Nossa rede

Aconteceu

Três homens suspeitos de vender drogas em redes sociais são presos no DF

Publicado

dia

Homem preso durante a “Operação Teia”, no Distrito Federal, suspeito de vender drogas pelas redes sociais — Foto: TV Globo/Reprodução

Três homens suspeitos de vender drogas pela internet foram presos na manhã desta quinta-feira (11) no Distrito Federal.

Eles são alvos da terceira fase da “Operação Theya” da Polícia Civil, que investiga um esquema de comércio de drogas pelas redes sociais desde o início do ano.

Outros sete traficantes são alvos de mandados de busca e apreensão. Cerca de 60 policiais foram deslocados para cumprir a operação.

Segundo o delegado João de Ataliba Neto, que coordena as investigações na 1ª DP, os traficantes são jovens e estudantes de classe média que compram drogas para uso pessoal e revendem uma parte para “sustentar o próprio vício”.

“São pequenos traficantes que atuam através de aplicativos, principalmente Whatsapp. Eles adquirem pouca droga, consomem e vendem uma parte para sustentar o próprio vicío. A maioria é droga sintética.”

Drogas sintéticas apreendidas durante a terceira fase da “Operação Theya”, pela Polícia Civil do Distrito Federal — Foto: TV Globo/Reprodução

Com os suspeitos detidos, foram encontrados R$ 4.800 em espécie, além de porções de maconha, haxixe e skank. Também foram apreendidos papéis de LSD e um tubo da droga na forma líquida, vendido por cerca de R$ 1.500.

Atuação em teia

A operação recebeu o nome “Theya” pela forma como a organização foi descoberta. “Na prisão de um traficante na primeira fase a gente viu que ele se relacionava com outros seis”, explicou Ataliba.

Porções de maconha apreendidas durante a “Operação Theya”, da Polícia Civil do DF, que combate o tráfico de drogas pela internet — Foto: TV Globo/Reprodução

“A partir da investigação deles, identificamos mais 31 e, destes, um que está preso desde a segunda fase nos ajudou a identificar mais dez.”

“Vamos puxando essa teia até onde a gente localizar traficantes atuando desta forma.”

Fonte: G1 DF.

Comentário

Aconteceu

PM é morto com tiro acidental de fuzil disparado por colega em Sorocaba

Publicado

dia

Projétil perfurou o colete à prova de balas e atingiu o tórax do policial – que foi levado ao Hospital Regional de Sorocaba, mas não resistiu

Sorocaba – O sargento da Polícia Militar (PM) Luiz Antônio Faria, de 46 anos, morreu ao ser baleado com um tiro de fuzil por um colega da corporação, na noite desta quinta-feira, 18, em Sorocaba, cidade interior de São Paulo. De acordo com o comando da PM, o disparo foi acidental, durante o atendimento a uma ocorrência. O projétil perfurou o colete à prova de balas e atingiu o tórax do policial – que foi levado ao Hospital Regional de Sorocaba, mas não resistiu.

O policial era lotado na Companhia de Força Tática do 7º Batalhão da Polícia Militar, em Sorocaba. A equipe foi mobilizada após uma denúncia anônima sobre a presença de supostos criminosos armados numa chácara do bairro Inhayba, na zona leste da cidade. Segundo a PM, foi organizado um cerco à área, mas a denúncia não se confirmou. Durante a varredura na chácara, em um dos cômodos, o sargento foi alvejado por um disparo de outro policial.

Ainda segundo a PM, foi aberto procedimento pela Polícia Judiciária Militar para apurar “todos os fatos desse triste episódio”. O comandante do 7º Batalhão, tenente-coronel Carlos Alexandre Mello, divulgou nota de solidariedade aos familiares e amigos do policial.

“O comandante lamenta, com muito pesar, a fatalidade que acabou por ceifar a vida de um profissional extremamente competente que sempre atuou na defesa da sociedade sorocabana”, diz a nota. O sargento era casado e tinha uma filha. O sepultamento será às 10h deste sábado, 20, no cemitério Memorial Park, em Sorocaba.

Ver mais

Aconteceu

Em briga de trânsito, motorista de van detona carro no DF. Veja vídeo

Publicado

dia

De acordo com a Polícia Militar, confusão teria sido motivada por disputa de passageiros. Discussão ocorreu em plena W3 Norte, à luz do dia

REPRODUÇÃO

Um homem que estava em transporte pirata quebrou o carro de um motorista de aplicativo nessa terça-feira (16/10), na W3 Norte. O ataque de fúria foi gravado por testemunhas.

Nas imagens, é possível ver o momento em que o condutor sai da van com uma barra de ferro e bate no carro danificando a lataria e os vidros.

De acordo com a Polícia Militar, a confusão teria começado porque o motorista pegou passageiras na quadra 503 Norte, irritando o pirateiro.

O condutor do transporte pirata teria batido no carro do motorista de aplicativo, que ameaçou jogar pedra contra os passageiros. Todos foram levados à delegacia para prestar esclarecimentos. Ninguém foi preso.

 

Fonte: Metrópoles
Ver mais

Aconteceu

Atropelamentos matam 65 animais por semana nas rodovias do DF

Publicado

dia

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) recolheu 1.580 animais atropelados nas rodovias do Distrito Federal no primeiro semestre de 2018. Em média, são 65 vítimas por semana.

O número representa 138 mortes a mais do que no mesmo período do ano passado, quando 1.442 animais perderam a vida – um aumento de 9,6%.

De acordo com a Polícia Militar Ambiental, esse tipo de acidente é mais comum em áreas com matas e rios. Nessas regiões, animais silvestres costumam atravessar o asfalto para buscar alimento. “Nessas áreas mais escuras, sem iluminação, atenção redobrada”, recomenda o capitão Cristiano Rocha.

Também há risco para os motoristas. O eletricista Oliver de Andrade, por exemplo, foi internado depois de desviar de um cachorro. “Até deslocou meu joelho. Eu vinha a mais ou menos 80 km/h em uma moto. Quando fui desviar dele, acabei caindo”, conta.

Quem cuida?

Quando o animal morre, ele é retirado da pista pelo SLU. Quando o animal resiste ao acidente, é levado para o Hospital Veterinário da Universidade de Brasília ou para o zoológico.

Em casos recentes registrados pela PM Ambiental, um carro atropelou um lobo-guará que tentava atravessar a DF-001 na altura de Recanto das Emas no último domingo (14). Na noite de segunda-feira (15), outro motorista bateu em uma vaca que atravessava a DF-140, em São Sebastião.

Motorista é atendido após atropelar vaca na DF-140 — Foto: TV Globo/Reprodução

Fonte: G1 DF.

Ver mais
Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade