Nossa rede

Aconteceu

Brasil supera expulsão, faz 3 a 1 no Peru e conquista a Copa América

Publicado

dia

Equipe do Tite consegue vitória no Maracanã e ganha o torneio pela nona vez na história

A Copa América é do Brasil pela nona vez na história. Para colocar a mão na taça continental depois de 12 anos a equipe do técnico Tite sofreu contra o Peru para vencer por 3 a 1, no Maracanã, neste domingo. O time levou o primeiro gol na competição, teve Gabriel Jesus expulso, atuou com um a menos por mais de 20 minutos, porém se mostrou eficiente como sempre e merecedor da taça.

A seleção brasileira ganha mais uma vez a Copa América em casa e compensa, inclusive, a ausência de Neymar. Três nomes lapidados e consolidados ao longo da competição decidiram a final. Richarlison converteu o pênalti decisivo, Éverton marcou mais um gol e Gabriel Jesus deu assistência, fez gol e foi expulso.

O reencontro com o Brasil na final após a partida na fase de grupos fez os peruanos repetirem a proposta de jogo. Marcação adiantada, bom toque de bola e dois chutes a gol antes dos dez primeiros minutos mostraram um time confiante. Com Guerrero centralizado no ataque e um pelotão de cinco meias, a marcação era caprichada e os visitantes deixavam o Brasil com menos posse de bola. 

Paciente, o Brasil encontrou o caminho ao gol aos 14 minutos ao se aproveitar da maior debilidade peruana nesta Copa América, as laterais. Daniel Alves lançou pelo alto, por cima do bloco peruano de marcação no meio-campo e deixou Gabriel Jesus livre para superar Trauco e cruzar. Advíncula errou o posicionamento e deixou Everton aparecer livre para completar a gol. 

A expectativa de abrir uma nova goleada não se confirmou. O Brasil continuava com dificuldades para passar pela marcação. Os peruanos tiveram o mérito de manter a calma após a desvantagem e acabaram premiados pelo esforço. Cueva tentou um passe dentro da área e a bola bateu na mão de Thiago Silva, que tentava um carrinho. O árbitro chileno Roberto Tomar marcou pênalti, depois consultou o vídeo e na sequência, manteve a decisão. Guerrero cobrou e empatou.

O Maracanã ficou mudo. O primeiro gol sofrido pelo Brasil no torneio fez os jogadores em campo gesticularem entre si com o pedido para não se abater. Deu certo. Aos 47, Arthur recuperou uma bola, conduziu e contou com o escorregão de um peruano para deixar Gabriel Jesus livre para tirar de Gallese. O desempate era o calmante necessário para o Brasil terminar o primeiro tempo livre de qualquer agonia.

O Peru voltou para o segundo tempo com os pontas Carrillo e Flores invertidos de posição. A postura mais ofensiva deu trabalho para o Brasil, mas por outro lado abriu mais espaço para Coutinho aparecer. A seleção não aproveitou duas boas chances para fazer o terceiro e recebeu um duro golpe aos 24 minutos. Irritado com a marcação, Gabriel Jesus fez falta em Tapia, levou o segundo amarelo e foi expulso.

A vantagem numérica em campo fez o Peru arriscar mais. A torcida sentiu o momento delicado e começou a se agitar mais depois de Flores quase empatar de fora da área. O técnico Tite foi outro a acusar a expulsão, ao tirar Coutinho e colocar o lateral Éder Militão. A mudança deixou o Brasil com a defesa reforçada e fez Daniel Alves ser posicionado como meio-campista.

A parte final do segundo tempo teve o Brasil com dois objetivos: segurar o jogo e provocar a expulsão de algum peruano. A cada falta ou dividida, a reclamação brasileira para cobrar cartão faziam os cerca de 70 mil presentes gritarem. O jogo ficou travado, tenso e aos 41 minutos, viveu um novo momento decisivo. O árbitro marcou pênalti em Éverton na área, consultou o árbitro de vídeo e assim como no primeiro tempo, manteve a decisão.

A bola decisiva caiu para Richarlison, aos 45 minutos do segundo tempo. O atacante que teve caxumba durante a Copa América cobrou no canto de Gallese e fez o estádio aliviar a preocupação. Teve gritos de “campeão”, sinalizador e o coro de “o campeão voltou” para coroar o encerramento da campanha vitoriosa.

FICHA TÉCNICA

BRASIL 3X1 PERU

BRASIL: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro; Casemiro, Arthur e Philippe Coutinho (Éder Militão); Gabriel Jesus, Éverton (Allan) e Roberto Firmino (Richarlison). Técnico: Tite. 

PERU: Gallese; Advíncula, Zambrano, Abram e Trauco; Yotún (Ruidiaz), Tapia (Gonzales), Carrillo (Polo), Cueva e Flores; Paolo Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca. 

Gols: Everton, aos 14, Guerrero, aos 43, e Gabriel Jesus, aos 47 minutos do primeiro tempo. Richarlison, aos 45 minutos do segundo tempo. 

Árbitro: Roberto Tobar (Chile) 

Cartões amarelos: Gabriel Jesus, Tapia, Thiago Silva, Zambrano, Advíncula, Richarlison 

Cartão vermelho: Gabriel Jesus 

Público: 58.584 pagantes (69.986 no total) 

Renda: R$ 38.769.850,00 

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro

Comentário

Aconteceu

Polícia prende acusada de aplicar golpes em contratos de alugueis

Publicado

dia

Estelionatária foi presa nesta terça-feira (15/10) no Park Sul e tem dois mandados de prisão

Mulher por agente das 8ªDP (SIA)
(foto: Daniela Santiago/Esp. CB/D.A Press)

Agentes da 8ª Delegacia de Polícia (SIA) prenderam, na tarde desta terça-feira (15/10), uma suposta arquiteta acusada de firmar contratos fraudulentos de aluguel e não pagar os locatários. Cristina Lima Sandy, autora dos estelionatos, foi localizada no Park Sul e possuía dois mandados de prisão preventiva em seu nome.

De acordo com a Polícia Civil, ela se passava por funcionária de uma empresa multinacional e continuava praticando golpes, mesmo apósser denunciada por estelionato, em agosto do ano passado, pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT).
De acordo com a denúncia do MPDFT, a mulher atuava de maneira semelhante em todos os casos: firmava um contrato de aluguel fraudulento, com uso de documentos falsos. Quando as cobranças chegavam, ela se esquivava, inclusive afirmando que já havia feito o pagamento. Depois desaparecia.
Após ser localiza nesta terça-feira (15/10) pela Polícia Civil, Cristina Lima Sandy foi encaminhada ao Sistema Prisional.
Ver mais

Aconteceu

Em menos de 15 horas, Distrito Federal registra 45 focos de incêndios florestais

Publicado

dia

Defesa Civil declarou, pelo segundo dia, estado de emergência na capital. ‘Chuva só depois do dia 22’, diz Inmet.

Incêndio florestal no DF — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

De 00h até 14h30 desta quarta-feira (16) o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal registrou 45 focos de incêndios florestais na capital. De acordo com os militares, os de maior proporção foram em Brazlândia e na Fercal.

Em Brazlândia, na região conhecida como Chapadinha – próximo da divisa do DF com Goiás – o fogo começou pela manhã e até as 16h não havia sido controlado.

A Defesa Civil declarou, pelo segundo dia, estado de emergência na capital. A temperatura chegou a 34ºC e o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê chuva só a partir do dia 22 de outubro (veja mais abaixo).

A seca acaba aumentando o risco de incêndios. No entanto, segundo os bombeiros, a maioria dos focos registrados nesta quarta foram provocados por “ação humana”.

“As pessoas colocam fogo para limpar os terrenos e, como a vegetação está seca, os ventos alastram o fogo pelo Cerrado”, dizem os bombeiros.

Via na Cidade do Automóvel foi interditada por causa de incêndio florestal, no DF — Foto: Nicole Angel/ G1

Via na Cidade do Automóvel foi interditada por causa de incêndio florestal, no DF — Foto: Nicole Angel

Na segunda-feira (14), um incêndio florestal na Cidade Estrutural assustou os moradores. A fumaça podia ser vista de muitos pontos de Brasília e o fogo avançava em direção ao Parque Nacional.

Com a ajuda de um avião, as labaredas foram contidas pelos bombeiros antes que atingissem a reserva.

Chuva só na próxima semana

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), no início da tarde desta quarta-feira a temperatura chegou a 34,3º C em Brasília. A umidade do ar estava em 17%.

Na terça (15), o índice ficou em 10%. O ideal, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) é de 60%

O meteorologista Olívio Bahia afirma que a previsão é esquentar mais e o tempo ficar ainda mais seco.

“Aquela névoa seca, com ar poluído vai aumentar as temperaturas um pouco mais e a umidade pode ficar entre de% 10 e 15% nos próximos dias.”

Vegetação seca em área do Guará II, no DF — Foto: Bianca Marinho/G1

Vegetação seca em área do Guará II, no DF — Foto: Bianca Marinho

As chuvas, segundo Bahia, só devem chegar com força em novembro. Mas o Inmet não descarta possibilidades de chuvas isoladas e pesadas na próxima semana, mais precisamente a partir de terça-feira (22).

Ver mais

Aconteceu

Casal é preso no DF por manter depósito de remédios para aplicar golpe ‘boa noite Cinderela’

Publicado

dia

Dupla é dona de farmácia na região de Ceilândia. Policiais encontraram 100 caixas de medicamentos de uso controlado.

Policiais encontraram 100 caixas de remédios de uso controlado, geralmente usado em golpes popularmente conhecidos como ‘Boa Noite, Cinderela’ — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um casal, dono de uma farmácia em Ceilândia, no Distrito Federal, foi preso em flagrante nesta quarta-feira (16), por manter um deposito clandestino de medicamentos controlados. Os remédios estavam em uma casa, na região de Brazlândia.

Na semana passada, um farmacêutico e outras quatro pessoas foram alvos da “operação Alquimia”, da Polícia Civil. O farmacêutico é investigado como chefe de um suposto esquema que usava uma farmácia no Recanto das Emas para vender drogas.

Na operação desta quarta, policiais da 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul) encontraram, na casa dos donos da farmácia de Ceilândia, 100 caixas de remédios de uso controlado. Os medicamentos são utilizados em golpes conhecidos como “Boa Noite, Cinderela”.

A operação, batizada de “Cinder”, teve apoio da Vigilância Sanitária. Durante as buscas na residência, em Brazlândia, o casal alegou que os medicamentos estavam vencidos. Mas os policiais verificaram que havia remédios com data de validade até 2020.

De acordo com o delegado João Ataliba Neto, o casal vendia os remédios com e sem receita médica.

“As pessoas mandavam fotos perguntando pra eles se havia o produto. Por exemplo, com receita o remédio saia R$ 50 e sem receita custava R$ 80.”

Previsão de pena

O casal foi autuado pelos crimes de associação ao tráfico e tráfico de drogas. Se condenados, eles podem pegar até 25 anos cada.

A dupla foi encaminhada para a carceragem do Departamento de Polícia Especializada do DF.

Ver mais

Disponível nosso App

Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade