Nossa rede

Aconteceu

Acidente deixa seis mortos e dez feridos na BR-381, em Minas Gerais

Publicado

dia

Van e carreta bateram de frente na região da ponte sobre o Rio Una. Rodovia foi interditada nos dois sentidos

Acidente deixa mortos e feridos em São Gonçalo do Rio Abaixo. (foto: Bombeiro Voluntário de Barão de Cocais/Divulgação)

 

Pelo menos seis pessoas morreram e outras dez ficaram feridas em um acidente envolvendo uma van e uma carreta na manhã desta segunda-feira na BR-381, em São Gonçalo do Rio Abaixo, Região Central de Minas Gerais.
A batida ocorreu no km 388 da rodovia, pouco antes das 6h, na ponte sobre o Rio Una. Os veículos bateram de frente, segundo as primeiras informações recebidas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). A placa da van é QDA-7079, de Belo Horizonte. A placa da carreta ainda não foi informada. O veículo transportava areia. O trânsito foi interditado nos dois sentidos da rodovia.
Por volta as 8h, o Corpo de Bombeiros informou que o número de mortos chegou a seis. Maria de Lourdes Oliveira Silva, 54 anos, Maria Selma de Gusmão Silva, 52, Sebastião Leite da Silva, 65, Etelvina Teixeira Dornelas, 81, Camila Onório de Freitas Dornelas, 23, e Carla Onório de Freitas, 21, morreram na hora.
As informações preliminares apontam que o grupo seria de familiares e seguia para Santa Bárbara do Leste, município do Vale do Rio Doce às margens da BR-116, entre Caratinga e Manhuaçu. Eles teriam ido a um aniversário de família em Brasília e o acidente aconteceu no retorno.
O Corpo de Bombeiros informou que atendeu 10 pessoas, sendo oito feridos levados para um hospital em João Monlevade e dois para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, transportados de helicóptero. Outras três pessoas recusaram atendimento médico. Por volta das 10h o trânsito já fluia nos dois sentidos na BR-381, apesar do longo congestionamento que ainda se mantém no local.

 

Comentário

Aconteceu

Polícia Civil prende empresário que arremessou modelo de hotel há 14 anos

Publicado

dia

Carlos Humberto Pereira é acusado do homicídio de Patrícia Melo, 21 anos, em janeiro de 2005. Ele estava foragido desde setembro de 2018, quando foi condenado

Homem foi preso por policiais civis da 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul)
(foto: Reprodução/PCDF)

A Polícia Civil prendeu o empresário acusado do homicídio da modelo Patrícia Melo, em 2005. De acordo com a investigação e o julgamento do caso, Carlos Humberto Pereira Montenegro, 59 anos, arremessou a vítima do 14º andar de um hotel de luxo em Brasília, no Setor Hoteleiro Sul, após cometer assédio sexual. Na época, a perícia confirmou o assassinato. O homem foi detido na noite de quinta-feira (22/8).
A ação penal foi aceita somente três anos após o crime, quando o empresário foi preso, mas ele obteve um habeas corpus no mesmo ano. Em setembro de 2018, ele foi condenado a pena de 13 anos de detenção em regime fechado, mas o acusado ficou foragido. Neste ano, investigações realizadas pela Polícia Civil do Amapá descobriram o paradeiro de Carlos Humberto, e policiais da 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul) se deslocaram até Belém, nesta semana, para efetuar a sua prisão.
Os agentes do Distrito Federal encontraram o empresário dirigindo um carro na Avenida Independência, uma das principais via de Belém, no horário de pico. O acusado foi detido e alegou inocência. Além do homicídio, ele é investigado por crimes contra a Administração Pública praticados no estado do Amapá, e já havia sido preso em 2009 pela Polícia Federal.
A operação que resultou na prisão na última quinta foi batizada de Diké, nome da divindade grega que representa a Justiça e os Julgamentos, conhecida por ser a vingadora das violações da lei.
Ver mais

Aconteceu

Jovem de 20 anos é atropelada em Águas Claras e fica em estado grave

Publicado

dia

Vítima foi atropelada na Avenida Castanheiras e foi atendida com lesão na cabeça e perna direita

Perícia determinará logística do acidente
(foto: Reprodução/Facebook)

Uma jovem de 20 anos foi atropelada em Águas Claras e ficou em estado grave. A vítima caminhava pela Avenida Castanheiras quando foi atingida por um veículo, próximo a uma faixa de pedestres.
O acidente aconteceu na noite de quinta-feira, (22/8), por volta das 23h. A condutora do carro, de 37 anos, prestou socorro acionando o Corpo de Bombeiros. Os militares encontraram a jovem com uma lesão na cabeça e na perna direita.
A vítima foi conduzida para o Hospital Regional de Taguatinga, desorientada. Segundo testemunhas, ela estava voltando da aula e havia acabado de descer do Metrô.
A condutora do veículo ficou em estado de choque após o acidente, mas não se feriu e não foi necessário o seu transporte ao hospital. A Polícia Civil foi acionada para realizar a perícia no local e definir a dinâmica do atropelamento.
Ver mais

Aconteceu

Homem tenta matar namorado a facadas em rua da Asa Norte, no DF

Publicado

dia

Vítima passou por cirurgia e está em estado grave, diz polícia. Suspeito é considerado foragido.

Um homem de 34 anos é procurado pela polícia após ter esfaqueado o namorado na rua de acesso à avenida L2, na altura da quadra 411 da Asa Norte, no Distrito Federal.

O crime ocorreu por volta das 17h20 desta terça-feira (20). Segundo a Polícia Civil, a vítima tem 26 anos e foi esfaqueada com dois golpes nas costas, perto dos rins.

O rapaz foi socorrido por uma equipe do Corpo de Bombeiros e encaminhado ao Instituto Hospital de Base, onde passou por cirurgia. Na manhã desta quarta-feira (21), o estado dele era considerado grave, de acordo com a Polícia Civil.

O caso, investigado pela 2ª Delegacia de Polícia, é tratado como tentativa de homicídio. Até a última atualização desta reportagem, o suspeito estava foragido.

Criminalidade
A Secretaria de Segurança Pública do DF registrou 13 tentativas de homicídio no primeiro semestre de 2019, segundo o balanço oficial divulgado pelo governo. No mesmo período do ano passado, haviam sido 12 casos.

Outras estatísticas na região também registraram aumento. O número de homicídios subiu de 6 para 10; o tentativas de latrocínio, de 5 para 17.

Já o registro de crimes de estupro caiu de 19 para 14 entre o primeiro semestre de 2018 e o de 2019.

Ver mais
Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade