Nossa rede

Notícias DF

Escolas públicas do DF arrecadam dinheiro com pais e alunos para manutenção e merenda

Publicado

dia

Escolas públicas do DF arrecadam dinheiro com pais e alunos para manutenção e merenda

Centro de Ensino Fundamental (CEF) 12 da Ceilândia, no Distrito Federal — Foto: Reprodução/Google

Escolas públicas do Distrito Federal têm buscado caminhos alternativos para custear serviços básicos. Instituições do ensino regular e escolas militarizadas dependem de renda extra para suprir as demandas de forma mais ágil, afirmam diretores ouvidos pelo G1.

De acordo com a Secretaria de Educação, a arrecadação de renda extra não é proibida, mas também não tem uma regulamentação (veja mais abaixo o que diz a pasta).

No Centro de Ensino Fundamental 12 (CEF 12) de Ceilândia, por exemplo, pais e alunos participam –desde fevereiro – de uma rifa para o sorteio de um tablet. Os voluntários ajudam com R$ 5 por mês e a premiação ocorrerá ao final do ano.

De acordo com o diretor do CEF 12, Cristiano de Oliveira, o recurso é gasto na manutenção da escola. Troca de lâmpadas, reparos na instalação elétrica e até mesmo a compra do tempero para a merenda escolar são feitos com esse dinheiro.

Segundo o diretor, há meses em que a escola não consegue arrecadar nada, mas o rendimento tem variado entre R$ 50 e R$ 700.

“Como a secretaria não tem recurso para pagar empresas [prestadoras de serviço], eu mesmo faço”, afirma Cristiano. Ele aponta que a burocracia na Secretaria de Educação “paralisa” a gestão.

O diretor explica ainda que pede ajuda para um pai de aluno que é eletricista ou pintor “e eles fazem voluntariamente”, mas em outros serviços ou compra de material é preciso ter dinheiro na hora.

Centro de Ensino Fundamental 12 da Ceilândia, no DF, organiza rifa para renda extra — Foto: Arquivo pessoal

Centro de Ensino Fundamental 12 da Ceilândia, no DF, organiza rifa para renda extra — Foto: Arquivo pessoal

Ainda de acordo com o diretor, a instituição aguarda o repasse do Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (Pdaf) desde junho (entenda mais abaixo). Enquanto isso, o dinheiro em caixa não dá para fazer reformas, o que gera mais custos.

“A nossa escola tem 40 anos e a rede elétrica é a mesma. Quando ligamos muitos equipamentos, cai a rede. Já as lâmpadas queimam constantemente.”

Escola militarizada

Uma das primeiras escolas a aderir ao modelo de gestão compartilhada com a Polícia Militar, o Centro Educacional 7 (CED 7) da Ceilândia, também passa por dificuldade semelhante. Para amenizar o problema, a direção organiza a venda de picolés para os alunos o que rende, em média, R$ 300 por mês.

A diretora pedagógica do CED 7, Adriana de Barros, conta que o recurso é usado principalmente para a manutenção da escola.

“Geralmente, é a troca de uma torneira ou algum reparo simples.”

A venda dos picolés existia antes da parceria da escola com a Secretaria de Segurança Pública (SSP) e permaneceu. No início do ano, o governo afirmou que investiria R$ 200 mil no projeto piloto de implementação da gestão compartilhada, mas segundo a diretora, não houve acréscimo nos repasses de recurso público.

Centro de Educacional 7 (CED 7) da Ceilândia Norte é uma das escolas de gestão compartilhada com a PM, no DF — Foto: Carolina Cruz/G1

Centro de Educacional 7 (CED 7) da Ceilândia Norte é uma das escolas de gestão compartilhada com a PM, no DF — Foto: Carolina Cruz/G1

Como o recurso das escolas é distribuído?

As escolas são custeadas com dinheiro do Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (PDAF). O repasse é feito a cada semestre pelo Governo do Distrito Federal para que as escolas administrem o dinheiro. Mas, para receber, a direção precisa apresentar a prestação de contas dos seis meses anteriores.

A Secretaria de Educação (SEEDF) confirma que há instituições que não receberam o valor do PDAF para o segundo semestre, entre elas o CED 12. Mas a pasta alega que a pendência só ocorre quando a escola não entrega a prestação de contas no prazo e nos termos exigidos.

“Para o PDAF, o pagamento do segundo semestre, a SEEDF aguarda envio do processo de prestação de contas pela escola, ainda não entregue e sem o qual não pode ser feita a transferência dos recursos.”

Recurso do Pdaf em 2019

  • Total previsto para o ano: R$ 48.485.410.
  • Escolas que receberam até setembro: 697
  • Instituições com recurso pendente até setembro: 29

Renda extra sem regras

Ainda de acordo com a Secretaria de Educação a arrecadação de renda extra não é proibida, mas também não tem uma regulamentação.

“As escolas hoje podem arrecadar recursos junto às associações de pais e mestres e festas”, afirmou a pasta.

O governo afirma que está preparando uma norma para o tema. “Neste momento, a Unidade de Controle Interno (UCI) da Secretaria de Educação está definindo as regras de uso de recursos externos pelas escolas da rede pública de ensino”, explicou o GDF.

Comentário

É Destaque

Servidores do GDF terão feriadão prolongado a partir desta quarta-feira

Publicado

dia

Por causa do encontro dos Brics, funcionários públicos do DF e de parte dos Três Poderes terão ponto facultativo nesta quarta-feira (13/11) e quinta-feira, véspera do Dia da Proclamação da República. Saúde, educação e transporte sofrerão alterações

O tráfego de veículos na Esplanada dos Ministérios ficará suspenso por 48 horas, na quarta e na quinta-feira
(foto: Helio Montferre/Esp. CB/D.A Press)

Os servidores públicos do Distrito Federal e de parte dos Três Poderes terão feriado prolongado a partir desta quarta-feira (13/11). De acordo com decreto assinado pelo governador Ibaneis Rocha (MDB), 13 e 14 de novembro serão ponto facultativo para o funcionalismo, emendando com o Dia da Proclamação da República, na sexta-feira. Por isso, é importante estar atento aos serviços do governo nessas datas para não perder tempo saindo de casa. Além disso, a Esplanada dos Ministérios ficará interditada nesse período.

O chefe do Executivo local deliberou pelo feriadão, levando em consideração a XI Cúpula da Coordenação entre Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul (Brics), a ser realizada em Brasília nas datas que antecedem o 15 de novembro. O decreto determina que unidades que prestam atendimentos essenciais à população deverão manter escalas, para garantir o fornecimento ininterrupto dos serviços.

Na quarta-feira, a maior parte do funcionalismo público atenderá até as 12h, como é o caso das consultas e dos atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), em ambulatórios hospitalares, na Farmácia do Componente Especializado e na Farmácia de Alto Custo. Quem tiver horário marcado nas unidades de saúde após o meio-dia terá os exames reagendados. Os serviços de emergência dos hospitais, das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e do Hemocentro não sofrerão alterações.

Os trabalhadores que dependem do transporte público precisarão se organizar para evitar imprevistos. Enquanto a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô/DF) funcionará normalmente no período, os horários dos ônibus serão alterados. Até as 14h de quarta-feira, os coletivos que ligam as regiões administrativas seguirão a escala normal. Depois disso e até o fim do feriadão, motoristas e cobradores farão viagens conforme a escala de sábado.

A segurança pública do Distrito Federal, que inclui o Corpo de Bombeiros Militar, a Defesa Civil e as polícias Civil e Militar, trabalhará em escala de fim de semana. Isso não afetará o atendimento 24 horas para toda a população no feriadão. Postos do Departamento de Trânsito (Detran) e do Na Hora funcionarão até as 12h desta quarta-feira (13/11). Na quinta e na sexta-feira, não haverá expediente.

Trânsito

O tráfego será fechado na Esplanada dos Ministérios por 48 horas, na quarta e na quinta-feira. A Via S1, que desce para o Congresso Nacional, será interditada na altura da Catedral. Nenhum motorista poderá acessar a N1, que sobe para a Rodoviária do Plano Piloto. A interdição começa na L4, perto do Corpo de Bombeiros, e se estende até a L2 Norte. O trânsito também será interrompido na S2, na altura da L2 Sul (rotatória atrás da Catedral) até a L4 Sul, ao lado da Procuradoria-Geral da República. Na N2, o fluxo de veículos será fechado desde o Buraco do Tatu.

As alterações no trânsito também alcançarão as proximidades do Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), no Setor de Clubes Esportivos Sul. As reuniões do Brics ocorrerão no local; por isso, as vias de acesso serão fechadas da 0h às 20h desta quarta-feira (13/11).

Colaborou Cibele Moreira

Três Poderes

Os servidores públicos da Esplanada dos Ministérios também terão ponto facultativo nesse dois dias. Assinada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, a portaria saiu publicada no Diário Oficial da União, em edição extraordinária. A norma dispensa do trabalho os servidores da administração pública federal durante o encontro do Brics. A portaria vale apenas para os órgãos localizados na Esplanada ou em vias adjacentes.

O que abre e o que fecha

Saúde
As Unidades Básicas de Saúde, os ambulatórios e a Farmácia do Componente Especializado funcionam até as 12h desta quarta-feira (13/11). Na quinta e na sexta-feira, os serviços não funcionam e serão reagendados. O Samu, as emergências hospitalares e as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) não sofrerão alterações. O Hemocentro fechará no dia 15, sexta-feira.

Segurança
A Defesa Civil funciona em esquema de plantão, com equipe de campo e emergências pelo 199. Usuários com vistorias marcadas para quarta-feira à tarde e quinta-feira deverão procurar os postos onde houve o agendamento, entre 18 e 20 de novembro. O Corpo de Bombeiros trabalha em escala diferenciada entre esta quarta-feira (13/11) e sexta-feira. A Polícia Militar não terá expediente administrativo entre as 13h de quarta-feira e a quinta-feira. A Polícia Civil funciona em escala de plantão de fim de semana a partir desta quarta-feira (13/11). A Delegacia Eletrônica funciona normalmente (https://delegaciaeletronica.pcdf.df.gov.br).

Educação
Nesta quarta-feira (13/11), cada escola seguirá escala própria e ficará responsável por informar aos pais se haverá aula ou não. Na quinta e na sexta, não haverá aula.

Transporte
O serviço do metrô não sofrerá alteração nesta quarta-feira (13/11) e quinta-feira. Os ônibus circulares (dentro das cidades) rodarão sem mudanças nesta quarta-feira (13/11). Na quinta e na sexta-feira, seguirão escala de sábado. As linhas que ligam as regiões administrativas só funcionarão normalmente até as 14h desta quarta-feira (13/11). A partir desse horário, seguem a tabela de sábado.

Trânsito
Postos do Departamento de Trânsito (Detran) e do Na Hora funcionarão até as 12h desta quarta-feira (13/11). Na quinta e na sexta-feira, não haverá expediente.

Bancos
As agências do Banco do Brasil funcionarão normalmente até quinta-feira, mas fecham no feriado da Proclamação da República. A Caixa Econômica Federal não respondeu à reportagem.

Esporte
Os Centros Olímpicos e Paralímpicos do Distrito Federal aderiram ao ponto facultativo e não funcionarão a partir desta quarta-feira (13/11).

Ver mais

Cultura

Exposição reúne fotos inéditas da construção do 1º clube na orla do Lago Paranoá

Publicado

dia

Mostra exibe 40 fotos, documentos e recortes de jornais de 1959 a 1970. Evento ocorre neste sábado (9) com entrada gratuita.

Fotografia exibida em mostra de comemoração aos 60 anos de fundação do Cota Mil Iate Clube, em Brasília — Foto: Cota Mil/Divulgação

O primeiro clube da orla do Lago Paranoá comemora 60 anos com uma exposição de fotografias inéditas de quando Brasília ainda estava em construção e o lago sequer tinha terminado de encher. As imagens resgatam a fundação do Cota Mil Iate Clube, em novembro de 1959 (veja algumas abaixo).

A mostra vai exibir, neste sábado (9), 40 imagens de um acervo de mais de 300 registros históricos, entre fotos, documentos e recortes de jornais datado entre 1959 e 1970. A entrada é gratuita.

Programe-se

Exposição 60 anos do Cota Mil Iate Clube

  • Data: 9 de novembro
  • Hora: das 10h às 17h
  • Local: SCES Tr. 2 Cj. 26/27 Lt. 2
  • De graça
Fotografia exibida em mostra de comemoração aos 60 anos de fundação do Cota Mil Iate Clube, em Brasília — Foto: Cota Mil/Divulgação

Fotografia exibida em mostra de comemoração aos 60 anos de fundação do Cota Mil Iate Clube, em Brasília — Foto: Cota Mil/Divulgação

Fotografia exibida em mostra de comemoração aos 60 anos de fundação do Cota Mil Iate Clube, em Brasília — Foto: Cota Mil/Divulgação

Fotografia exibida em mostra de comemoração aos 60 anos de fundação do Cota Mil Iate Clube, em Brasília — Foto: Cota Mil/Divulgação

Fotografia exibida em mostra de comemoração aos 60 anos de fundação do Cota Mil Iate Clube, em Brasília — Foto: Cota Mil/Divulgação

Fotografia exibida em mostra de comemoração aos 60 anos de fundação do Cota Mil Iate Clube, em Brasília — Foto: Cota Mil/Divulgação

Fotografia exibida em mostra de comemoração aos 60 anos de fundação do Cota Mil Iate Clube, em Brasília — Foto: Cota Mil/Divulgação

Fotografia exibida em mostra de comemoração aos 60 anos de fundação do Cota Mil Iate Clube, em Brasília — Foto: Cota Mil/Divulgação

Ver mais

Notícias DF

Metrô-DF terá horário especial no domingo em razão do Enem

Publicado

dia

Estações estarão abertas das 7h às 20h no dia do exame (10/11)

Participantes do Enem terão uma hora a mais para utilizar o metrô após a prova deste domingo (10/11)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

O Metrô-DF funcionará em esquema especial, neste domingo (10/11), em função do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Com isso, os participantes terão uma hora a mais para utilizar o transporte após a prova. As estações estarão abertas das 7h às 20h. O horário de funcionamento normal vai até as 19h.
De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o primeiro dia de prova, no domingo passado (3/11), contou com 71.858 participantes, no Distrito Federal: 75% dos 95.862 inscritos. Os concorrentes testaram seus conhecimento em redação, linguagens, códigos e suas tecnologias, além de ciências humanas e suas tecnologias.
Neste domingo (10/11), as provas serão de ciências da natureza e suas tecnologias, além de matemática e suas tecnologias. A aplicação terá cinco horas de duração e os portões serão abertos às 12h. O fechamento dos portões será às 13h.
Ver mais

Disponível nosso App

Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade