Nossa rede

Aconteceu

Agente penitenciário morre após tiro acidental de colega de trabalho

Publicado

dia

Ele e outro agente faziam uma manutenção no percursor da arma. O tiro atingiu as costas. O caso aconteceu em Santo Antônio do Descoberto (GO)

O disparo acidental aconteceu quando os agentes limpavam a arma – (crédito: Redes sociais)

O policial penal Jailton Barbo Ferreira, 44 anos, morreu após ser atingindo por um tiro nas costas, disparado acidentalmente por um colega de trabalho, nesta quinta-feira (29/10). Ele trabalhava na Unidade Prisional Regional (UPR) de Santo Antônio do Descoberto (GO). Jailton atuava no sistema prisional goiano desde 2003, mas somente há 40 dias havia sido transferido para esta unidade.

Ao Correio, o presidente do Sindicato dos Servidores do Sistema de Execução Penal do Estado de Goiás (SINSEP-GO), Maxsuell Miranda das Neves, afirmou que Jailton e outro agente faziam a manutenção no percursor da arma e não perceberam que havia uma munição dentro dela. Ele chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), mas quando a equipe chegou já estava morto.

Ainda de acordo com Maxsuell, o policial penal que disparou a arma se apresentou à delegacia e foi liberado. “Ele está em estado de choque, nós iremos apoiar a família de Jailton e daremos apoio psicológico ao servidor envolvido. Também será instaurado um processo administrativo para investigar o caso”, explica.

Jailton deixou a esposa e uma filha de oito anos.”A equipe está muito abalada, ele era um servidor extraordinário, muito competente. Tinha muitos amigos e era uma pessoa muito amada e alegre”, lamenta Maxsuell.

Por meio de nota, a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) confirmou o falecimento do policial e prestou solidariedade aos familiares. “A instituição informa que foram tomadas as devidas providências para as apurações necessárias”.

 

Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Comentar

Aconteceu

Polícia faz buscas em Planaltina por autor de feminicídio

Publicado

dia

Por

Um dos endereços visitados fica no Jardim Roriz, em Planaltina. Moradores afirmaram à reportagem que o homem estaria escondido em uma casa, onde ele morou na região

(crédito: Material cedido ao Correio)

A Polícia Militar realiza na madrugada desta segunda-feira (21) buscas para tentar localizar o autor de um feminicídio em Sobradinho, Osmar de Sousa Silva, 36 anos. Um dos endereços visitados fica no Jardim Roriz, em Planaltina.

De acordo com fontes ligadas à investigação, o homem morou em uma residência na região e a suspeita é de que ele estaria escondido na casa.

Moradores ouvidos pela reportagem, sob a condição de anonimato, afirmam que o acusado teria mudado da residência localizada na quadra 06 do bairro há alguns anos. Mas ele ainda teria parentes no setor, e as buscas devem ocorrer em outros endereços.

A PMDF informou que o homem está sendo procurado “em vários pontos do DF”, diz a corporação.

O caso

Uma mulher de 27 anos foi morta a tiros no início da noite deste domingo (20/6) às 18h35, na Quadra 14 de Sobradinho. O delegado-chefe da 13ª Delegacia de Polícia, da região, Hudson Maldonado, confirmou que o autor era ex-companheiro da vítima, Osmar de Sousa Silva, 36 anos.

Segundo a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), o suspeito fugiu com um Honda Civic branco, após os cinco disparos de uma pistola calibre 380 contra a vítima. A placa do veículo é placa PAP-2097.

O Corpo de Bombeiros (CBMDF) informou que quando chegou ao local para atender a ocorrência a vítima, Thais da Silva Campos, estava sem vida. A mulher estava separada de Osmar, com quem teve um filho de 2 anos, havia cerca de cinco meses.

Ver mais

Aconteceu

Começa julgamento de Marinésio pelo feminicídio de advogada

Publicado

dia

Por

Tribunal do Juri de Planaltina vai analisar o caso da morte de Letícia Curado. Réu, que confessou crime, vai responder por homicídio quintuplamente qualificado

(crédito: Polícia Civil)

O julgamento de Marinésio Olinto pelo feminicídio da advogada Letícia Curado começou às 9h manhã desta segunda-feira (21/6). A definição pela culpa ou absolvição do réu pelo homicídio quintuplamente qualificado será proferida pelo Tribunal do Juri de Planaltina.

Por se tratar de violência contra a mulher, o caso tramita em segredo de justiça e, por isso, a sessão de julgamento será restrita. A representante do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) será a promotora Nathália da Silva. A previsão é de que a sentença seja determinada no fim da tarde.

Relembre o caso

Em 23 de agosto de 2019, a advogada Letícia Curado esperava o ônibus em uma parada entre o Vale do Amanhecer e a DF-230, em Planaltina. Ela estava a caminho do trabalho, no Ministério da Educação (MEC), órgão no qual era servidora.

Contudo, ela não chegaria ao destino: Marinésio passou de carro pela parada e ofereceu uma carona à jovem. Dentro do veículo, ele tentou estuprá-la, mas Letícia reagiu. Diante da reação, o homem a estrangulou e ela morreu asfixiada. Letícia deixa o marido e um filho, hoje com cinco anos.

Em seguida, Marinésio escondeu o corpo da vítima dentro de uma manilha e roubou pertences como uma necessaire, um relógio e um pendrive. Os objetos foram encontrados dentro do automóvel quando ele foi preso em flagrante.

Por isso, além do homicídio, ele também responde pelos crimes de tentativa de estupro, furto e ocultação de cadáver. À polícia, ele confessou que já conhecia Letícia, pois pegou o mesmo ônibus que ela para o Plano Piloto em outra ocasião, e deu detalhes do assassinato.

Outras condenações

Esse não foi o único crime de Marinésio. Quando o caso do assassinato de Letícia Curado veio à tona, outra vítima reconheceu o homem e o denunciou por estupro. Segundo o relato da mulher, que, na época, abril de 2019, tinha 17 anos, ela foi violentada após ser coagida a entrar no carro de Marinésio, no Paranoá.

Por esse crime ele já foi condenado a 10 anos de prisão. Contra ele, ainda há a denúncia do homicídio de outra mulher, Genir Pereira de Sousa, em Planaltina, e pelo menos outros três estupros.

Ver mais

Aconteceu

PMDF prende, pela 18º vez, homem especialista em roubar caminhonetes

Publicado

dia

Por

Um homem foi preso na tarde de quinta-feira (17/6), após roubar um carro na cidade de Samambaia. Ele já havia sido preso 17 vezes

O homem foi abordado pela PMDF enquanto trafegava na EPIA sul – (crédito: Arquivo)

Um homem foi preso, no meio da tarde de quinta-feira (17/6), por policiais do Grupo Tático de Ações Motociclistas (GTAM) após roubar um carro em um lava-jato na região administrativa de Samambaia.

Os Policiais Militares do Distrito Federal (PMDF) receberam a informação do roubo de uma Ford Ranger, de cor prata, perto da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB). Os militares passaram a patrulhar a Estrada Parque Indústria e Abastecimento (EPIA) sentido Sul, atrás do homem. Logo avistaram o carro no sentido norte, em frente ao shopping Casa Park. Os PMs perceberam que o homem faria o retorno e decidiram aguardar.

Assim que retornou, a polícia realizou a abordagem. No interior do carro foi encontrado um bloqueador de sinal de celular. Quando era menor de idade, o homem teve 17 passagens pela polícia. Ele foi preso e autuado em flagrante por roubo.

*Com informações da PMDF

Ver mais

Aconteceu

Ocorrência de violência doméstica leva PMDF a apreensão de drogas

Publicado

dia

Por

Porções de maconha foram encontradas em uma residência, em Santa Maria, após a polícia ser chamada para resolver uma situação de violência doméstica

A PMDF foi chamada para resolver uma situação de violência doméstica e acabou por fazer apreensão de drogas – (crédito: PMDF/Divulgação)

Por volta das 21h30 desta quinta-feira (17/6), policiais militares do 26º Batalhão de Santa Maria apreenderam diversas porções de drogas. Informações do Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM)  levaram a equipe do Grupo Tático (GTOP46) a investigar a ocorrência de Maria da Penha na QR 518. No local, os policiais encontraram diversas porções de drogas.

Ao chegarem no local, o portão e a porta da residência estavam abertos e, na entrada, foi encontrada uma porção de maconha. Com a ajuda de sirenes, os policiais tentaram chamar os moradores, mas ninguém respondeu e eles entraram na casa. A equipe entrou em contato com a proprietária do imóvel e constatou que não havia situação violência doméstica.

Onze porções de maconha foram encontradas e o morador da casa assumiu ser o dono da droga. Ele foi conduzido à 20ª Delegacia para registro.

*Com informações da PMDF

Ver mais

Aconteceu

Polícia prende, em flagrante, dupla de traficantes em Sobradinho II

Publicado

dia

Por

Polícia prende, em flagrante, dupla de traficantes em Sobradinho II

A polícia apreendeu drogas que estavam com a dupla de traficantes – (crédito: Divulgação/ PCDF)

Nesta quinta-feira (17/6), a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu, em flagrante, uma dupla de traficantes que atuava na AR 9, em Sobradinho II. A dupla, que já era conhecida na região, foi presa após diversas denúncias da população.

A PCDF teve acesso a filmagens que comprovaram a movimentação de usuários na casa dos dois homens presos. “Um deles, de 18 anos, aliciava os usuários e os levava até a casa do traficante de 42 anos”, disse o delegado-chefe da 35ª DP, Laércio Carvalho.

De acordo com aPCDF, o homem de 42 anos já possui passagens pela polícia por tráfico de drogas , roubos e furtos. O comparsa mais jovem, 18 anos, tem envolvimentos por homicídios, roubos e furtos. A polícia apreendeu com a dupla 10 porções de crack, um celular roubado e uma quantia de dinheiro.

Os dois irão responder por tráfico e associação ao tráfico de drogas, além de receptação. Caso seja condenada, a dupla pode pegar até 15 anos de prisão.

 Com informações da PCDF

Ver mais

Aconteceu

Funcionário morre após ser atingido por marquise em condomínio no DF

Publicado

dia

Por

Acidente aconteceu na manhã desta quinta-feira (17), em São Sebastião. Bombeiros atestaram óbito no local e trabalham para retirada do corpo.

Homem morre atingido por marquise em obra no DF — Foto: CBMDF/Divulgação

O funcionário de um obra em um condomínio de São Sebastião, no Distrito Federal, morreu após ser atingido por uma marquise, na manhã desta quinta-feira (17). O nome e a idade da vítima não foram divulgados.

O Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF) foi chamado para atender a ocorrência e constatou o óbito no local. Até o início da tarde, os militares continuavam no trabalho de retirada do corpo. “A operação deve demorar bastante”, informou a corporação.

Ver mais
Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade
Publicidade

Viu isso?