao Jardim ABC (GO), sentido Brasília. Segundo relato de populares ao Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), a vítima, identificada como Jilsônia Ferreira, 47 anos, foi atingida por um Chevrolet Classic de cor preta, conduzido pelo senhor Aldair, 48, que não se feriu.

A vítima andava pelo acostamento da rodovia quando foi atingida pelo carro. “Após aproximadamente 50 minutos de manobras, infelizmente a senhora Jilsônia não resistiu aos ferimentos e foi declarado o óbito pela médica do Suporte Avançado do Samu, que estava no local prestando apoio ao CBMDF. A vítima apresentava escoriações pelo corpo e suspeita de fratura de cervical na base do crânio”, afirma a corporação.

O Corpo de Bombeiros do DF atendeu a ocorrência às 5h49 desta quinta com apoio de três viaturas e 12 militares. Segundo a Polícia Militar (PMDF), o condutor fez o teste do bafômetro no local, mas deu negativo. Ele foi detido e levado para a 30ª Delegacia de Polícia (São Sebastião).

Ver mais

Hoje é

sexta-feira, 16 de abril de 2021

Publicidade

Disponível nosso App

Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade

Viu isso?