Nossa rede

Aconteceu

Milhares fazem manifestação contra o islamismo na Alemanha

Publicado

dia

Milhares de manifestantes participaram nesta segunda-feira, pela nona semana consecutiva, de uma marcha contra o islamismo convocada em Dresden, no leste da Alemanha, apesar dos apelos do governo de Angela Merkel para que a população se distancie de movimentos de caráter ultradireitista.

A marcha, organizada pelo grupo denominado Patriotas Europeus contra a Islamização do Ocidente (Pegida), percorreu o centro da cidade saxã com cerca de seis mil manifestantes, segundo números policiais.

Em paralelo se formou uma contramanifestação, também com milhares de participantes, sob o lema “Dresden para todos” e pedindo solidariedade com os imigrantes e os peticionários de asilo.

A polícia preparou um cordão de segurança em torno das duas manifestações para impedir que as manifestações se unissem e produzissem incidentes.

Trata-se da nona segunda-feira consecutiva em que o Pegida convoca essa passeata, de acordo com o esquema das manifestações organizado pela dissidência da extinta República Democrática Alemã, ao grito de “Nós somos o povo” e conhecidas como a revolução pacífica que precipitou a queda do muro de Berlim em 1989.

Por sua vez, a contramanifestação foi liderada pelos copresidentes do Partido Verde, Simone Peter e Cem Özdemir.

Na semana passada, a marcha do Pegida chegou a concentrar cerca de 10 mil pessoas, o que suscitou os alertas do espectro parlamentar contra um movimento que, curiosamente, nasceu em uma cidade como Dresden, com 3% de população estrangeira e 0,4% de muçulmanos, porcentagens muito inferiores à média do país.

“Na Alemanha há liberdade de manifestação. Mas não há lugar para campanhas de difamação e calúnias contra as pessoas que vêm de outros países. Todo mundo deve ter cuidado para não ser instrumentalizado pelos promotores desses atos”, declarou Angela Merkel após um encontro com o primeiro-ministro da Bulgária, Boiko Borisov.

Pouco antes, seu porta-voz, Steffen Seibert, tinha advertido que na Alemanha “não há lugar para a extrema direita e a xenofobia”, em referência às marchas de grupos como Pegida e Hooligans contra Salafistas, grupo que reúne neonazistas e torcedores violentos.

Seibert assegurou ainda que a imigração e a política de integração são um assunto prioritário para o governo alemão.

O porta-voz garantiu que o Executivo entende que alguns cidadãos tenham dúvidas perante a crescente chegada ao país de refugiados, mas pediu que diferenciem esta preocupação da rejeição aos estrangeiros, ao mesmo em tempo que destacou a contribuição dos imigrantes à Alemanha nos últimos anos.

Em entrevista à emissora da televisão pública, o ministro da Economia e líder do Partido Social-Democrata (SPD), Sigmar Gabriel, considerou que não se pode dizer que todos os que saem à rua sejam neonazistas, mas comentou que “os que se manifestam e não são neonazistas devem distanciar-se deles”.

Na mesma linha, o ministro da Justiça, Heiko Maas, também do SPD, pediu para que o Pegida seja “desmascarado”, convencido que em suas manifestações há pessoas “claramente ligadas à xenofobia”, o que é “repugnante”.

Frente a esses distanciamentos das forças do Bundestag (câmara baixa), tanto governamentais quanto opositoras, o partido eurocético Alternativa para a Alemanha (AfD) já demonstrou sua simpatia por este grupo.

O líder do AfD, Bernd Lucke, insistiu em várias ocasiões que “a maioria de suas reivindicações são legítimas”.

Clique para comentar

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Aconteceu

Esquadrão de bombas do Bope detona explosivo deixado próximo a supermercado no DF

Publicado

dia

Por

Polícia Civil investiga origem da dinamite encontrada no SIA. Suspeita é de que artefato seria usado para roubar caixa eletrônico.

Robô do Bope transporta banana de dinamite para área de matagal no DF — Foto: TV Globo/Reprodução

O Esquadrão de Bombas do Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Militar, detonou uma banana de dinamite deixada em um rua do Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), no Distrito Federal. O artefato foi encontrado na madrugada desta quinta-feira (17) e estava embaixo de uma árvore, próximo a um supermercado atacadista (assista abaixo).

Os responsáveis não haviam sido identificados até a última atualização desta reportagem. A suspeita é de que o explosivo seria usado para roubar um caixa eletrônico. A Polícia Civil investiga o caso

O artefato foi encontrado no trecho 2 do SIA, durante um patrulhamento de rotina feito por um sargento de Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam), da PM. O Bope e o Corpo de Bombeiros foram acionados por volta das 3h.

Bomba de dinamite é detonada em região de mata no SIA, no DF — Foto: TV Globo/Reprodução

Bomba de dinamite é detonada em região de mata no SIA, no DF — Foto: TV Globo/Reprodução

Durante a operação, as ruas da região foram bloqueadas. O Bope usou um robô para levar o explosivo a uma área de mata próxima ao local, onde a dinamite foi detonada, por volta das 5h30. O trânsito começou a ser liberado às 6h

 

Ver mais

Aconteceu

PCDF deflagra Operação Poderoso Chefão

Publicado

dia

Nesta quinta-feira (17), policiais da Delegacia Especial de Repressão aos Crimes

Cibernéticos – DRCC, juntamente com equipes do Departamento de Polícia Especializada e da SPCOM da 15a Delegacia de Polícia, além da participação dos Promotores de Justiça do Núcleo de Combate ao Crime cibernético do MPDFT – NCYBER, deflagraram a Operação Poderoso Chefão em desfavor de suspeitos de integrarem uma organização criminosa armada, especializada na prática de furtos mediante fraude a contas bancárias de vítimas de diversos Estados e do Distrito Federal. Os prejuízos arcados por pessoas físicas e jurídicas ultrapassam R$ 2,5 milhões.

A investigação é decorrente de vestígios obtidos após a prisão, realizada pela DRCC em agosto de 2019, de um dos líderes da organização e que apontaram para um extenso esquema de lavagem de capitais, envolvendo empresas de fachada, incluindo bancas na Feira dos Importados do DF, uma empresa de materiais de construção e um bar de narguilé.

Nesse sentido, após autorização judicial, nesta quinta-feira, os policiais cumpriram 23 mandados de prisão preventiva, 36 mandados de busca e apreensão em endereços no Distrito Federal, Goiás, São Paulo e Bahia, além do sequestro de 22 veículos e bloqueio de ativos financeiros que poderão totalizar R$ 10 milhões, a fim de garantir eventual ressarcimento das vítimas e pagamento de custas e multas processuais.

Ver mais

Aconteceu

Lavanderia pega fogo no Cruzeiro Novo; funcionárias conseguiram sair

Publicado

dia

Por

Corpo de Bombeiros atendeu ao chamado por volta das 9h29. Não houve feridos

Bombeiros atenderam ao chamado na manhã desta terça-feira (15/9) – (crédito: Divulgação/CBMDF)

Uma agência dos Correios, localizada na quadra 401 do Cruzeiro Novo, pegou fogo na manhã desta terça-feira (15/9). O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) atendeu ao chamado por volta das 9h29. Ainda não se sabe o que teria causado o incêndio.

Segundo os militares, a secadora, a fiação, a parede e o teto do local foram atingidos, além de uma porta nos fundos, que foi danificada pela explosão da tampa da secadora. As duas funcionárias que estavam no local no momento do fato conseguiram sair sozinhas e acionaram o CBMDF.

Não houve feridos e a pericia foi acionada para saber o que teria iniciado o incêndio.

 

 

 

Ver mais

Aconteceu

Bombeiros atenderam a 72 ocorrências de incêndios florestais em um dia

Publicado

dia

Por

Ao todo, foram 326 hectares de área queimada. Balanço é dessa terça-feira (14/9) e bombeiros alertam para cuidados para evitar os incêndios.

Incêndios florestais castigam o Cerrado em meio à seca do Distrito Federal – (crédito: CBMDF/Divulgação)

As queimadas em áreas florestais continuam destruindo o Cerrado no Distrito Federal. Somente nesta terça-feira (14/9), o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) atendeu a 72 ocorrências para incêndios em vegetação, totalizando uma área queimada de 326 hectares.

Em Planaltina, os bombeiros atenderam a oito chamados, que totalizaram uma área queimada de dez hectares. No Recanto das Emas foram três chamados, somando uma área de 127 hectares. Para apagar o fogo, a equipe contou com 197 militares, 42 viaturas, um avião e um helicóptero.

Ao todo, foram despejados 52.422 litros de águas pelos caminhões tipo Auto Bomba Tanque Florestal (ABTF) e cada caminhão tem capacidade para três mil litros de água. De acordo com os bombeiros, os militares utilizaram 2.780 litros de água armazenados numa mochila com capacidade para vinte litros de água.

O Corpo de Bombeiros alerta para que a população não queime o lixo nem os restos de podas, não faça fogueiras em área de vegetação, apague adequadamente os cigarros e não os jogue pela janela do carro.

O que fazer em casos de incêndios em vegetação:

  • Primeiramente acionar os bombeiros pelo número 193. Caso seja proprietário da área e tenha gado ou alguma criação de animais que possivelmente possam ser vítimas dos incêndios florestais, liberem as porteiras, colchetes, etc, para que não sejam mortos.
  • Controle da vegetação em áreas rurais com auxílio de meios mecanizados como roçadeiras, capina e arado. Realizar a coleta seletiva e compostagem de lixo orgânico.
  • Não realizar nenhum tipo de queima para controle de lixo, ou restos de culturas e podas.
  • Denunciar ações criminosas quanto ao uso do fogo por meio de delegacia do meio ambiente.
Ver mais

Aconteceu

Motociclista sofre escoriações após acidente com ônibus em São Pedro da Aldeia, no RJ

Publicado

dia

Acidente aconteceu nesta quinta-feira (10), na Avenida Wilson Mendes, RJ-102. A motocicleta ficou presa debaixo do coletivo.

Motociclista sofre escoriações após acidente com ônibus em São Pedro da Aldeia, no RJ — Foto: Paulo Henrique Cardoso/Inter TV

Um motociclista teve apenas escoriações após sofrer um acidente com um ônibus da Salineira, em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos do Rio, nesta quinta-feira (10). O caso aconteceu na Avenida Wilson Menes, RJ-102. A moto ficou presa debaixo do coletivo, mas o motociclista sofreu apenas arranhões.

O ônibus estava saindo da antiga estrada São Pedro – Cabo Frio, e a moto segua pela Wilson Mendes, quando se encontraram em um dos cruzamentos da via.

De acordo com a polícia, o motorista do ônibus disse que não viu a moto se aproximar por ela estar em um “ponto cego”.

Acidente aconteceu nesta quinta-feira (10), na Avenida Wilson Mendes, em São Pedro da Aldeia, no RJ — Foto: Paulo Henrique Cardoso/Inter TV

Acidente aconteceu nesta quinta-feira (10), na Avenida Wilson Mendes, em São Pedro da Aldeia, no RJ — Foto: Paulo Henrique Cardoso/Inter TV.

Ainda de acordo com a polícia, quando viu que iria bater no ônibus, o motociclista deixou a moto e se jogou para a lateral da pista, o que fez com que algo mais grave não acontecesse.

A motocicleta bateu de frente com o coletivo e ficou presa em uma das rodas dianteiras.

O motociclista foi levado pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital Central de Emergências (HCE) em Cabo Frio para passar por exames.

Ver mais

Aconteceu

Operação da PF em Goiás investiga fraudes em aposentadoria rural

Publicado

dia

Sete mandados de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça Federal de Jataí, nos municípios goianos de Quirinópolis, Cachoeira Alta e Paranaiguara

foto: Arquivo/Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Cerca 25 policiais federais e servidores do INSS cumprem nesta quinta-feira (10/9) sete mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal de Jataí/GO, nos municípios goianos de Quirinópolis, Cachoeira Alta e Paranaiguara. A ação, que tem o objetivo de combater esquema fraudulento de obtenção de aposentadoria por idade rural na Agência da Previdência Social de São Simão/GO, faz parte da Operação Pravum e tem o apoio do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A estimativa é de que o prejuízo causado ao INSS seja de aproximadamente R$ 385 mil.

Investigação

A investigação teve início em 2019 quando o INSS verificou que requerimentos dos benefícios levantaram suspeitas por conter diversos documentos semelhantes, repetição de testemunhas em contratos, coincidências de números de telefone, repetições dos IPs das máquinas utilizadas para a realização dos agendamentos, notas e recibos sem a conhecimento dos emitentes, além de outros indícios de falsidade.

Penas

Os investigados responderão pelos crimes de organização criminosa e estelionato previdenciário. Somadas as penas previstas chegam a mais de 10 anos de prisão.

Ver mais

Hoje é

sexta-feira, 18 de setembro de 2020

Publicidade

Disponível nosso App

Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade

Viu isso?