Nossa rede

Aconteceu

Falsa enfermeira também ‘vacinou’ moradores de prédios de luxo em BH

Publicado

dia

Falsa enfermeira que aplicou doses irregulares em empresários em garagem de ônibus teria ”vacinado” também moradores de residências em bairros nobres

(crédito: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)

A cuidadora de idosos investigada pela suspeita de se passar por enfermeira e aplicar uma suposta vacina contra a covid-19 em empresários e políticos no mês passado na garagem de uma empresa de ônibus teria feito o mesmo com moradores de um prédio de luxo na Região Oeste de Belo Horizonte. O novo caso foi divulgado pela rádio “Itatiaia” na manhã de ontem. Segundo a reportagem, o esquema clandestino teria começado em 5 de março em um condomínio que fica no Bairro Gutierrez. Membros de pelo menos três famílias que moram no local teriam recebido aplicações a R$ 600 cada.

A rádio afirma que há registros de Cláudia Mônica Pinheiro Torres – que se apresentava como enfermeira, segundo as investigações – entrando no prédio nos dias 5, 17 e 22 de março, antes do caso da garagem, que veio à tona em uma reportagem da revista “Piauí”. Um vídeo obtido pela reportagem mostra a suspeita entrando no prédio do Gutierrez. Entre os vacinados estaria o dono de um aras no interior de Minas que, de acordo com a reportagem da Itatiaia, pode ser o elo entre a mulher e os empresários da Saritur, onde teria ocorrido a vacinação clandestina.

Cláudia teria sido contratada pelos irmãos Robson Lessa e Rômulo Lessa, donos da Saritur, para aplicar a suposta vacina contra a COVID-19 em um grupo superior a 80 pessoas. O suposto imunizante teria sido fornecido pela mulher. Segundo a revista Piauí, em reportagem publicada em 24 de março, Cláudia cobrava R$ 600 por doses do que afirmava ser da vacina. O filho da falsa enfermeira prestou depoimento à PF na segunda-feira. A suspeita é de que ele seja o responsável pelo recebimento dos pagamentos, que ocorriam, muitas vezes, via Pix, o que pode facilitar as investigações.

Diligências feitas pela Polícia Federal encontraram na casa de Cláudia de Freitas ampolas de soro fisiológico. A suspeita é que era isso que vinha sendo aplicado nas pessoas que contratavam seus serviços. Na ocasião, as autoridades constataram que a mulher, que na verdade é uma cuidadora de idosos, atendia também em domicílio. De acordo com as investigações, um dos bairros em que ela mais fez ‘atendimentos’ – em casas e apartamentos – foi o Belvedere, de classe alta, no Centro-Sul de BH.

Depoimento

Uma das pessoas que teria recebido a aplicação é o ex-senador Clésio Andrade. A PF apreendeu uma lista com mais de 80 nomes de pessoas que teriam passado pelo procedimento, mas o nome de Clésio Andrade não consta nela. O ex-senador prestaria depoimento na manhã de ontem à PF, em Belo Horizonte, como parte das investigações da suspeita de vacinação irregular contra a COVID-19. Mas a oitiva foi suspensa por determinação judicial. Andrade seria ouvido na sede da PF, que fica no Bairro Gutierrez, Região Oeste da capital. A defesa dele compareceu ao local mais cedo e saiu da unidade explicando que ele não compareceria.

A defesa não teve acesso à investigação. Então, assim que tivermos conhecimento de toda a investigação, teremos condição de opinar alguma coisa a respeito”, explicou o advogado Robson Pinheiro aos jornalistas presentes. Ainda segundo ele, recentemente o ex-senador teve contato com uma pessoa infectada pelo coronavírus. Assim, ele está em isolamento. “Todo mundo que teve contato com alguém que teve COVID tem que manter quarentena. Eu fiz essa consideração com o delegado e ele disse que vai analisar”, comentou.

Questionado, Pinheiro disse que a defesa levantou a possibilidade de Andrade ser ouvido por videoconferência. “Acho que é uma questão de ética. No período que estamos vivendo, ninguém quer sair por aí contaminando ninguém”, pontuou. A Polícia Federal informo que havia outros dois depoimentos previstos para a tarde, mas que não divulgaria a identidade das pessoas que são ouvidas nas apurações. A cuidadora chegou a ser presa durante a Operação Camarote, desencadeada no mês passado, mas foi liberada.

Clique para comentar

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Aconteceu

Após assembleia, metroviários decidem adiar greve para próxima segunda-feira

Publicado

dia

Por

Negociações entre servidores e a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) segue com impasse. Categoria não aceitou proposta apresentada pela empresa e decidiu manter a paralisação. No domingo (18/4), haverá nova reunião

Metroviários pretendem parar a partir da 0h de segunda-feira (19/4) – (crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)

Depois de uma longa assembleia na noite desta quinta-feira (15/4), os funcionários do sistema metroviário do Distrito Federal decidiram rejeitar a proposta encaminhada pela Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF). A categoria votou pelo adiamento da greve — que estava marcada para esta sexta-feira (16/4) —, mas começará na segunda-feira (19/4).

Os servidores rejeitaram as propostas da Metrô-DF, por considerarem haver perda de benefícios. Um dos pontos pedidos pela categoria, o abono especial com pagamento do 13º auxílio-alimentação, não foi considerado pela empresa. O valor da quebra de caixa também foi um dos quesitos cobrados pelos servidores. Anteriormente, a companhia pagava uma gratificação de 110 de bilhetes unitários para circulação no modal. Na contraproposta, porém, esse valor caiu para um total de 10 passes.

Apesar das divergências nas negociações, a categoria se mostrou preocupada por ter de paralisar durante a pandemia. Na tentativa de dar mais um passo nas negociações, o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários (Sindmetrô) encaminhará um documento para a Metrô-DF, informando quais cláusulas precisam de revisão no acordo.

Caso a empresa não aceite, a categoria iniciará paralisação a partir da 0h de segunda-feira (19/4). Uma nova assembleia está marcada para domingo (18/4), às 19h, para debater sobre a manutenção da greve e como ela ocorrerá. A principio, o serviço ficará mantido com funcionamento de 30% da capacidade total.

O sindicato informou que as negociações com a empresa começaram em fevereiro, como forma de buscar um caminho para cumprimento de sentença judicial após a última greve, em 2019. No entanto, desde 1º de abril, os funcionários estão definição sobre o acordo coletivo, sem receber auxílio-alimentação e outros benefícios.

Por meio de nota, a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) diz que foi informada da decisão do sindicato nesta sexta-feira (16/4) e que está aberta a negociar com a categoria. “Espera, no entanto, que o SindMetrô apresente de fato a proposta aos empregados para deliberação, em vez de negá-la sem a devida consulta à categoria”, diz a nota.

A empresa ainda ressaltou que reduzir o efetivo de funcionários neste momento prejudicaria a população, já que o Metrô-DF vinha operando com a capacidade máxima, apesar da redução na demanda por causa da pandemia de coronavírus. “Vale ressaltar que, desde o início da pandemia, o Metrô-DF adotou uma política de manter 100% da operação, apesar da redução drástica no número de usuários, como estratégia para aumentar o distanciamento”.

Ver mais

Aconteceu

PMDF encerra festa com cerca de 100 jovens em bar de Taguatinga

Publicado

dia

Por

O estabelecimento recebeu multa de R$ 20 mil por descumprimento de medida sanitária, promovendo aglomeração. O bar também foi interditado pelo prazo de 60 dias

O estabelecimento foi multado em R$ 20 mil – (crédito: PMDF/Divulgação).

Em meio à explosão de casos e mortes causadas em decorrência da covid-19, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), em ação conjunta com a Secretaria DF Legal e com equipes do Departamento de Estradas e Rodagem (DER-DF) e da Polícia Civil, encerrou uma festa clandestina com cerca de 100 pessoas, na madrugada desta sexta-feira (16/4), em Taguatinga.

O evento ocorreu na QS 3, lote 19 do Pistão Sul. Como prevê decreto governamental, está proibido a realização de eventos e festas na capital que gerem aglomeração. A intenção é evitar a propagação do novo coronavírus. Policiais identificaram o evento e, ao chegarem ao local, um bar da região, constataram a presença de cerca de 100 jovens, muitos deles sem máscara .

Procurada pela reportagem, a DF Legal informou que o estabelecimento recebeu multa de R$ 20 mil por descumprimento de medida sanitária, já que promoveu aglomeração. O bar também foi interditado pelo prazo de 60 dias. Mais informações serão repassadas posteriormente pelo órgão até o início da tarde desta sexta-feira (16/4). “Em relatório preliminar, necessitando ainda os detalhes de cada uma das infrações, foram aplicadas 10 multas e a interdição do local”, frisou a DF Legal.

Ver mais

Aconteceu

PCDF prende homem que manteve família em cárcere privado na Asa Sul

Publicado

dia

Por

Na residência, estavam um idoso de 79 anos, a mulher, de 66, e dois filhos, de 30 e 25. A família foi surpreendida por criminosos armados e foi trancada nos banheiros enquanto os homens roubavam diversos objetos da residência

O caso é investigado pela 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul) – (crédito: Breno Fortes/CB/D.A Press – 10/2/09).

Policiais civis da 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul) prenderam, nesta sexta-feira (16/4), um jovem de 22 anos acusado de manter uma família em cárcere privado para roubar uma casa de alto padrão, no Bloco H da 709 Sul. O caso ocorreu em 29 de janeiro e os investigadores trabalham para identificar outros dois envolvidos no crime.

O criminoso foi preso em Luziânia (GO) — distante cerca de 58 km de Brasília —, local onde mora. Segundo o delegado-adjunto da 1ª DP, Maurício Iacozzilli, o trio teria saído do município goiano apenas para cometer o roubo no DF. “Não há indícios de que o crime tenha sido premeditado. Não sabemos, até então, o motivo deles escolherem aquela casa, mas, provavelmente, foi por causa do veículo, que chamou a atenção”, detalhou.

Na residência, estavam um idoso de 79 anos, a mulher, 66, e dois filhos, 30 e 25. A família foi surpreendida por criminosos armados ainda no começo da tarde, por volta de 13h30 e, mediante grave ameaça com arma de fogo, o trio trancou as vítimas nos banheiros e roubou diversos objetos da residência, como eletrônicos e bens pessoais, além do veículo, um Jeep.

Ao tomar conhecimento dos fatos, a polícia identificou um dos envolvidos e solicitou as medidas de prisão temporária e de busca e apreensão, que foram deferidas pela 1ª Vara Criminal de Brasília. Na manhã desta sexta-feira (16/4), o jovem foi preso em casa, em Luziânia (GO). Na residência do autor, os investigadores apreenderam uma televisão roubada no dia do crime, porção de cocaína, duas balanças de precisão e dois celulares produtos de crime.

Ver mais

Aconteceu

Passageiro clandestino da África é detido em navio que chegou ao porto de Paranaguá, diz PF

Publicado

dia

Por

Segundo a PF, o homem entrou no navio sem autorização e tentava entrar de maneira clandestina no Brasil. O homem aguarda os trâmites do processo de repatriação ou de eventual pedido de refúgio.

Homem do Guiné foi flagrado em embarcação que parou no porto de Paranaguá. — Foto: Polícia Federal/Divulgação

Um passageiro foi detido pela Polícia Federal (PF) na manhã desta sexta-feira (16), no porto de Paranaguá, no litoral do estado. Segundo a PF, o estrangeiro tentava entrar de maneira clandestina no Brasil.

O homem chegou ao país em um navio cargueiro que parou no Paraná. Conforme a PF, ele é natural de Guiné, na África.

Aos policiais, os responsáveis pelo navio disseram que o passageiro entrou sem autorização na embarcação, que fazia escala no Porto de Dakar, no Senegal.

Passageiro entrou sem autorização na embarcação, informou a PF. — Foto: Polícia Federal/Divulgação

Passageiro entrou sem autorização na embarcação, informou a PF. — Foto: Polícia Federal/Divulgação.

Após ser identificado, os policiais encaminharam o estrangeiro para a agência marítima representante do dono do navio.

Segundo a PF, o homem aguarda os trâmites do processo de repatriação ou de eventual pedido de refúgio.

Ver mais

Aconteceu

Adolescente é apreendido com motocicleta furtada e mais de 80 buchas de maconha em Juiz de Fora

Publicado

dia

Por

Na casa do garoto, de 16 anos, a Polícia Militar localizou dentro do quarto também uma capa de colete balístico, material para a embalagem de drogas, duas balanças de precisão e dinheiro.

drogas apreendidas no bairro nossa senhora aparecida em juiz de fora, 16/04/2021 — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Um adolescente, de 16 anos, foi apreendido pela Polícia Militar (PM) em Juiz de Fora na madrugada desta sexta-feira (16), com uma motocicleta furtada e mais de 80 buchas de maconha.

Uma equipe da PM foi até a casa do suspeito, na Rua Francisco Alves de Souza, no Bairro Nossa Senhora Aparecida, após denúncias de que o imóvel era usado para o tráfico de drogas.

No local, os militares encontraram uma motocicleta e constataram que a mesma havia sido furtada no dia 12 de abril, no Bairro Morro da Glória.

A proprietária da casa liberou a entrada dos policiais que, durante buscas pelo quarto do adolescente, encontraram 81 buchas de maconha e mais uma porção da droga, além de um celular, uma capa de colete balístico, material para a embalagem de drogas, duas balanças de precisão e R$ 501.

O adolescente foi apreendido e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, junto do responsável legal.

Ver mais

Aconteceu

Mulher morre atropelada por carro enquanto andava no acostamento

Publicado

dia

Por

O acidente aconteceu na DF-140, próximo ao Jardim ABC (GO), município que faz divisa com o Distrito Federal. Segundo o CBMDF, a mulher foi atropelada por um carro enquanto andava no acostamento da pista

O motorista responsável pelo atropelamento foi levado para a 30ª Delegacia de Polícia (São Sebastião) – (crédito: PCDF/Divulgação)

Uma mulher morreu atropelada na madrugada desta quinta-feira (15/4) na DF-140, km 5, próximo ao Jardim ABC (GO), sentido Brasília. Segundo relato de populares ao Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), a vítima, identificada como Jilsônia Ferreira, 47 anos, foi atingida por um Chevrolet Classic de cor preta, conduzido pelo senhor Aldair, 48, que não se feriu.

A vítima andava pelo acostamento da rodovia quando foi atingida pelo carro. “Após aproximadamente 50 minutos de manobras, infelizmente a senhora Jilsônia não resistiu aos ferimentos e foi declarado o óbito pela médica do Suporte Avançado do Samu, que estava no local prestando apoio ao CBMDF. A vítima apresentava escoriações pelo corpo e suspeita de fratura de cervical na base do crânio”, afirma a corporação.

O Corpo de Bombeiros do DF atendeu a ocorrência às 5h49 desta quinta com apoio de três viaturas e 12 militares. Segundo a Polícia Militar (PMDF), o condutor fez o teste do bafômetro no local, mas deu negativo. Ele foi detido e levado para a 30ª Delegacia de Polícia (São Sebastião).

Ver mais

Hoje é

sexta-feira, 16 de abril de 2021

Publicidade

Disponível nosso App

Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade

Viu isso?