Nossa rede

Tecnologia

Instagram testa alternativa ao bloqueio de seguidores

Publicado

dia

Recurso disponível para a versão beta em smartphones Android é menos agressivo para ocultar suas publicações

O aplicativo do Instagram para smartphones Android apresenta um novo recurso para um pequeno grupo de usuários inscritos no seu programa de testes: a possibilidade de remover uma pessoa da sua conta sem precisar bloqueá-la.

O recurso funciona como uma alternativa para quem possui uma conta pública e deseja restringir o acesso de antigos amigos ou ex-namorados às publicações no Instagram.

O usuário que for removido não vai ser notificado de que você tomou a decisão de ocultar dele as suas publicações.

O recurso não foi detectado em smartphones Android. Nos Estados Unidos, uma série de usuários já recebeu o recurso.

Recentemente, o aplicativo liberou uma função que permite silenciar outros usuários, uma maneira de deixar de ver as fotos que alguém publica sem ter que deixar de segui-lo para isso. Para efeito de comparação, o funcionamento é parecido com o do Facebook, que permite que deixemos de seguir outros usuários na nossa linha do tempo–sem que eles saibam disso.

Comentário

Tecnologia

Cesare Battisti: quatro assassinatos e uma pena de prisão perpétua

Publicado

dia

Depois de quatro décadas, Cesare Battisti chega à Itália e passa a cumprir prisão perpetua por quatro assassinatos

Fugitivo italiano, Cesare Battisti, retorna a Itália depois de ser preso na Bolívia (Max Rossi/Reuters)

Cesare Battisti, ex-ativista de extrema esquerda, chegou nesta segunda-feira (14) na Itália para cumprir uma pena de prisão perpétua após sua condenação em 1981 por seu papel direto ou indireto em quatro assassinatos.

Pier Luigi Torregiani, o joalheiro

Em 16 de fevereiro de 1979, um comando dos PAC (Proletários Armados pelo Comunismo), um pequeno grupo de extrema esquerda considerado como “terrorista” por Roma, atirou em Pier Luigi Torregiani em frente a sua joalheria em Milão e sob o olhar de seu filho, Alberto, de 15 anos. Gravemente ferido, Alberto ficou tetraplégico. “Agora, as vítimas vão poder descansar em paz”, declarou ao ser informado da extradição de Cesare Battisti.

Cesare Battisti foi condenado por ter sido o instigador deste crime, decidido porque o joalheiro havia se defendido durante uma tentativa de assalto.

Lino Sabbadin, o açougueiro

No mesmo dia, em 16 de fevereiro de 1979, Cesare Battisti encobriu cúmplices que atacaram o açougue de Lino Sabbadin, de 45 anos, em Mestre, perto de Veneza, pelas mesmas razões: o açougueiro havia ferido fatalmente seu agressor durante uma tentativa de roubo em dezembro de 1978. Ele também era um militante de extrema direita.

“Esperei por este dia por 40 anos”, declarou à imprensa seu filho Adriano, que tinha 17 anos no momento da morte de seu pai.

Por este assassinato, Cesare Battisti também foi condenado por cumplicidade.

Antonio Santoro, o carcereiro

Em 6 de junho de 1978, Cesare Battisti mata em Udine (nordeste) um oficial do corpo de carcereiros, que comandava a prisão da cidade, Antonio Santoro, de 51 anos, acusado de maus tratos contra os detentos.

Cesare Battisti foi condenado por ter matado este funcionário da administração penitenciária.

Andrea Campagna, o motorista da polícia

Em 19 de abril de 1979, Cesare Battisti assassinou em Milão Andrea Campagna, de 24 anos, motorista do Digos, o serviço secreto italiano responsável pela luta contra o terrorismo e a extrema direita.

“Andrea era um motorista, não um investigador (…). Eles chegaram por trás e atiraram uma bala na sua cabeça”, contou ao jornal La Repubblica seu irmão Maurizio.

Cesare Battisti foi condenado por ter disparado o tiro fatal. Em um comunicado publicado pelo PAC, Andrea Campagna foi definido como um “torturador de proletários”. Fonte: Portal Exame

Ver mais

Tecnologia

Google confirma o fim da fabricação do Chromecast Audio

Publicado

dia

(Foto: Reprodução/Google)

O Google confirmou que vai descontinuar o Chromecast Audio na tarde desta sexta-feira, 11. Segundo a gigante de buscas, a fabricação do dispositivo foi interrompida e os consumidores poderão encontra-lo apenas enquanto os estoques durarem. Por outro lado, os aparelhos existente continuarão funcionando e recebendo suporte normalmente.

Anunciado em 2015, o Chromecast Áudio é uma opção para levar streaming de áudio sem fio a qualquer caixa de som com entrada P2 (3,5 mm). O aparelho se conecta à rede Wi-Fi, mas serve apenas para transmitir músicas, ao contrário da versão original. Em reposta à publicação do CNET, o Google confirmou que não vai mais fabricar o dispositivo.

“Nosso portfólio de produto continua a evoluir, e agora nós temos uma variedade de produtos para usuários aproveitarem áudio. Nós, portanto, paramos de fabricar o Chromecast Áudio. Vamos continuar a oferecer assistência para os dispositivos para que usuários continuem a aproveitar suas músicas, podcast e mais”, disse um porta-voz da empresa.

Nos últimos anos, a gigante de buscas tem movido o seu foco dos Chromecasts para produtos com a Google Assistente integrada. Para a reprodução de áudio, por exemplo, a empresa já oferece uma linha própria de caixinhas inteligentes, o Google Home, e fez parcerias com outras fabricantes. Entretanto, nenhum destes aparelhos é vendido no Brasil e nem oferece o baixo preço do Chromecast Audio lá fora.

Ver mais

Tecnologia

Como desabilitar a notificação de que o WhatsApp Web está ativo no Android

Publicado

dia

Ao utilizar o WhatsApp com o cliente para computador ou no navegador da máquina é necessário recorrer a função WhatsApp Web mantendo o celular conectado à internet. Apesar do recurso funcionar bem, enquanto o WhatsApp Web está ativo, uma notificação fica fixada na central de notificações do aparelho celular para saber que uma conexão está aberta.

Por padrão, dentro do aplicativo do WhatsApp não existe uma forma de ocultar esta notificação, mas é possível contornar este problema realizando uma simples configuração ao utilizar um aparelho com Android. A seguir, veja como ocultar a notificação de que o WhatsApp Web está ativo no Android.

Importante

Para realizar esta tarefa mencionada acima, diferente do que se possa imaginar, não é necessário fazer a instalação de nenhum aplicativo. Entretanto, antes de prosseguir com o passo-a-passo, lembre-se que esta notificação do WhatsApp que fica presente nos aparelhos é uma medida de segurança para saber se alguém está podendo visualizar as suas mensagens em outro aparelho.

Como remover a notificação do WhatsApp Web está ativo

A forma de remover esta notificação do WhatsApp envolve uma pequena configuração que é realizada no Android, sendo que ela pode ser revertida a qualquer momento que julgar necessário. Além disto, dependendo da fabricante de seu celular, os nomes de algumas das funções exibidas abaixo podem estar diferentes. Veja como prosseguir:

  1. Acesse a tela de “Configurações” do Android e entre em “Aplicativos”;

    Reprodução

  2. Na lista que aparece, procure pelo WhatsApp e entre nele;

    Reprodução

  3. Na nova tela, entre em “Notificações” e, em “Outros”, desabilite a chavinha de “Outras notificações”.

    Reprodução

Após ter realizado estes passos acima, não é necessário reiniciar o WhatsApp e nem o celular, pois a notificação do WhatsApp Web já deve sumir automaticamente. Vale lembrar, também, que ao realizar esta configuração, você não perderá nenhuma das outras notificações que são recebidas pelo aplicativo como mensagens, prévias na tela de bloqueio e outros. Já para reativar a notificação do WhatsApp Web, tudo o que você precisa fazer é seguir novamente o passo-a-passo e habilitar a chavinha de “Outras notificações”.

Pronto, agora você já sabe como não ser mais incomodado pela notificação do WhatsApp Web no Android. Em todo caso, lembre-se de sempre ficar de olho nos dispositivos que estão conectados a sua conta pelo próprio aplicativo do WhatsApp.

Ver mais
Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade