Nossa rede

Espaço Mulher

Sete mitos e verdades sobre a pele saudável

Publicado

dia

ALGUNS MITOS SOBRE A PELE SÃO FREQUENTEMENTE ESPALHADOS (FOTO: PEXELS)

Apele é o nosso maior órgão, e a usamos como garantia de que estamos saudáveis. Como uma dermatologista acadêmica, frequentemente ouço “fatos” enganosos que insistem em se espalhar. Aqui estão alguns dos mitos mais comuns que podem ser esclarecidos imediatamente, e também algumas verdades nas quais você pode confiar:

“A pele se renova constantemente”

VERDADEIRO: A pele proporciona uma barreira dinâmica entre o ambiente interno do seu corpo e o mundo exterior. Na epiderme (a camada externa da pele), células chamadas queratinócitos estão constantemente se dividindo para produzir um suprimento de partículas que sobem através dessa camada e são retiradas de sua superfície. A pele é uma fonte rica de células-tronco com capacidade de se dividir e de se renovar.

“Beba dois litros de água por dia para uma pele saudável”

FALSO: A quantidade de água que você bebe não afeta diretamente a sua pele. A água é fornecida ao órgão pelo sangue que flui através da derme, a camada interna da pele; e então é perdida da epiderme, especialmente em um ambiente seco.

A água é necessária para manter a hidratação do corpo, e quando você fica seriamente desidratado, sua pele parece opaca e menos elástica. Em uma pessoa saudável, os órgãos internos — rins, coração e vasos sanguíneos — controlam a quantidade de água que chega à pele. Não há volume fixo da bebida que você precise consumir; isso simplesmente depende das quantidades que você está usando e perdendo.

O estresse pode deixar a pele doente

VERDADEIRO: Há muitos problemas de saúde na modernidad que culpamos pelo estresse, e estudos científicos demonstram que várias condições de pele são agravadas por acontecimentos na nossa vida. Possivelmente, os responsáveis são os hormônios do estresse, incluindo o cortisol (um hormônio esteróide produzido nas glândulas suprarrenais). Exemplos notáveis ​​são a alopecia areata, uma condição em que a imunidade do corpo começa a atacar os folículos pilosos, fazendo com que o cabelo caia; psoríase, outra condição autoimune que causa espessamento, descamação e inflamação da pele; e eczema, uma inflamação cutânea com comichão na pele que ocorre frequentemente acompanhado de asma, rinite alérgica e outras alergias. Infelizmente, um surto dessas condições de pele é exatamente o que você não precisa quando está estressado ou sob pressão.

“Comer chocolate causa acne”

FALSO: Acne vulgaris, a acne comum em “adolescentes” que pode persistir até os 30 e 40 anos, é resultado da interação nos efeitos hormonais nas glândulas da pele, além da resposta imune do órgão a poros bloqueados e micróbios que vivem nele. Comer uma dieta rica em gordura não é saudável por muitas razões, mas não causa acne. Na verdade, alguns comprimidos prescritos para acne grave, como a isotretinoína oral, são melhor absorvidos quando as pílulas são ingeridas com uma refeição gordurosa — e isso pode incluir chocolate.

Chocolate amargo (Foto: Marco Verch/Flickr)

CHOCOLATE AMARGO (FOTO: MARCO VERCH/FLICKR)

“Sabão em pó causa eczema”

FALSO: O eczema é uma condição em que a pele fica seca, vermelha e com coceira. É causada por uma combinação de fatores genéticos (como sua pele é feita) e efeitos ambientais, levando à inflamação. Sabonetes, detergentes e sabão em pó podem irritar a pele e contribuir para o ressecamento porque removem o óleo dela (assim como o líquido de limpeza remove a gordura dos pratos). Sabões em pó biológicos contêm enzimas — proteínas que quebram gorduras e outras proteínas para remover manchas —, e elas podem irritar uma pele sensível, o que piora o eczema. É importante que todo o sabão em pó seja completamente retirado das roupas antes de ser usado, para evitar irritações da pele.

“Marcas brancas nas unhas = deficiência de cálcio”

FALSO: As unhas são produzidas na matriz, uma área sob a pele na borda superior da unha. Se a matriz estiver machucada, colidida ou mordida, ocorre uma irregularidade na haste em desenvolvimento e o ar pode ficar preso ali. Isso resulta em uma marca branca quando a unha cresce. O cálcio é importante para unhas saudáveis ​​(assim como para os ossos e dentes), mas essas marcas brancas não são um sinal de deficiência dele.

“Sol é bom para você”

VERDADEIRO E FALSO: Muitas pessoas têm uma sensação agradável em um dia ensolarado, mas há bons e maus efeitos desta prática. A luz solar inclui uma mistura de diferentes comprimentos de onda de luz: alguns são visíveis ao olho humano, alguns são mais curtos do que as cores que podemos ver — são os chamados ultravioletas (UV) — e outros são mais longos, como o infravermelho. Comprimentos de onda diferentes têm efeitos diferentes na pele.

O UVB é usado pela pele para fabricar vitamina D, essencial para a saúde dos ossos. Sem exposição ao sol, essa vitamina deve ser obtida a partir da alimentação. Dermatologistas usam comprimentos de onda específicos de UVA e UVB em doses cuidadosamente controladas para reduzir a inflamação da pele; um tratamento valioso para algumas condições do órgão.

Porém, quando ficamos expostos a muito UV, o DNA das células da pele pode ser danificado, levando a um crescimento descontrolado — o que é a base do câncer. Como uma regra simples, a menos que você tenha uma doença ou tratamento que prejudique seu sistema imunológico, a luz solar é boa para você com moderação, mas sempre evite ficar queimado.

Mantenha simples

Os princípios básicos para manter a pele saudável são principalmente o senso comum. Você deve lavar a pele regularmente para remover a sujeira, mas não tanto a ponto de remover a umidade essencial e substâncias à prova d’água presentes nela. Use um hidratante se a sua aparência estiver seca — uma pomada oleosa funciona melhor, a não ser que você tenha propensão a acne. Neste caso, você deve usar um creme à base de água não oleosa. Evite o estresse, se possível, faça uma dieta saudável e beba água quando sentir sede. E, finalmente, proteja sua pele de muito sol com um chapéu, roupas ou protetor solar.

*Sara J. Brown é professora de dermatologia molecular e genética na Universidade de Dundee. O artigo foi originalmente publicado em inglês no The Conversation.

Fonte Galileu

Comentário

Espaço Mulher

5 cuidados que você precisa ter com suas extensões de cílios

Publicado

dia

A lash designer Juliana Prata, do estúdio Make It, dá dicas para o alongamento durar mais tempo

(Puhhha/ThinkStock)

Ter cílios longos, volumosos e curvados, como de bonecas, é um desejo praticamente universal. Por isso, a procura pela máscara que nos dê esse efeito é incansável. Foi nessa busca pelos cílios perfeitos que as extensões se tornaram tão populares, mas, para mantê-las bonitas por mais tempo, é necessário tomar alguns cuidados especiais.

A especialista e lash designer do estúdio Make It, Juliana Prata, deu cinco dicas para cuidar das extensões. “São dicas de ouro, que vão garantir cílios bem cuidados por até 30 dias. E claro, não se esqueça de fazer a manutenção com o profissional regularmente”, explica a profissional.

1- Diga adeus à máscara de cílios

Se você tem o alongamento, não é necessário usar rímel. O produto pode comprometer a durabilidade da extensão, porque deixa os cílios grudados uns nos outros. Além disso, na hora de remover a máscara, o atrito pode fazer com que os fios caiam.

2- Lave todos os dias

Apesar muita gente acreditar que molhar as extensões pode prejudicar a durabilidade delas, isso é um mito. Você deve lavar os cílios todos os dias para remover a oleosidade da região e evitar a proliferação de fungos e bactérias. Para fazer a higiene adequada, use shampoo neutro ou sabonete facial e não esfregue muito.

3- Seque bem

A umidade é inimiga dos cílios. Use a toalha com cuidado, pressionando levemente e evitando o atrito. Se for necessário, use um secador de cabelo com ar frio, segurando-o na altura do umbigo, deixando o vento bater na parte de baixo dos cílios.

4- Escove todos os dias

Use uma escovinha para escovar as suas extensões algumas vezes por dia. Além de deixar os fios alinhados e no lugar, a escovação ajuda a aumentar a durabilidade.

5- Nunca aplique óleo na região

Não use produtos a base de óleos na região dos olhos, como demaquilantes bifásicos. O óleo pode fazer com que o adesivo utilizado na fixação da extensão solte. Evite!

 

Ver mais

Espaço Mulher

Melasma não tem cura, mas tem tratamento

Publicado

dia

Especialista explica como lidar com o problema, que exige cuidados diários

Cuidado com a pele (Guido Mieth/Getty Images)

Quem sofre com melasma sabe que o problema não apresenta riscos para a saúde, mas pode ter um grande impacto na autoestima. Concentradas principalmente no rosto, as manchas hiperpigmentadas também aparecem em partes do corpo que sofrem constante exposição solar, como o colo e os antebraços.

Entre as causas do problema estão alterações hormonais da gestação, o uso de anticoncepcional, a exposição demorada ao sol sem o uso de proteção adequada, a constante realização de procedimentos estéticos agressivos e até mesmo o fator genético.

“Costumo dizer que o brasileiro tem uma pele muito miscigenada geneticamente e, por isso, não sabemos muito sobre a pele brasileira e, consequentemente, sobre o que causa o melasma. Mas o fato de morarmos num país tropical, onde a incidência solar é muito alta mesmo no inverno, tem grande impacto nisso”, conta a dermatologista Dra. Daniela Leal, da Clinica Leal, de Campinas.

Ela explica que o uso de protetor solar é fundamental tanto para prevenir quanto para controlar a hiperpigmentação. “Pela manhã, aplique o produto e seja generoso: uma quantidade que remeta a uma azeitona gorda é suficiente para proteger o rosto. Os filtros solares mais aderentes e com pigmento também têm função terapêutica, além da cosmética, e protegem das luzes que causam o melasma”, orienta a profissional.

E para quem já tem?

Se o melasma já se instalou, nada de se desesperar, pois há controle e tratamento! Segundo a dermatologista, existem peelings que ajudam consideravelmente no clareamento, mas é preciso atenção: “Tudo que agride muito a pele tende a responder piorando o melasma. Seja o peeling físico, que causa agressão, inchaço e vermelhidão, até os ácidos usados em casa. Se usar ácido e, por exemplo, entrar no carro num dia de sol e arder, converse com seu médico”, comenta a médica.

Há lasers e microagulhamentos que são coadjuvantes no tratamento e também podem ser usados por não induzirem à inflamação cutânea, sendo combinados a cosméticos de acordo com a estação do ano. “É importante ressaltar apenas que melasma não se cura. Se controla. O paciente deve se tratar e alinhar expectativas com o médico”, conclui a Dra. Daniela.

 

Ver mais

Espaço Mulher

Nail arts que prometem ser tendência em 2020

Publicado

dia

Confira cinco delas para você se inspirar

(Instagram/Reprodução)

As Semanas de Moda são responsáveis por lançar várias das tendências que amamos. Nas últimas temporadas, além do vestuário, os desfiles também foram fonte de inspiração para ousar nas maquiagens e nail arts. Essas últimas inclusive estão com desenhos cada vez mais diferentes.

Confira algumas das nail arts que despontaram nas passarelas e prometem ser um sucesso em 2020:

Francesinha

Prabal Gurung

Prabal Gurung (Miss Pop Nails/Reprodução)

Khaite (Essie/Reprodução)

Um clássico! A francesinha voltou a ser tendência e promete continuar assim no próximo ano. Com a faixinha mais fina ou mais grossa, a nail art é fácil de fazer, muito delicada e discreta. Ela foi a escolhida para os desfiles de Prabal Gurung e Khaite.

Francesinha colorida

 Oscar de la Renta

Oscar de la Renta (Miss Pop/Reprodução)

Rag & Bone (Peter Ung/Reprodução)

Para dar um toque mais moderno, alguns dos desfiles, como o de Oscar de la Renta e Rag & Bone, no NYFW, usaram outras cores para as francesinhas. Além da pontinha colorida ou preta, as marcas investiram em uma base nude no lugar do branco.

Metalizada

Pyer Moss (Dominik Bindl/Getty Images)

Kith (Essie/Reprodução)

O esmalte metalizado também vai ser tendência. Se não quiser investir na unha inteira, você pode se inspirar na nail art escolhida para o desfile da marca americana Kith, em que um esmalte transparente foi complementado com apenas uma faixa vertical de esmalte prateado. O resultado é discreto, mas com uma pegada moderna.

Glitter

Christian Siriano (Essie/Reprodução)

A cobertura transparente com glitter dá um toque especial em qualquer cor de esmalte. No desfile de Christian Siriano, as modelos variaram entre bases transparentes, francesinha e verde menta. O glitter é brilhante, mas não chama tanta atenção quanto o esmalte totalmente metalizado. O resultado é muito fofo.

Formas geométricas

Jeremy Scott (Miss Pop/Reprodução)

Jeremy Scott deixou de lado as nail arts mais discretas e investiu em um design completamente diferente e colorido para seu desfile no NYFW. A base preta ganhou um novo ar com desenhos de formas geométricas de várias cores.

Ver mais

Disponível nosso App

Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade