Nossa rede

Aconteceu

Após acidente, bloco de concreto é arremessado e destrói teto de carro no DF

Publicado

dia

Com impacto, veículo atingido teve para-brisa quebrado e parte superior rasgada ao meio. Motoristas envolvidos não precisaram ser encaminhados a hospitais.

Bloco de concreto se solta e atinge carro em acidente no DF — Foto: Corpo de Bombeiros do DF/Divulgação

Um bloco de concreto se soltou e atingiu um carro após um acidente envolvendo três veículos, na tarde desta sexta-feira (14), na Asa Sul, no Distrito Federal. Com o impacto, o automóvel atingido teve o para-brisa quebrado e o teto rasgado ao meio.

O acidente ocorreu na via de ligação da via L4 com a L2 Sul, próximo à ponte das Garças. Os motoristas dos três automóveis envolvidos foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros, mas nenhum precisou ser encaminhado a um hospital.

De acordo com a corporação, a motorista do carro atingido pelo concreto teve cortes pequenos no rosto e nos braços, devido aos estilhaços de vidro. Ela foi atendida e avaliada pelos militares e, como não houve ferimentos graves, acabou liberada.

O acidente

Segundo os bombeiros, um veículo não identificado fechou um dos carros, que bateu em outro automóvel e em uma manilha que protegia um poste de iluminação. Após a colisão, o carro lançou um pedaço grande de concreto em direção ao veículo que vinha no sentido contrário e que foi atingido.

Depois do acidente, um dos automóveis envolvidos parou em cima de um barranco. Durante o socorro do Corpo de Bombeiros, o trânsito ficou totalmente interditado no sentido L4 para L2 Sul, e parcialmente interditado no sentido L2 Sul para a Ponte das Garças.

O caso foi registrado na 1ª Delegacia de Polícia, como acidente de trânsito sem vítima. Segundo a ocorrência, como a colisão envolveu um poste da Companhia Energética de Brasília (CEB), a Polícia Militar realizou uma perícia no local.

Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Comentar

Aconteceu

Motociclista morre após cair da moto na EPTG, no DF

Publicado

dia

Por

Vítima foi identificada como Thiago Henrique Almeida Costa, de 28 anos. Bombeiros tentaram reanimar homem, mas não houve sucesso e óbito foi declarado no local.

Homem morre após cair de moto na EPTG, no DF — Foto: TV Globo/Reprodução

Um homem de 28 anos morreu após cair da moto no início da Estrada Parque Taguatinga (EPTG), sentido Taguatinga, na tesourinha que dá acesso à Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia), no Distrito Federal, na madrugada desta terça-feira (24).

A vítima foi identificada como Thiago Henrique Almeida Costa. Segundo o Corpo de Bombeiros, quando a equipe chegou no local, o motociclista estava caído no chão, em parada cardiorrespiratória. Os militares tentaram reanimar o homem, mas não houve sucesso e o óbito foi declarado no local.amigos da vítima contaram que ele estava indo do Sudoeste para o Guará, onde mora. Os bombeiros não souberam informar sobre a dinâmica do acidente. A Polícia Civil e a Polícia Militar foram acionadas para o local.

Amigos da vítima contaram que ele estava indo do Sudoeste para o Guará, onde mora. Os bombeiros não souberam informar sobre a dinâmica do acidente. A Polícia Civil e a Polícia Militar foram acionadas para o local.

Ver mais

Aconteceu

Operação policial na Vila Cruzeiro leva a 11 mortos, incluindo 10 criminosos e uma moradora

Publicado

dia

Por

Em operação da polícia para prender chefes do Comando Vermelho escondidos no complexo da Vila Cruzeiro, agentes foram recebidos a tiros na madrugada desta terça-feira (24).

© Folhapress / José Lucena/TheNews2/Agência O Globo

Pelo menos 11 pessoas morreram durante troca de tiros entre policiais e criminosos em uma operação da Polícia Militar (PM) na Vila Cruzeiro, Penha, zona norte do Rio, na madrugada desta terça-feira.
De acordo com a PM dez dos mortos eram criminosos, mas uma moradora acabou morrendo vítima de bala perdida. Segundo o Corpo de Bombeiros, a moradora estava na Rua Dionísio, na Chatuba, na parte baixa do complexo, quando foi atingida.
Os moradores relataram que os tiros começaram por volta de 4 horas da manhã. Agentes da PM, do Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foram atacados a tiros quando iniciavam uma “operação emergencial” na comunidade, segundo informações do G1.
A Secretaria Municipal de Educação informou que, por causa da operação policial, 11 escolas da região estão fechadas, e que prestaria atendimento à população de forma remota.
Os confrontos entre criminosos e agentes de segurança se concentraram na parte alta comunidade, perto de uma área de mata. A operação contou ainda com o apoio de um helicóptero blindado da PM.
O objetivo da ação era prender chefes do Comando Vermelho escondidos na Vila Cruzeiro. Até o momento, foram apreendidos nove fuzis, quatro pistolas e uma granada.
Ver mais

Aconteceu

Mulher encontrada parcialmente queimada foi morta pelo namorado, diz polícia do DF

Publicado

dia

Por

Corpo de Marina Paz Katriny, de 30 anos, foi localizado na última quarta-feira (18), perto da BR-070. Segundo polícia, suspeito foi preso nesta segunda-feira (23)

 

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu, na manhã desta segunda-feira (23), o suspeito de matar Marina Paz Katriny, de 30 anos. De acordo a investigação, o homem era namorado da vítima. A identidade dele não foi divulgada e mais informações devem ser repassadas em entrevista coletiva.

O corpo de Marina Paz foi encontrado parcialmente queimado, próximo a uma estrada de terra, na BR-070, em Taguatinga, na última quarta-feira (18). A vítima era natural de Rio Branco, no Acre, e morava em Brasília há seis anos.

O caso é investigado pela 17ª Delegacia de Polícia e foi registrado como feminicídio. Segundo o delegado Mauro Aguiar Machado, durante o interrogatório, o homem confessou que matou a namorada e detalhou o crime.

Quem era Marina?

Marina foi enterrada no domingo (22), em Rio Branco. Segundo a família, ela era formada em pedagogia e pós-graduada em ensino especial e se mudou para Brasília em busca de mais oportunidades. Antes de morrer, ela trabalhava com atendimento ao público em uma loja de shopping.

A amiga de infância da vítima, Vanessa Bessa, contou ao g1 que há cerca de duas semanas, a vítima havia passado pelo trauma de perder um bebê. A família conta que ela estava no início da gravidez, cerca de 4 semanas, e descobriu que era uma gravidez ectópica.

“Inclusive perdeu um bebê há pouco tempo. Quando foi na primeira consulta para ver como estava o bebê descobriu que a gravidez era nas trompas, então ainda estava se recuperando dessa perda. Mas, pensava ainda em engravidar, disse que não tinha desistido disso”, revela.

Crime

O corpo da vítima foi encontrado por um homem que passeava com o cachorro no local, e acionou o Corpo de Bombeiros do DF. Marina estava vestida e não apresentava ferimentos aparentes, mas tinha parte do rosto e do tórax queimados.

A identificação foi feita por familiares e confirmada pela Polícia Civil do DF (PCDF) dois dias depois. Segundo a corporação, os parentes reconheceram tatuagens da vítima, após a divulgação de fotos.

Nas redes sociais, uma das irmãs de Marina lamentou a morte da “caçulinha”. “Pai recebe minha irmã. Queria estar fazendo dedicatória de aniversário”, escreveu (veja abaixo).

Publicação de irmã de Marina Paz nas redes sociais — Foto: Facebook/Reprodução

Publicação de irmã de Marina Paz nas redes sociais — Foto: Facebook/Reprodução

(G1)
Ver mais

Aconteceu

PCDF mira 59 suspeitos em operação contra facções criminosas rivais no DF

Publicado

dia

Por

Segundo corporação, grupos são responsáveis por diversos crimes de roubo, homicídio, tráfico de drogas e receptação, no Paranoá. Também foram expedidos 37 mandados de busca.

Fachada da 6ª Delegacia de Polícia, do Paranoá, no Distrito Federal — Foto: TV Globo/Reprodução

A Polícia Civil do Distrito Federal realiza, nesta segunda-feira (23), uma operação contra duas facções criminosas rivais. Segundo a corporação, foram expedidos 59 mandados de prisão e 37 de busca e apreensão. Até as 8h, 40 pessoas tinham sido presas.

Os investigadores afirmam que os grupos são compostos “de indivíduos altamente perigosos”, e que “cometem, reiteradamente, diversos crimes de roubo circunstanciado, homicídio, tráfico de drogas e receptação na região do Paranoá e Itapoã”.

De acordo com a polícia, a investigação durou um ano e meio e, durante a apuração, os agentes descobriram que as facções são rivais, e estão “em guerra” há pelo menos cinco anos.

A corporação afirma que ficou comprovado que vários homicídios e tentativas ocorridos na região no período têm relação com o conflito.

A operação ganhou o nome de “Finis” e é realizada pela 6ª Delegacia de Polícia, no Paranoá. Ao todo, 246 policiais atuam na ação.

Ver mais

Aconteceu

Polícia utiliza robô para retirar falsa granada deixada em frente ao Consulado da Rússia em SP

Publicado

dia

Por

Para “desarmar” a suposta bomba, policiais usaram roupas especiais e um robô. Até o momento, ninguém reinvidicou a autoria da ação.

CC BY 2.0 / Governo do Estado de São Paulo / Polícia Militar do Estado de São Paulo

 

Na noite de domingo (22), uma granada foi deixada em frente ao Consulado da Rússia, na Zona Sul de São Paulo.
Em seguida, policiais do Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE) foram acionados, e para retirarem a bomba suspeita, foram utilizados roupas especiais e um robô, segundo o G1.
Entretanto, ao final da operação, foi avaliado que se tratava de uma bomba falsa. O local ficou interditado por cerca de três horas, mas liberado no começo da madrugada desta segunda (23).
No dia 16 de setembro do ano passado, o Consulado da China no Rio de Janeiro também sofreu um atentado com bomba.
As imagens das câmeras de vigilância do prédio mostraram um homem, vestido de casaco preto e máscara, arremessando um artefato explosivo contra o prédio. Ninguém ficou ferido.
Ver mais

Aconteceu

Criança morre após se engasgar com maçã em creche de Petrópolis

Publicado

dia

Por

A prefeitura da cidade abrirá sindicância para apurar os fatos. O município vive luto oficial de três dias em solidariedade aos pais, familiares e amigos da bebê de 1 ano

(crédito: Reprodução)

A Prefeitura de Petrópolis, no Rio de Janeiro, decretou luto oficial de três dias em solidariedade aos pais, familiares e amigos de Maria Thereza Vitorino Ribeiro, de 1 ano.

A criança se engasgou com uma fatia de maçã, na sexta-feira (20/5), quando estava na creche. Segundo a prefeitura, ela foi imediatamente atendida pelos educadores, mas faleceu na manhã de hoje (22).

As causas da morte estão sendo investigadas. Maria Thereza era aluna do Centro de Educação Infantil Carolina Amorim, localizado em Cascatinha, um dos distritos da cidade. Ela se engasgou, segundo a unidade educacional, por volta das 14h de sexta-feira.

Maria Thereza foi levada para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Cascatinha, onde foi reanimada e intubada. Em seguida, ela foi transferida para internação no Hospital Alcides Carneiro.

Em nota, a prefeitura da cidade informou que abrirá uma sindicância para apurar os fatos ocorridos com a criança na creche.

 

Ver mais
Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade

Viu isso?