Nossa rede

É Destaque

Coronavírus: mais da metade dos infectados no DF está recuperada da Covid-19

Publicado

dia

Entre 11,2 mil registros confirmados até esta terça-feira (2), 6,3 mil pacientes estão curados. Média na capital é de 127,7 novas infecções a cada dia.

Primeiro caso de coronavírus é confirmado em Adamantina — Foto: Foto: Getty Images

Ao mesmo tempo em que disparam os casos de infecção pelo novo coronavírus no Distrito Federal, a soma de recuperados aumenta a cada dia. Quase três meses após a primeira confirmação da Covid-19 na capital, no dia 7 de março, já são 6.373 (57%) pacientes curados da doença.

Até a noite desta terça-feira (2), a Secretaria de Saúde contabilizava 11.256 infectados. Com o índice de recuperados, é possível dizer que, em média, 72 pessoas ficam livres dos sintomas a cada dia.

Já, quando consideradas as notificações na última semana, o índice de curados reduziu de 59% para 57%. Com base na análise dos dados, é possível afirmar que os novos casos de coronavírus foram superiores ao total de recuperações (veja gráfico abaixo).

Veja gráfico de recuperados da Covid-19 no DF — Foto: Reprodução

Veja gráfico de recuperados da Covid-19 no DF — Foto: Reprodução.

Na contramão de quem se viu livre da doença, outras 177 pessoas morreram em decorrência da Covid-19 em Brasília. Entre as vítimas, 14 viviam em outros estados e, segundo a secretaria, devem ser contabilizados nas estatísticas desses locais.

Recuperados

Entre os curados da Covid-19 na última semana está o catador de materiais recicláveis José Ednei da Silva, de 40 anos. Ele passou 22 dias internado logo após os primeiros sintomas.

Durante o período em que esteve no hospital, o reciclador lembrou que a família era sua “única preocupação”.

“A família precisa estar em primeiro lugar e a saúde é muito importante. Sem saúde não somos capazes de nada, eu senti isso na pele, no meu corpo”.

casos de recuperados x ativos no DF — Foto: Reprodução

casos de recuperados x ativos no DF — Foto: Reprodução

Ele passou dez dias intubado e sedado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM). Já em casa, ele conta que o período internado “foi como em um sonho, aqueles pesadelos”, diz. “Acordei sem saber que dia era, sem saber de nada.”

Já o primeiro caso de uma paciente recuperada no DF foi o da advogada Daniela Teixeira, de 48 anos. Ela foi diagnosticada com a doença em 16 de março.

À época, após ficar livre dos sintomas, ela contou que recebeu o diagnóstico “quase uma sentença de morte”, mas conseguiu superar a doença.

Infectados

Nesta terça (2), o DF ultrapassou a marca de 11,2 mil infectados pelo novo coronavírus. Segundo o boletim do GDF, a maioria dos infectados é homem (52,2%) e tem entre 30 e 39 anos. Veja abaixo os casos por faixa etária:

  • Menor de 19 anos: 638
  • De 20 a 29 anos: 1,96 mil
  • De 30 a 39 anos: 3,18 mil
  • De 40 a 49 anos: 2,59 mil
  • De 50 a 59 anos: 1,53 mil
  • Mais de 60 anos: 1,35 mil
Clique para comentar

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

É Destaque

Ministério Público encontra desrespeito a medidas de prevenção contra Covid-19 em parques e lojas do DF

Publicado

dia

Vistoria encontrou uso inadequado de máscaras e formação de aglomerações. Órgão enviou ofício para que espaços adotem as normas em vigor durante pandemia.

Parque da Cidade Sarah Kubitscheck, no centro de Brasília — Foto: Raquel Morais/G1

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) encontrou situações de uso inadequado de máscaras de proteção e desrespeito ao distanciamento social em lojas e parques da capital, em meio à pandemia do novo coronavírus.

As irregularidades foram encontradas durante vistoria no Taguacenter, em Taguatinga, e nos seguintes parques:

  • Parque Ecológico Ezechias Heringer, no Guará
  • Parque Ecológico Olhos d’Água, na Asa Norte
  • Parque da Cidade Dona Sara Kubitschek, na Asa Sul

O órgão enviou ofícios às administrações regionais do Guará, Plano Piloto e Taguatinga, para que reforcem a necessidade de adequação às regras durante a pandemia. Além disso, pediu ao DF Legal que fiscalize e autue os locais que não atendam às normas.

Ao G1, o DF Legal disse, em nota, que foi notificado e, no prazo de cinco dias, vai se posicionar a respeito do que foi pedido pelo órgão ministerial.

Já as administrações de Guará, Plano Piloto e Taguatinga disseram que têm informado a população sobre a necessidade de tomar medidas de prevenção contra a Covid-19 (veja íntegra abaixo).

Irregularidades

Segundo o Ministério Público, no centro comercial do Taguacenter, foram detectadas aglomerações em diversas lojas, desrespeitando a ordem de isolamento social.

Centro comercial Taguacenter, em Taguatinga — Foto: Isabella Calzolari/G1

Centro comercial Taguacenter, em Taguatinga — Foto: Isabella Calzolari/G1

Já nos parques, a força-tarefa do MPDFT afirma ter encontrado “retrocesso”, por parte dos usuários, em relação às medidas de combate ao novo coronavírus. O Parque da Cidade Sarah Kubitscheck é, segundo o órgão, “o local no qual os frequentadores menos obedecem o uso dos equipamentos de proteção”.

No parque Olhos D’Água, na Asa Norte, o órgão alega que não foi observada qualquer intervenção de funcionários no sentido de orientar quanto ao uso correto dos equipamentos de proteção individual.

Já no parque Ezechias Heringer, os peritos perceberam que vários frequentadores percorriam os circuitos de corrida sem máscara e, ao se aproximarem da administração, onde estavam seguranças e funcionários, ajustavam a proteção ao rosto.

Segundo o procurador de Justiça José Eduardo Sabo, coordenador da força-tarefa, a adesão às medidas de proteção é essencial para o controle da pandemia.

“É preocupante a baixa adesão da sociedade brasiliense às medidas de proteção contra o novo coronavírus. Estamos no pico da pandemia, devemos fazer de tudo para que o nosso sistema de saúde consiga prestar atendimento à população em todos os níveis, inclusive nas UTIs, para todos aqueles que necessitem. A disseminação da doença está diretamente associada às medidas de distanciamento social e ao uso dos equipamentos de proteção.”

O que dizem os citados

Confira íntegra da nota da Administração Regional do Guará:

“A Administração Regional do Guará informa que continua com a campanha de conscientização da população quanto à necessidade do distanciamento social e o uso da máscara de proteção facial, por meio de site, mídias sociais e em ações externas. Informa, ainda, que mantém um estoque com os itens para retirada gratuita na sede da Administração Regional da cidade, de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h.

Já foram distribuídas mais de sete mil máscaras. Está programada, para a próxima segunda-feira (14), ação do programa Sanear-DF para desinfetar, novamente, áreas de grande circulação de pessoas na região administrativa.

Com relação, especificamente, ao parque Ezechias Heringer, o Brasília Ambiental informa que vigilantes, agentes de parques e auditores fiscais do Instituto estão atentos aos frequentadores, observando se estão cumprindo as condições de segurança previstas no decreto. Mas, infelizmente, mesmo após orientados muitos não seguem as regras.

Em situação de descumprimento das normas, o frequentador será, em um primeiro momento, alertado por meio de conversa. Caso persista, será acionado o batalhão de polícia mais próximo da unidade. Equipes da Secretaria de Esporte também estão visitando os parques reabertos no DF para que todas as medidas de prevenção ao Covid -19 sejam seguidas.”

Confira íntegra da nota da Administração Regional do Plano Piloto:

“A Administração Regional do Plano Piloto informa que, desde o início da pandemia, tem trabalhado com campanhas de conscientização da população, por meio de notas informativas e conteúdos publicados nas redes sociais e site sobre a importância da utilização de máscaras faciais e do distanciamento social.

A administração ressalta ainda que fez a distribuição gratuita de máscaras em várias regiões do Plano Piloto e interditou pontos de encontro comunitários para coibir o uso indevido por parte da comunidade.

Além de receber ações do programa Sanear-DF para higienizar áreas de grande circulação de pessoas na região administrativa.

Com relação, especificamente, ao Parque Ecológico Olhos D’água, o Brasília Ambiental informa que vigilantes, agentes de parques e auditores fiscais do instituto estão atentos aos frequentadores, observando o cumprimento das condições de segurança previstas no decreto. Mas, infelizmente, mesmo após orientados muitos não seguem as regras.

Em caso de descumprimento das normas, o frequentador será, em um primeiro momento, alertado por meio de conversa. Caso persista, será acionado o batalhão de polícia mais próximo da unidade.

Equipes da Secretaria de Esporte também estão visitando os parques reabertos no DF, como o Parque da Cidade, para que todas as medidas de prevenção ao Covid -19 sejam seguidas.”

Confira íntegra da nota da Administração Regional de Taguatinga:

“A Administração Regional de Taguatinga tem orientado a população a obedecer às normas de segurança contra a proliferação do coronavírus. Os lojistas são responsáveis por orientar aos clientes sobre a necessidade do uso de máscara no interior dos estabelecimentos comerciais.

Com relação ao descumprimento das determinações estabelecidas pelo decreto 40.817, que definiu as regras sanitárias para liberação de funcionamento de comércio, haverá fiscalização e ação pela força tarefa do GDF, previstas para a próxima semana, para identificação dos locais onde as regras não estão sendo cumpridas adequadamente, o que pode resultar em multas ou interdição do ponto comercial.”

Ver mais

É Destaque

Bolsonaro nomeia pastor Milton Ribeiro para o Ministério da Educação

Publicado

dia

Pastor presbiteriano em Santos e ex-vice-reitor do Mackenzie foi confirmado hoje como quarto ministro da Educação em um ano e meio de governo Bolsonaro

Milton Ribeiro: pastor reverendo na Igreja Presbiteriana de Santos é o novo Ministro da Educação do Brasil (Reprodução/Reprodução)

Milton Ribeiro é o novo Ministro da Educação do Brasil. A decisão foi publicada nas redes sociais do presidente Jair Bolsonaro e formalizada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU).

Ribeiro é pastor reverendo na Igreja Presbiteriana de Santos, litoral de São Paulo, e atuou como reitor em exercício e vice-reitor da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Sua nomeação foi considerada um aceno às alas evangélicas e de defensores de Olavo de Carvalho, que cobravam um nome conservador na pasta.

De acordo com seu currículo no sistema Lattes, o novo ministro possui graduação em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul (1981) e em Direito pelo Instituto Toledo de Ensino (1990).

Também tem mestrado em Direito pelo Mackenzie, com dissertação sobre liberdade religiosa, e doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (USP), com tese sobre calvinismo no Brasil. Ribeiro teve passagem pelas Forças Armadas como tenente de infantaria do Exército.

Em maio do ano passado, ele foi a primeira indicação de Bolsonaro para a Comissão de Ética da Presidência. O colegiado tem como função investigar ministros e servidores do governo. O mandato dele na Comissão termina em 2022. Mas, para assumir, Ribeiro está disposto a abdicar do cargo.

Ribeiro será o quarto ministro do MEC em um ano e meio de governo Bolsonaro. Após Ricardo Vélez Rodríguez e Abraham Weintraub, o economista Carlos Decotelli teve uma passagem de menos de uma semana no comando do ministério. Ele pediu demissão após repercussão negativa sobre o fato de o seu currículo conter informações falsas e a acusação de plágio em sua dissertação de mestrado.

No fim de semana, o secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, afirmou que recusou convite de Bolsonaro para o comando do MEC.

Histórico

Milton Ribeiro conversou por videoconferência com Bolsonaro na última terça-feira (07). Momentos antes da reunião, o presidente afirmou que falaria com “um candidato do Estado de São Paulo” e que ele “talvez” fosse o escolhido.

A sugestão para ele seja o escolhido é atribuída ao ministro-chefe da Secretaria-Geral, Jorge Oliveira, cujo apoio tem sido determinante no Planalto.

Apesar de pastor, Ribeiro não agrada a todos os evangélicos. “No segmento evangélico o Mackenzie é a pior referência conservadora que eu conheço. De todo o ensino confessional, é o menos conservador”, disse o deputado federal Sóstenes Cavalcante nesta semana.

Ver mais

É Destaque

Local de entrega dos documentos para posse de professores é alterado

Publicado

dia

Drive-thru será no estacionamento da Sede III, no SIA. Entrega permanece nos dias 13 e 14 de julho

Os 821 professores que vão tomar posse em 3 de agosto no cargo de Professor de Educação Básica da Secretaria de Educação têm novo local para a entrega dos documentos. Será no SIA/SAP Lote E, Zona Industrial, onde fica localizada a Sede III da pasta, nos dias 13 e 14 de julho. Tudo está sendo organizado para receber os concursados seguindo as medidas de segurança para prevenção da Covid-19.

Para evitar aglomeração de pessoas, a entrega será realizada por meio de sistema drive-thru, no estacionamento do primeiro prédio à direita, logo na entrada do local, onde fica localizado o almoxarifado da Secretaria de Educação. Além disto, para que não se formem longas filas de veículos, o atendimento será das 9h às 15h, com horários programados por componente curricular e classificação.

O Secretário de Educação, Leandro Cruz, destaca que a posse dos 821 professores é mais um grande passo em defesa do ensino público gratuito e de qualidade para o Distrito Federal. “Recepcionaremos todos esses novos professores da rede que vão garantir a continuidade da luta em defesa do ensino público. São eles que vão atender nossos estudantes, reforçar o quadro funcional das nossas escolas e garantir a excelência no ensino do DF”, enfatizou Leandro, acrescentando: “Desejamos boas-vindas a cada um deles”.

 Os novos profissionais vão exercer as funções em regime de teletrabalho, enquanto as atividades pedagógicas não presenciais seguirem de forma remota.

Esses professores haviam sido nomeados em março deste ano e tomariam posse no dia 31/3. Entretanto, as medidas preventivas para combater a disseminação do coronavírus impediram a posse e o exercício dos profissionais. Nesta quinta-feira (9), as posses foram autorizadas pela Portaria nº 250, da Secretaria de Economia, que reiniciou a contagem dos prazos.

*  Com informações da Secretaria de Educação

Ver mais

É Destaque

Agências do Trabalhador no DF oferecem 174 vagas de emprego; salários chegam a R$ 2,5 mil

Publicado

dia

Remuneração mais alta é para serralheiro e técnico em edificações. Oportunidades também são para diversas outras áreas; veja opções.

Marcello Casal/Agência Brasília — Foto: Carteira de trabalho, em imagem de arquivo

 

As agências do trabalhador do Distrito Federal oferecem, nesta sexta-feira (10), 174 vagas de emprego para diversas áreas. Os salários variam de R$ 1.045 a 2,5 mil.

Os interessados devem acessar o aplicativo Sine Fácil – disponível para Android e IOS – ou ir até uma das agências do trabalhador, entre 8h e 17h (veja endereços mais abaixo).

A remuneração mais alta é para os cargos de serralheiro e técnico em edificações, com salário de R$ 2,5 mil, mais benefícios. Para a primeira vaga, é necessário ter experiência profissional e ensino fundamental completo. Já para a segunda, também é preciso ter finalizado o ensino médio

Há ainda 30 vagas para consultor de vendas, com salário de 1,1 mil mais benefícios. Veja todas as oportunidades abaixo:

Vagas na Agência do Trabalhador, em 9 de julho de 2020

Vaga Quantidade de vagas Salário Precisa de experiência comprovada? Escolaridade
Açougueiro 1 R$ 1,5 mil + benefícios Sim Ensino médio completo
Ajudante de pintor de produção 1 R$ 1,1 mil + benefícios Sim Ensino médio completo
Ajudante de serralheiro 1 R$ 1.165 + benefícios Sim Ensino médio completo
Ajudante de serralheiro 20 R$ 1,5 mil + benefícios Sim Ensino fundamental completo
Assentador de vidros 1 R$ 1,5 mil + benefícios Sim Ensino fundamental completo
Assentador de vidros 1 R$ 1,5 mil + benefícios Sim Ensino médio completo
Auxiliar administrativo 1 R$ 1.107 + benefícios Não Ensino médio completo
Auxiliar de colocador de vidro 1 R$ 1,2 mil + benefícios Sim Ensino fundamental completo
Auxiliar de cozinha 6 R$ 1,2 mil + benefícios Sim Não exigida
Auxiliar de manutenção de edificações 5 R$ 1.249,12 mil + benefícios Sim Ensino médio completo
Auxiliar de manutenção predial 6 R$ 1.104 + benefícios Sim Ensino médio completo
Auxiliar mecânico de refrigeração 1 R$ 1.696 + benefícios Sim Ensino médio completo
Caixa de bar, lanchonetes e restaurantes 1 R$ 1,1 mil + benefícios Não Ensino médio completo
Carpinteiro 5 R$ 1,7 mil + benefícios Sim Não exigida
Colorista 1 R$ 1,4 mil + benefícios Não Ensino fundamental completo
Condutor de máquinas 4 R$ 1.277 + benefícios Sim Ensino médio completo
Consultor de vendas 30 R$ 1,1 mil + benefícios Não Ensino médio completo
Costureira de máquinas industriais 4 R$ 1,3 mil + benefícios Não Não exigida
Web designer 2 R$ 1,2 mil + benefícios Não Ensino médio completo
Cozinheiro de restaurante 4 R$ 1,5 mil + benefícios Sim Não exigida
Cozinheiro de restaurante 1 R$ 1,1 mil + benefícios Não Não exigida
Eletricista 1 R$ 1.614,17 + benefícios Sim Ensino médio completo
Empacotador 1 R$ 1.045 + benefícios Não Ensino médio completo
Esteticista facial 1 R$ 1,2 mil + benefícios Não Ensino médio completo
Fiel de depósito 2 R$ 1.045 + benefícios Não Ensino fundamental incompleto
Marceneiro 2 R$ 1,6 mil + benefícios Sim Não exigida
Marceneiro 1 R$ 1,6 mil + benefícios Sim Ensino fundamental incompleto
Massoterapeuta 1 R$ 1,2 mil + benefícios Sim Ensino médio completo
Oficial de manutenção 1 R$ 1,1 mil + benefícios Sim Ensino médio completo
Operador de empilhadeira 4 R$ 1.548 + benefícios Sim Ensino médio incompleto
Operador de máquina perfuratriz 1 R$ 1,8 mil + benefícios Não Ensino fundamental completo
Padeiro 1 R$ 1,8 mil + benefícios Sim Ensino fundamental completo
Pintor de automóveis 1 R$ 1,1 mil + benefícios Sim Não exigida
Serralheiro 1 R$ 1,8 mil + benefícios Não Não exigida
Serralheiro 2 R$ 1,6 mil + benefícios Não Não exigida
Serralheiro 5 R$ 1.905 + benefícios Não Ensino fundamental incompleto
Serralheiro 20 R$ 2,5 mil + benefícios Sim Ensino fundamental completo
Serralheiro 1 R$ 1,6 mil + benefícios Sim Ensino fundamental incompleto
Serralheiro 2 R$ 1,5 mil + benefícios Não Não exigida
Soldador 20 R$ 2 mil + benefícios Sim Ensino fundamental completo
Soldador 5 R$ 1.730 + benefícios Não Ensino fundamental incompleto
Técnico de edificações 1 R$ 2,5 mil + benefícios Sim Ensino médio completo
Técnico de enfermagem 2 R$ 1.045 + benefícios Sim Ensino médio completo
Técnico de laboratório de análises clínicas 1 R$ 1,4 mil + benefícios Sim Ensino médio completo
Técnico de refrigeração 1 R$ 1,1 mil + benefícios Sim Ensino fundamental completo
Tecnólogo em design gráfico 1 R$ 23 ao dia + benefícios Não Ensino médio completo
Torneiro mecânico 1 R$ 1,8 mil + benefícios Sim Ensino médio completo

Como se candidatar?

A Secretaria de Trabalho do DF orienta que pessoas dos grupos de risco para o novo coronavírus não procurem atendimento presencial nas agências. Segundo a pasta, é possível buscar informações por meio do telefone 158 e dos aplicativos “Sine Fácil” e “Carteira de Trabalho Digital”.

Quem não for do grupo de risco, pode procurar a agência mais próxima (veja endereços e telefones abaixo).

Ceilândia

  • Telefone: (61) 3255-3521
  • Endereço: EQNM 18/20, Bloco B
  • Praça do Povo

Estrutural

  • Telefone (61) 3255-3808 e 3255-3809
  • Endereço: AE n°05 – Setor Central – Administração

Gama

  • Telefone: (61) 3255-3820 e 3255-3821
  • Endereço: AE 01 Setor Central

Guará

  • Telefone: (61)3255-3872 e 3255-3873
  • Endereço: QE 23, AE nº 1, Lote Único – Guará II

Agência Sobradinho

  • Telefone (61) 3255-3824 e 3255-3825
  • Endereço: Quadra 08, AE nº 03 – Sobradinho I

Itapoã

  • Telefone (61) 3255-3857 e 3255-3856
  • Endereço: Quadra 378, AE nº 4, Cj. A – Del Lago II

Agência do Trabalhador Autônomo

  • Telefone (61)3255-3797 e 3255-3798
  • Endereço: SCS Qd. 06, Bl. A, Ed. Guanabara, Lt 10/11

Planaltina

  • Telefone (61)3255-3715 e 3255- 3829
  • Endereço: Setor Administrativo, Av. Uberdan Cardoso

Plano Piloto

  • Telefone (61)3255-3732 e 3255-3815
  • Endereço: SCS Qd. 06, Bl. A, Ed. Guanabara, Lt 10/11

Recanto das Emas

  • Telefone (61)3255-3864 e 3255-3842
  • Endereço: Qd. 805, AE s/n

Prédio da Biblioteca Pública

  • Riacho Fundo II
  • Telefone (61)3255-3827 e 3255-3828
  • Endereço: QC 1, Cj. 5, Lt. 02, AE s/n

Samambaia

  • Telefone (61) 3255-3832 e 3255-3833
  • Endereço: QN 303, Cj. 01, Lt. 03

Santa Maria

  • Telefone (61) 3255-3836 e 3255-3837
  • Endereço: Av. Alagados, QC 1, Cj. H
  • Galpão Cultural

São Sebastião

  • Telefone (61) 3255-3840 e 3255-3841
  • Endereço: Qd. 104, Cj. 05, lote 09
  • Setor Residencial Oeste

Taguatinga

  • Telefone (61) 3255-3848, 3255-3849 e 32553754
  • Endereço: C4 Lt. 03, Ed. TVA Imperial – Av. Das Palmeiras

Agência CLDF

  • Telefone (61) 3248-8295
  • Câmara Legislativa do Distrito Federal
  • Endereço: QN 303, Cj. 01, Lt. 03
  • Estação do Metrô – 112 Asa Sul
  • Telefone (61) 3255-3804 e 3255-3843
  • Atendimento para pessoas com deficiência (PCD)
Ver mais

É Destaque

Carta aberta ao próximo ocupante do Ministério da Educação

Publicado

dia

Caro(a) futuro(a) ministro(a), você terá nas mãos o ministério mais importante do Brasil. Aonde queremos chegar?

MEC: “A educação é a chave para resolvermos nossos problemas históricos e construirmos um novo futuro” (Senado Federal/Reprodução)

Caro(a) futuro(a) ministro(a),

sua tarefa não será fácil. O bastão que você está prestes a receber passou por mãos atabalhoadas e vem sendo conduzido sem continuidade, método ou sentido. Nossos alunos têm um dos 10 piores desempenhos do mundo em matemática. Estamos atrás de 50 países em leitura. Segundo o IBGE, em 2018, ainda tínhamos mais de 11 milhões de analfabetos. Se todos morassem na mesma cidade do Brasil, ela só perderia para São Paulo em número de habitantes.

Não recito esses problemas para que você se desanime. Pelo contrário, o estado das coisas nos traz enormes oportunidades de avanço. Você tem todas as chances de entregar um ministério melhor do que o que herdará. Para que o avanço seja sustentável e coerente, o foco precisa estar em primeiro lugar em cuidar do básico. Literalmente.

É urgente que o Brasil acelere a expansão do horário integral, sobretudo para o ensino fundamental. Se a frase soa como um deja vu, não é por acaso. Há mais de uma década, o horário integral vem sendo apontado por especialistas como potencial divisor de águas na educação. Infelizmente, isso só fez o tema povoar as propagandas eleitorais, sem chegar efetivamente aos planos de governo, com algumas exceções.

A reforma do ensino médio, aprovada ainda no governo de Michel Temer, precisa sair do papel. O que temos hoje é uma política pública em que faltam diretrizes, previsão orçamentária, consistência e o necessário envolvimento de educadores e especialistas. Sem planejamento e articulação entre os três níveis de governo, o “novo” ensino médio segue estagnado, como uma obra pública abandonada em que a chuva arranca o asfalto sem conclusão e o capim já começa a tomar os canteiros.

Não é muito diferente da Política Nacional de Resíduos Sólidos, que previa o fechamento de todos os lixões do Brasil até 2014. Seis anos depois, quase 3 mil continuam em atividade. Leis, sozinhas, não transformam a realidade. Nem são capazes de evitar que ela se transforme, como é o caso do ensino à distância, implementado à força por esta pandemia. Não estávamos preparados e as crianças estão pagando o preço de nosso despreparo. Temos que tirar disso uma lição e pensar em formas organizadas e positivas de implementar o ensino à distância, ainda que parcial.

Há quem argumente que o ensino à distância é elitista porque desconsidera a situação dos jovens brasileiros sem internet. Elitismo é achar normal que um jovem nascido em nosso país não tenha acesso à rede até hoje. Que futuro pode almejar um analfabeto digital em 2020? A resposta não ser barrar o avanço tecnológico das aulas à distância mas, pelo contrário, trabalhar duro para aumentar a distribuição da internet para todo o território brasileiro o mais rápido possível.

Tudo isso poderia ter começado há um ano e meio. Infelizmente, o governo deu preferência a uma agenda retórica em vez de prática. Coloco assim porque é falsa a dicotomia estabelecida entre ideologia e técnica. Toda gestão é ideológica porque todo governo é ideológico, embora alguns consigam orientar sua ideologia por dados e evidências e colocar sua visão de mundo em prática. Outros são paralisados pela ideologia e se limitam à retórica. A equipe do MEC é boa, mas é impossível alcancar bons resultados sem um bom líder. Um ministro que perde tempo “lacrando” nas redes sociais nunca será capaz de extrair o melhor de seu time. Você, futuro(a) ministro(a), tem a missão de se preocupar mais com alunos e menos com ideólogos.

O Enem precisa ser repensado urgentemente. Como porta de entrada para as universidades, ele acaba moldando todo o ensino médio do país e deveria ter foco em conteúdos essenciais como português, matemática e futuramente o inglês. Neste momento, menos é mais.

O Fundeb é outra frente que carece de uma discussão qualificada e trabalho. Se vamos ampliar o investimento no professor, temos que reformular com urgência a carreira docente. Precisamos elevar a barra para o exercício da licenciatura. Afinal, não há como pensar numa educação avançada quando aqueles que escolhem ser professores não estão entre os melhores alunos. Sem essa mudança, estaremos invertendo causa e efeito.

Para efeito de comparação, trago o exemplo do RenovaBR. Fundei o Renova em 2017 com o objetivo de ajudar gente preparada a ocupar cargos eletivos no Brasil. Oferecemos cursos de qualificação e técnicas eleitorais para que essas pessoas sejam candidatos mais competitivos e atuem em alto nível caso sejam escolhidos. No primeiro ano, ajudamos 17 parlamentares a se elegerem. É um pequeno passo, considerando que só na Câmara Federal temos 513 deputados. Por outro lado, você concordaria em aumentar os salários de todos os congressistas na esperança de atrair candidatos melhores?

Caro(a) futuro(a) ministro(a), você terá nas mãos o ministério mais importante do Brasil. A educação é a chave para resolvermos nossos problemas históricos e construirmos um novo futuro. Defina o sonho. Aonde queremos chegar? Como nos mobilizamos para esse caminho? Sem vontade nem direcionamento claros, não é possível mobilizar equipes ou haver coordenação entre as secretarias.

As novas tecnologias que não param de surgir vão ampliar cada vez mais o abismo entre o Brasil e o mundo. Que chances tem um jovem semiletrado em um mundo ávido por cientistas de dados? Como será seu futuro diante da inteligência artificial que cresce exponencialmente? Como já disse o historiador Yuval Noah Harari, certos empregos não merecem ser salvos da automação. E não serão, por isso nossa única opção é investir nas pessoas.

Deixo por fim um alerta a todos aqueles que pensam que suas vidas e seus filhos não são impactados pela nossa educação pública precária, porque podem pagar por uma escola particular. O último resultado do Pisa, principal avaliação da educação básica no mundo, mostra que os estudantes brasileiros mais ricos têm capacidade de leitura inferior a de alunos pobres de países como China e Irlanda.

Quem cresce cercado de pessoas iletradas ou com dificuldade de realizar operações matemáticas básicas não passa incólume. Em 1624, o poeta inglês John Donne escreveu que “nenhum homem é uma ilha” em seu clássico Devoções em Ocasiões Emergentes: ”A morte de qualquer homem diminui-me, porque sou parte do gênero humano. E por isso não perguntes por quem os sinos dobram; eles dobram por ti”. Educação é esperança. Cada vez que matamos a esperança de um jovem pobre brasileiro, todos nós morremos um pouco.

Ver mais

É Destaque

Sisu oferece 275 vagas em cursos de graduação no DF; veja opções

Publicado

dia

Inscrições vão até as 23h59 de sexta-feira (10). Oportunidades são para sete áreas, no Instituto Federal de Brasília.

Estudante em corredor de biblioteca — Foto: Reprodução/Pixabay

O Instituto Federal de Brasília (IFB) está com 275 vagas abertas para cursos de graduação no segundo semestre. As oportunidades são em sete áreas (veja lista abaixo), e o ingresso é por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

As inscrições, que começaram na terça-feira (7), são pela internet e vão até as 23h59 desta sexta (10). Podem se inscrever os candidatos que fizeram o Enem em 2019 e obtiveram nota maior que zero na redação.

No DF, os candidatos podem escolher até duas opções de curso. Veja lista abaixo:

  • Administração (bacharelado): 40 vagas
  • Agroecologia (tecnológico): 40
  • Biologia (licenciatura): 40
  • Design de produto (tecnológico): 35
  • Eventos (tecnológico): 40
  • Matemática (licenciatura): 40
  • Processos gerenciais (tecnológico): 40

Sisu pelo país

A oferta de vagas para o Sisu se dá por meio de adesão voluntária das instituições públicas. Em todo país, o Ministério da Educação (MEC) já registrou 204.611 inscritos, segundo o último balanço.

Os três estados com maior número de vagas ofertadas nesta edição do Sisu são: Rio de Janeiro, com 11.407 vagas; Minas Gerais, com 7.762; e Bahia, com 5.457.

No ano passado, a Universidade de Brasília (UnB) anunciou a saída do Sisu. Em 2020, a instituição aderiu a um processo seletivo próprio como forma de ingresso nos cursos de graduação. O critério de seleção, porém, continua sendo a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Na prática, o candidato tem que aplicar o resultado do Enem em um edital próprio da UnB, em vez de fazê-lo na plataforma do Ministério da Educação (MEC).

Cronograma do Sisu 2º semestre de 2020

  • Abertura das inscrições: 7 de julho
  • Encerramento das inscrições: 10 de julho (até 23h59)
  • Divulgação dos resultados: 14 de julho
  • Abertura das matrículas: 16 de julho
  • Encerramento das matrículas: 21 de julho
  • Período de manifestação para lista de espera: de 14 a 21 de julho (até 23h59)

 

Ver mais

Disponível nosso App

Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade

Viu isso?