Nossa rede

Espaço Mulher

Pílula anticoncepcional masculina significa liberdade para as mulheres?

Publicado

dia

A previsão de comercialização da pílula é para daqui dez anos, em 2029

As mulheres são as que mais sentem as consequências dos métodos contraceptivos. São elas que normalmente põem a própria saúde em risco ingerindo pílulas, levando injeções ou instalando chips anticoncepcionais no corpo. Essa realidade pode mudar em um futuro não tão distante.

No final do mês de março, a Sociedade de Endocrinologia dos Estados Unidos informou que uma nova pílula anticoncepcional passou por testes e obteve resultados positivos. Dessa vez, o público alvo não são as mulheres, mas os homens!

O novo medicamento oral, chamado 11-beta-MNTDC, foi divulgado durante reunião anual. A pílula é composta de testosterona modificada com uma combinação entre hormônio masculino, o andrógeno, e feminino, a progesterona.

Apesar de serem desenvolvidas para sistemas reprodutivos diferentes, a pílula masculina e a feminina funcionam de formas semelhantes. Priscila Lima, ginecologista da Clínica Vivitá, explicou à CLAUDIA que em ambos os medicamentos há o uso de hormônios que bloqueiam a hipófise, inibindo nas mulheres a ovulação e nos homens a espermatogênese.

As tentativas anteriores de desenvolver uma pílula para homens foram barradas por apresentarem efeitos colaterais graves. Então por que, afinal, a pílula feminina, que também pode acarretar problemas de saúde como a trombose, foi aprovada e ainda circula comercialmente?

Priscila conta que, durante a fase de testes da pílula feminina, 5 mil pessoas foram submetidas à experimentação e o risco de trombose não foi tão grande a ponto de barrar a liberação do anticoncepcional.

“Em pacientes saudáveis, há o risco de trombose, mas não é um risco tão alto a ponto de contra-indicar a pílula”, aponta a ginecologista. “Quando há a pressão alta, diabetes ou no caso de pacientes com mais de 40 anos, aumenta-se um pouco o risco de problemas cardiovasculares e trombose.”

O estudo

Christina Wang, principal pesquisadora e uma das diretoras do Centro de Ciência Clínica do Instituto de Pesquisa Biomédica de Los Angeles (LA BioMed), explica que a pílula é feita com o hormônio feminino para inibir a produção de espermatozoide. A combinação com o hormônio masculino serve para não diminuir a libido.

Nos testes, 40 homens tomaram o medicamento. Dez homens tomaram placebos (pílulas sem efeito); 14 tomaram pílulas com 200mg e 16 tomaram pílulas com 400mg da substância; todos fizeram uso de um comprimido ao dia, por 28 dias contínuos.

Ao final do estudo, os exames de sangue mostraram que o nível de testosterona de quem tomou o anticoncepcional diminuiu a níveis que não permitiam a produção de espermatozoide, mas sem causar insuficiência androgênica.

Entretanto, ainda são necessários pesquisas mais longas para confirmar a efetividade do medicamento. Provando-se eficaz, a droga é finalmente submetida a testes com casais sexualmente ativos. A previsão de comercialização da pílula é para daqui dez anos, em 2029.

 (Robert Kneschke / EyeEm/Getty Images)

Como funciona a pílula anticoncepcional masculina?

Flávio Trigo, presidente da Sociedade Brasileira de Urologia, afirma que, toda vez que se toma essa combinação de hormônio masculino, existe uma inibição da produção do espermatozoide.

O médico explica que a hipófise, glândula localizada na base do cérebro que tem a função de regular o trabalho dos testículos, nos homens, libera o LH – hormônio relacionado à fertilidade – e estimula a produção da testosterona.

“Quando eu dou alguma substância que inibe a produção do LH, eu não consigo inibir só a sua produção, eu também diminuo a produção de SSH, responsável pelos espermatozoides”, detalha o urologista. “Então, eu mexo em um sistema em que a pessoa se torna temporariamente infértil”.

Tentativas anteriores: alto risco à saúde

Não é a primeira vez que se tenta desenvolver um medicamento contraceptivo para os homens. Nas tentativas anteriores, os estudos foram barrados por terem apresentado níveis colaterais graves.

Alex Meller, urologista da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), conta que, anteriormente, os contraceptivos eram criados à base de progesterona. “Por se tratar de um hormônio feminino, havia a perda de libido”, explica. “Ela inibe a produção de espermatozoide, atingindo o seu objetivo; mas, consequentemente, prejudica a libido e a virilidade em um todo. Então estes estudos foram abandonados.”

Como saída, a testosterona começou a ser combinada com o hormônio feminino para tentar diminuir os efeitos colaterais. Porém, os testes continuaram mostrando riscos à saúde. “Além das questões sexuais, apareceram sintomas como aumento de peso e aumento de colesterol”, explica o urologista. “Então, o problema de aprovação destes métodos para o uso comercial foram as altas taxas de efeitos colaterais.”

 (Paul Bradbury/Getty Images)

Nova tentativa, menos efeitos colaterais

Na nova pílula desenvolvida nos Estados Unidos, a combinação de testosterona modificada (a nandrolona) para ter efeitos de hormônio masculino e de progesterona foi a solução para atenuar as decorrências do uso dos anticoncepcionais masculinos. Com isso, é esperado que a droga, que combina duas ações hormonais em uma, diminua a produção de espermatozoides sem afetar a libido.

Durante o teste realizado no LA BioMed, alguns participantes perceberam efeitos colaterais leves, como acne e dor de cabeça. Já cinco tiveram uma tênue diminuição no desejo sexual e outros dois descreveram disfunção erétil leve, mas sem diminuir a atividade sexual.

Há o perigo de infertilidade irreversível?

 (Carol Yepes/Getty Images)

Para ambas as pílulas, a masculina e a feminina, Priscila Lima afirma que não há risco de infertilidade. “A vantagem da pílula é que ela é reversível”, argumenta. “Ela produz infertilidade no tempo de uso, ou seja, é temporário. Depois de parar de usar ainda demora alguns meses para o organismo voltar ao normal, mas volta”, garante.

“Neste último estudo eles viram que a produção de espermatozoides foi diminuída, mas seu uso é seguro e reversível, interfere na infertilidade do homem temporariamente”, completa a ginecologista.

E no futuro? Será que as mulheres vão poder parar de tomar o anticoncepcional e os homens é que vão adotar o método contraceptivo?

Segundo a ginecologista, em uma pesquisa feita com 9 mil homens, dos que mantinham uma relação estável, mais da metade concordou que adotaria métodos contraceptivos caso fosse desejo da parceira parar de tomar pílula. “Dessa forma, acredito que a pílula masculina vai ser um método utilizado, mas em maior quantidade entre homens em relacionamento estável”, opina.

Comentário

Espaço Mulher

Congresso do Chile discute impeachment de Sebastián Piñera

Publicado

dia

Após protestos violentos, crise política no Chile entra em uma nova fase: a possibilidade de impeachment de Sebastián Piñera

Sebastían Piñera: presidente do Chile ficou com a maior parte da culpa da crise política que país enfrenta após protestos (Spencer Platt / Equipe/Getty Images)

Santiago —Parlamentares do Chile devem debater nesta quinta-feira o possível impeachment do presidente Sebastián Piñera devido a alegações de que não garantiu os direitos humanos durante semanas de protestos nas ruas do país, em um teste político ao qual ele provavelmente sobreviverá, mas que pode abalar seu enfraquecido governo.

Protestos de pequena escala que começaram em outubro em reação a um aumento das tarifas de metrô saíram de controle rapidamente, deixando 26 mortos, prejuízos de bilhões de dólares e alegações generalizadas de abusos das forças de segurança.

Piñera, político de centro-direita e empresário bilionário, ficou com a maior parte da culpa. No final de novembro, seu índice de aprovação despencou para 10%, o mais baixo de um presidente desde que o Chile voltou à democracia em 1990.

Mas as chances de um impeachment continuam pequenas.

Mesmo que uma votação na câmara baixa consiga a maioria simples necessária para levar o debate ao Senado, os senadores da coalizão governista podem inviabilizar facilmente os dois terços de votos exigidos para sua remoção.

“Os esforços para retirar Piñera dificilmente devem ter sucesso devido à composição do Congresso”, disse Maria Luisa Puig, especialista latino-americana do Eurasia Group, acrescentando que, na verdade, a revolta pública transcende Piñera.

As queixas mais destacadas, da reforma do sistema de pensões obsoleto do país ao corte de gastos em serviços públicos, remontam a decisões tomadas muito antes do tempo de Piñera.

Os poucos parlamentares dos vários partidos de oposição por trás da iniciativa de impeachment dizem que Piñera, que em um período anterior da crise declarou que o Chile estava “em guerra com um inimigo poderoso”, não agiu com rapidez suficiente para conter os abusos da polícia.

A equipe legal de Piñera sustenta que não existe ligação entre suas ações e qualquer irregularidade constitucional.

Vários grupos internacionais de direitos humanos denunciaram abusos policiais. O presidente prometeu reformas profundas nos protocolos da polícia.

Um debate longo ou agressivo nesta quinta-feira na Câmara dos Deputados pode prejudicar ainda mais a imagem já combalida de Piñera. Se a câmara aprovar a moção de impeachment, o Senado terá que ouvir as alegações em sua próxima sessão.

Ver mais

Espaço Mulher

Delineador colorido: um guia completo para inovar na make

Publicado

dia

Que um delineado bem feito é o charme da maquiagem, nós já sabemos! Mas que tal apostar em um delineador colorido para sair do tradicional? Confira nosso guia sobre esse produto que virou febre!

Beleza dos Olhos

Como usar delineador colorido

Apesar de muito popular, muitas mulheres não sabem usar o delineador para traçar a pálpebra. Aprenda a fazer um delineado colorido com os tutoriais que escolhemos para você!

Delineador colorido líquido

Aqui, você vai aprender a usar o delineador líquido. Para ajudar na aplicação, é essencial preparar a pele corretamente para não “carimbar” o olho.

Delineado colorido com batom líquido

Não tem o delineador colorido em casa? Confira, nesse vídeo, como fazer um lindo traço usando o batom colorido.

Delineador colorido com sombra: funciona?

Se você não tem muito domínio com o delineador e quer treinar o traço, a sombra pode ser sua aliada. No vídeo, você vai aprender a aplicar a sombra como delineador. É muito fácil e pode ser perfeito para você.

Vale lembrar que delineado é prática. Quanto mais vezes você fizer, mais craque no traço você vai ficar!

15 fotos de delineador colorido para você se inspirar

Separamos delineados lindos e ousados para te inspirar na hora de escolher o seu. São diversos tipos e cores que vão te deixar ainda mais estilosa.

1. O delineador colorido traz alegria para o visual

BÁRBARA DALBONI

2. O modelo do delineado pode ser variado

JÚLIA RODRIGUES

3. Tem o duplo

JOÃO LOM

4. Com glitter

KÉZIA PACÍFICO

5. E os ousados que combinam muito com o Carnaval

ISABELLE PERRUT

6. Você pode optar por um delineado neon

JOÃO LOM

7. Ou investir numa composição de cores no visual

CAROL GONÇALVES

8. O delineador vermelho é uma opção fora do comum

GABI MORETTI

9. O traço pode ser delicado

MARINA VILARINS

11. Ou bem arrojado

JOÃO LOM

12. Aposte em combinações de cores

LU FERREIRA

13. Não tenha medo de inovar

JÚLIA RODRIGUES

14. Com traços gráficos

MANU CALEGARI

15. Você vai ficar linda!

BRIGITTE CALEGARI

Essa é uma ótima escolha, como você viu! Perfeita para quem quer dar um up no visual, deixando a maquiagem mais vibrante e criativa.

Onde comprar delineador colorido

Amou a ideia, mas não sabe qual delineador escolher? Separamos os produtinhos mais queridos do momento para você se jogar nas cores:

ISTOCK

  1. Delineador colorido NYX, na Lory Makeup
  2. Delineador DaPop, na Maria Flor Makeup
  3. Delineador em gel Mark Avon
  4. Delineador Mahav, na Maquiadoro
  5. Delineador Sephora

Agora é só escolher a cor que você mais gosta e arrasar no delineado. Se você ainda não tem prática, veja mais dicas sobre como passar delineador.

Ver mais

Espaço Mulher

Aromaterapia com óleos essenciais para controlar a acne

Publicado

dia

Substâncias extraídas de flores e folhas seriam um tratamento complementar contra as espinhas na pele

Aromaterapia seria aliada no tratamento de lesões na pele, segundo estudo. (Foto: BSIP/UIG/Getty Images)

Em São Paulo, um curso voltado a profissionais de saúde reverberou as últimas descobertas sobre o uso da aromaterapia contra a acne, doença marcada por espinhas e lesões no rosto e nas costas.

“Pesquisadores da Universidade do Sul da Austrália misturaram os óleos essenciais de bergamota, gerânio, lavanda, camomila e hortelã, entre outros, e obtiveram ótimos resultados na redução do processo inflamatório na pele”, exemplifica a aromaterapeuta Maria Aparecida das Neves, uma das responsáveis pelo evento na capital paulista.

Antes de comprar qualquer produto por aí, porém, é primordial procurar um dermatologista para que ele avalie o quadro e indique a melhor estratégia terapêutica.

“A aromaterapia pode até ser associada, desde que essa saída não exclua ou atrase o tratamento convencional, que tem eficácia comprovada”, afirma a médica Lilia Guadanhim, da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Ver mais

Disponível nosso App

Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade