Nossa rede

Brasil

Novo delegado é escolhido para assumir divisão que cuida do caso Marielle

Publicado

dia

Daniel Rosa substitui Giniton Lages, que foi para intercâmbio na Itália a convite do governador Wilson Witzel

Marielle Franco: um ano após assassinato da vereadora, responsáveis não foram descobertos (Emmanuele Contini/NurPhoto/Getty Images)

O delegado Daniel Rosa vai assumir a Divisão de Homicídios do Rio de Janeiro. Este departamento está à frente das investigações do duplo assassinato da vereadora Marielle Franco e de seu motorista, Anderson Gomes.

Rosa substitui o delegado Giniton Lages que, a convite do governador Wilson Witzel, fará um intercâmbio de quatro meses na Itália. Segundo o governador do Rio, Giniton Lages fará um intercâmbio com a polícia italiana sobre máfia e crime organizado e também vai preparar um programa para a vinda de policiais italianos ao Rio.

Foi sob o comando de Giniton que foram presos Ronnie Lessa e Élcio Vieira de Queiroz, acusados, respectivamente, de matar e dirigir o carro do atentado a Marielle e Anderson.

Daniel Rosa estava à frente da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense desde a Intervenção Federal no Rio, no ano passado, e foi assistente dos delegados Rivaldo Barbosa e Fábio Cardoso, na DH do Rio.

Transferência

Ronnie Lessa e Élcio Vieira de Queiroz permanecem presos no Complexo de Bangu, na zona oeste do Rio, e aguardam transferência para um presídio federal.

Fonte Exame

 

Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Comentar

Brasil

Inscrições para o Fies 2022 começam nesta terça-feira; veja como se inscrever

Publicado

dia

Por

Candidato tem até a próxima sexta-feira, dia 12, para fazer a solicitação

Fies: pode se inscrever o candidato que tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir da edição de 2010 (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Começam nesta terça-feira, 9, as inscrições para o segundo semestre de 2022 do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O candidato tem até a próxima sexta-feira, dia 12, para fazer a solicitação. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas, exclusivamente, pela internet.

Criado em 2001, o Fies é uma forma de o estudante financiar um curso superior da rede privada e com avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), por meio do Ministério da Educação (MEC) e com taxa zero de juro.

Pode se inscrever o candidato que tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir da edição de 2010 e tenha obtido média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota superior a zero na redação.

Nesta modalidade, o aluno precisa ter renda familiar mensal bruta de até três salários-mínimos por pessoa. O financiado começará a pagar as prestações respeitando o limite de renda, fazendo com que os encargos a serem pagos diminuam consideravelmente.

Como se inscrever no Fies?

Aos interessados, o primeiro passo é acessar o sistema de seleção do Fies, informar os dados solicitados (CPF, data de nascimento e e-mail) e cadastrar uma senha. Depois é preciso se inscrever no SisFIES. O passo seguinte é validar as informações na instituição de ensino pretendida.

Para contratar o financiamento, o estudante, na companhia de eventual fiador, deve bater na porta de um agente financeiro do Fies em até dez dias e escolher o banco que intermediará o processo. Os atuais agentes financeiros à frente do programa são a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil.

Convém lembrar que não se trata de um programa de bolsas. E que os estudantes poderão se beneficiar de descontos atrelados ao pagamento com pontualidade (algumas instituições oferecem isso). Fique atento aos valores da mensalidade cobrada, pois depois de concluir o curso, você será o responsável pelo pagamento do financiamento.

Se o estudante é bolsista da instituição de ensino e atende aos requisitos para manutenção do benefício, o valor correspondente à bolsa será deduzido da mensalidade cobrada no financiamento. As inscrições no Fies são gratuitas.

Cronograma

– Inscrições: entre 9 e 12 de agosto.

– Resultado: 16 de agosto.

– Complementação de inscrições: 17 a 19 de agosto.

– Convocação da lista de espera: 22 de agosto a 22 de setembro.

Ver mais

Brasil

TSE recebe sete registros de candidatura à presidência da República; veja quem são

Publicado

dia

Por

Quatro candidados não apresentaram registro. Prazo vai até dia 15

Os registros de candidatura devem ser feitos até 15 de agosto. (EVARISTO SA/Getty Images)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu sete pedidos de registros de candidaturas à presidência da República. Os pedidos estão sendo protocolados desde a semana passada, após a aprovação dos nomes dos candidatos nas convenções partidárias.

A formalidade é necessária para que a Justiça Eleitoral possa verificar se os candidatos têm alguma restrição legal e não podem concorrer às eleições de outubro.

Os dois primeiros registros foram dos candidatos Pablo Marçal (Pros) e Sofia Manzano (PCB). Marçal indicou como vice Fátima Pérola Neggra (Pros). A chapa de Sofia terá Antonio Alves (PCB) como vice.

Em seguida, foi registrada a candidatura de Felipe D’Ávila (Novo) à Presidência da República. Como vice, foi registrado o nome de Tiago Mitraud (Novo).

Léo Péricles, do União Popular (UP), também solicitou registro no TSE. A chapa é composta pela candidata à vice, Samara Martins, do mesmo partido. Péricles, de 40 anos, técnico de mecânica, terá como vice Samara Martins, odontóloga de 34 anos. Ambos nasceram em Belo Horizonte (MG). O candidato declarou R$197,31 de patrimônio, provenientes de caderneta de poupança. Já Samara Martins declarou um total de R$3.364,55 em bens provenientes de valores em  poupança e conta corrente.

No sábado (6), foi registrada a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A chapa é composta pelo candidato à vice, Geraldo Alckmin (PSB).

O TSE também recebeu o pedido de registro de candidatura da senadora Simone Tebet (MDB-MS). A senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP) é a candidata à vice-presidência.

O último pedido foi protocolado pelo PSTU, que indicou Vera Lúcia para candidata à presidência. A candidata à vice-presidência é a indígena Raquel Tremembé (PSTU).

Oficialmente, a campanha eleitoral, quando os candidatos podem efetivamente pedir votos e divulgar seus números, começa no dia 16 de agosto. Os registros de candidatura devem ser feitos até 15 de agosto.

Para os cargos de deputado estadual, federal, distrital, senador e governador, o registro é realizado nos tribunais regionais eleitorais.

 

Ver mais

Brasil

Auxílio Caminhoneiro: pagamento do benefício de R$ 1.000 começa nesta terça-feira

Publicado

dia

Por

Neste mês, os motoristas recebem duas parcelas do benefício, ou seja, R$ 2 mil, referentes aos meses de julho e agosto

Caminhoneiros: os beneficiários podem consultar os valores pelo aplicativo Caixa Tem (Gian Masko/dpa/Getty Images)

A Caixa inicia, nesta terça-feira, 9 de agosto, o pagamento do Benefício Caminhoneiro. O auxílio é creditado em conta poupança social digital aberta automaticamente em nome do beneficiário, com movimentação pelo aplicativo Caixa Tem. De acordo com o Ministério do Trabalho, receberão nesta primeira etapa 190.861 caminhoneiros. O volume total de recursos é de aproximadamente R$ 381,8 milhões.

A medida prevê crédito mensal aos caminhoneiros de R$ 1 mil até dezembro de 2022. Neste mês, os motoristas recebem duas parcelas do benefício, ou seja, R$ 2 mil, referentes aos meses de julho e agosto. Os beneficiários podem consultar os valores pelo aplicativo Caixa Tem. É necessário digitar o CPF ou NIS.

Calendário de pagamento do Benefício Caminhoneiro

Duas primeiras parcelas de R$ 1 mil serão pagas na mesma data
Parcela Data de pagamento
1ª parcela 9 de agosto
2ª parcela 9 de agosto
3ª parcela 24 de setembro
4ª parcela 22 de outubro
5ª parcela 26 de novembro
6ª parcela 17 de dezembro

A Caixa atua como Agente Pagador do Benefício Caminhoneiro, que é gerido pelo Ministério do Trabalho e Previdência. Têm direito ao benefício os caminhoneiros cadastrados no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTRC) até 31 de maio de 2022, cadastro mantido pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) – Ministério da Infraestrutura, e que atendam aos demais critérios definidos na Portaria Interministerial MTP/INFRA Nº 6, de 1º de agosto de 2022.

Os caminhoneiros que tiverem dúvidas sobre o pagamento do benefício podem ligar para a Central de Atendimento Alô Trabalho, no número 158.

Pelo app Caixa Tem, é possível realizar compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos com o cartão de débito virtual e QR Code, por meio de mais de nove milhões de maquininhas de cartão espalhadas por todo o Brasil. O beneficiário também pode realizar o pagamento de contas de água, luz, telefone, gás e boletos em geral pelo próprio aplicativo ou nas casas lotéricas.

Utilizando o app Caixa Tem também é possível realizar saques nas Casas Lotéricas, Correspondentes CAIXA Aqui e terminais de autoatendimento, por meio da geração de token diretamente no aplicativo.

Quem tem direito a receber o benefício

Receberão o Benefício Caminhoneiro-TAC os transportadores autônomos de carga, de acordo com o inciso I do art. 2º da Lei nº 11.442, de 5 de janeiro de 2007, devidamente cadastrados no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTR-C) até a data de 31 de maio de 2022. O benefício somente será pago a quem estiver com a situação cadastral “Ativo” no RNTR-C e com CPF regular.

Ver mais

Brasil

Eleições 2022: no debate do Rio, Castro esconde Bolsonaro e Freixo se associa a Lula

Publicado

dia

Por

Castro não citou o nome de Bolsonaro em nenhum momento, já Freixo, em mais de uma ocasião, ressaltou que tem o apoio do candidato Lula

Freixo, em mais de uma ocasião, ressaltou que tem o apoio do candidato do PT à Presidência (Band/Divulgação)

O governador do Rio, Cláudio Castro (PL), candidato à reeleição com apoio de Jair Bolsonaro (PL), evitou usar o presidente da República como cabo eleitoral no debate promovido pela Band na noite deste domingo, 7. Castro não citou o nome de Bolsonaro em nenhum momento do debate, do qual participou com Marcelo Freixo (PSB), Rodrigo Neves (PDT) e Paulo Gamine (Novo). Já Freixo, em mais de uma ocasião, ressaltou que tem o apoio do candidato do PT à Presidência, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Nas considerações finais, Freixo disse que “a democracia está ameaçada no Brasil de hoje”, agradeceu seu candidato a vice, o ex-prefeito César Maia (PSDB), e ao “presidente Lula”, com quem, segundo o candidato do PSB, iria colocar o “Brasil de pé”.

Ao longo do debate, em mais de uma ocasião, Freixo procurou associar negativamente Bolsonaro ao governo Castro. Segundo o deputado federal e candidato do PSB, o Rio foi o Estado do País que registrou mais mortes, proporcionalmente ao tamanho da população, por covid-19, “talvez pela proximidade” do governador com Bolsonaro.

Castro, por sua vez, ignorou as tentativas de associação. Em nenhum momento citou Bolsonaro nem procurou defender quaisquer políticas ou propostas do governo federal. Limitou-se a citar dados de abertura de empresas e de geração de vagas formais de emprego como indícios de recuperação do Estado do Rio.

Com o debate nacional relativamente de lado, o debate se concentrou em torno de temas como segurança pública, saúde e transportes.

O governador Castro e o deputado federal Gamine, do Novo, procuraram associar o histórico de defesa dos direitos humanos de Freixo à imagem de “defensor de bandidos”.

O candidato do PSB evitou rebater diretamente e procurou dar mais ênfase, em suas participações à necessidade de se valorizar as polícias e atuar na segurança pública com políticas de assistência social.

Num dos blocos, Neves, do PDT, e Gamine, do Novo, se uniram numa dobradinha para atacar Freixo. O deputado federal do PSB chegou a pedir direito de resposta – negado, já que a organização do debate não viu ataque pessoal nos comentários -, mas, nas participações seguintes, deixou o assunto de lado.

Ver mais

Brasil

Baixo índice de formação técnica estimula empresa a criar programa de bolsas de estudo

Publicado

dia

Por

Enquanto a média de jovens que têm acesso ao ensino técnico em países desenvolvidos é de cerca de 50%, no Brasil o número fica em apenas 9%

(Carol Yepes/Getty Images)

Um levantamento da Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgada no primeiro trimestre do ano mostrou que pessoas com cursos técnicos ou profissionalizantes têm 38% mais chance de conseguir um emprego de carteira assinada do que quem completou apenas o ensino médio. O dado aponta para a relevância dos cursos de qualificação, mas ainda assim, apenas 9% dos jovens brasileiros que concluem a escola optam por obter um certificado profissionalizante. A média é de 40% nos países da OCDE, por exemplo. O baixo número nacional parece estar fazendo com que as companhias privadas invistam na profissionalização técnica na intenção de formar melhor os jovens e ainda conseguir montar seu próprio quadro de funcionários.

É o caso da Mills, líder latino-americana em locação de equipamentos. Em parceria com o Senai, a empresa irá oferecer gratuitamente bolsas em cursos técnicos de eletrotécnica e eletromecânica em diversas cidades onde a companhia atua. O programa é chamado de TransFORMAR e as vagas são abertas de forma intervalada. As primeiras turmas foram formadas em São Luís (MA), Cuiabá (MT) e Parauapebas (PA). Atualmente, há inscrições abertas para outras 14 cidades.

“Sabemos que a formação técnica é um diferencial valioso para os jovens e pode significar, além do crescimento pessoal e profissional, uma mudança de vida para ele e toda a sua família. Por conta disso, o Programa Transformar representa um marco para a nossa empresa ao gerar impacto positivo para a sociedade, pois nascemos de um sonho de transformar vidas e, hoje, damos continuidade a este legado, que vai além dos produtos que oferecemos aos nossos clientes”, diz Sergio Kariya, CEO da Mills.

Entre os pré-requisitos dos candidatos, eles precisam ser maiores de 18 anos, ter renda mensal familiar de até três salários mínimos (juntando a renda de toda família), formação em escolas públicas ou bolsista integral de escolas privadas, não ter vínculo empregatício com outra empresa e não ter outra formação técnica.

O projeto inclui um auxílio de R$ 300 por mês para cada aluno, mas não existirá vínculo empregatício. No entanto, havendo oportunidades, o aluno poderá integrar o time da Mills em estágios técnicos.

Ver mais

Brasil

Veja quem deve pagar o licenciamento em São Paulo no mês de agosto

Publicado

dia

Por

Vale lembrar que deixar de licenciar o veículo é uma infração gravíssima e pode acarretar uma série de problemas para o condutor

Detran-SP: o cronograma é estabelecido conforme o número final da placa de identificação veicular (Carla Carniel/Reuters)

Os proprietários dos veículos registrados em São Paulo com placas de final 3 e 4 devem realizar o pagamento do licenciamento até o final do mês de agosto. O valor da taxa para licenciar o veículo é de R$ 144,86.

O licenciamento digital é realizado de maneira online. Desta maneira, o proprietário do veículo não precisa se deslocar mais até uma unidade de atendimento do Detran.SP ou do Poupatempo para emissão anual do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), documento de porte obrigatório que permite a circulação do veículo.

Após o pagamento da taxa de licenciamento e eventuais débitos no sistema bancário, estará disponível o download e impressão do CRLV-e, que deverá ser realizada em folha A4 branca, diretamente no portal do Detran.SP, Poupatempo, no aplicativo “CDT – Carteira Digital de Trânsito” do Governo Federal ou ainda no portal de serviços da SENATRAN (Secretaria Nacional de Trânsito).

Vale lembrar que deixar de licenciar o veículo é uma infração gravíssima e pode acarretar uma série de problemas para o condutor, como remoção do veículo ao pátio, multa de R$ 293,47 e sete pontos na carteira, conforme determina o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O cronograma do Detran.SP é estabelecido conforme o número final da placa de identificação veicular. Veja abaixo:

Mês Final de placa
Julho 1 e 2
Agosto 3 e 4
Setembro 5 e 6
Outubro 7 e 8
Novembro 9
Dezembro 0

 

Ver mais
Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade

Viu isso?