Nossa rede

Aconteceu

‘Sr. Wonka’, traficante de drogas sintéticas que abastecia o DF, é preso pela Polícia Civil

Publicado

dia

Universitário de 19 anos foi detido na Bahia. Em grupos, suspeito usava nome de personagem de ‘A Fantástica Fábrica de Chocolates’ e dizia administrar ‘fábrica de doces’.

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu em flagrante um universitário de 19 anos, conhecido pelo apelido de “Sr. Wonka”, suspeito de tráfico interestadual de drogas sintéticas. A detenção foi resultado da operação Acarajé Químico, desencadeada em Jequié, município de 155 mil habitantes no interior da Bahia, na última sexta-feira (30).

Segundo o chefe da Coordenação de Repressão às Drogas (Cord), Luiz Henrique Dourado, o suspeito dizia em grupos de WhatsApp que administrava uma “Maravilhosa Fábrica de Chocolates”. Entre os traficantes e usuários, “doces” são drogas alucinógenas, como LSD, e “balas”, comprimidos de ecstasy.

Por esse motivo, ele usava o apelido de “Sr. Wonka”, fazendo referência ao personagem Willy Wonka, do filme “A Fantástica Fábrica de Chocolates”. O nome real do suspeito não foi divulgado.

Traficante conhecido como "Sr. Wonka" mantinha grupos no WhatsApp para venda de drogas — Foto: Reprodução

De acordo com os investigadores, o traficante estudava administração e tinha conhecimento em tecnologia da informação, o que permitia que ele agisse sem deixar rastros nas transações comerciais e nas vendas das substâncias em aplicativos. Os policiais levaram quase dois meses para localizar o universitário.

O suspeito gerenciava três grupos de WhatsApp, que, juntos, somavam 60 participantes — do DF e de outras unidades federativas do país.

O delegado-chefe da Cord disse que o suspeito enviava as drogas pelos Correios e não trabalhava com estoques em casa.

“Ele colocava a droga dento de envelopes, que eram guardados em embalagens de CDS e DVDs. Quando recebia uma demanda no WhatsApp, acionava os fornecedores e logo despachava os pedidos. Além disso, os depósitos das vendas eram feitos em contas de laranjas. Por isso, foi uma investigação muito trabalhosa”, disse Dourado.

O traficante foi preso em uma agência dos Correios em Jequié, no momento em que enviava as drogas. Com ele, os policiais conseguiram apreender cerca de R$ 8 mil em produtos: mil comprimidos de ecstasy, 300 selos de LSD, e dezenas de cristais de MDMA, o princípio ativo do ecstasy.

Segundo o delegado, o universitário responderá pelos crimes de tráfico interestadual de drogas e associação ao tráfico. Ele não tinha antecedentes criminais. Outros seis compradores do DF que recebiam encomendas desse traficante serão intimados a prestar declarações.

Agora, a Coordenação de Repressão às Drogas (Cord) trabalha para localizar os responsáveis por fabricar e fornecer a droga ao “Sr. Wonka”.

Prisão em Brasília

Uma jovem, de 19 anos, também foi presa em Brasília, três dias após o início da operação. Os investigadores encontraram 25 selos de LSD com a adolescente. Ela participava de um dos grupos de WhatsApp do “Sr. Wonka”.

Para a polícia, a mulher disse que revenderia a droga em festas no DF. Ela deverá responder em liberdade pelo crime de tráfico de drogas, pelo qual pode ficar de 5 a 15 anos em reclusão.

Comentário

Aconteceu

DF: de chinelos, homem dirigia van pirata com 40 pessoas

Publicado

dia

O condutor foi parado pela Polícia Militar na DF-463, próximo a São Sebastião, e assinou Termo Circunstanciado

A Polícia Militar flagrou um motorista de van pirata dirigindo com chinelo, o que é proibido por lei, e o dobro da capacidade de passageiros. No momento da abordagem, ocorrida por volta das 8h desta sexta-feira (15/2) na DF-463, próximo a São Sebastião, o veículo estava ocupado por 40 pessoas.

Após o flagrante com pelo menos quatro irregularidades — excesso de passageiros, falta do cinto de segurança, de autorização para fazer o transporte e uso de calçado inadequado –, os policiais lavraram um Termo Circunstanciado pelo crime de exercício irregular da profissão.

O motorista foi notificado pelo excesso de passageiros, falta do uso do cinto de segurança e dirigir com chinelos. A última infração está elencada no artigo 252 do Código de Trânsito Brasileiro, que prevê multa de R$ 85,13, mais quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Ver mais

Aconteceu

DF: córrego transborda, rompe tubulação de água e provoca erosão

Publicado

dia

A chuva dessa quinta (14) provocou estragos na ponte entre o Núcleo Bandeirante e a Região Metropolitana

A chuva dessa quinta-feira (14/2) fez com que um córrego transbordasse e arrancasse parte do barranco, arrastasse uma árvore e afetasse a tubulação de água no Núcleo Bandeirante.

A força da água também arrancou uma árvore às margens do córrego. A tubulação de água potável que abastece a região região se rompeu.

Além do Corpo de Bombeiros, estão no local técnicos da Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb), Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e Defesa Civil.

O problema ocorreu na ponte que liga o Núcleo Bandeirante à região Metropolitana, por volta das 7h desta sexta-feira (15/2). O Corpo de Bombeiros está com três viaturas e 12 militares na região.

De acordo a Caesb, 676 unidades consumidoras estão sem água na região por conta do rompimento de rede. Os reparos, de acordo com a estatal, tiveram início às 9h e deverão durar o dia todo, com previsão de encerramento por volta da meia-noite. Segundo a Defesa Civil, em outubro de 2018, havia 76 áreas de risco no Núcleo Bandeirante.

A Novacap, por sua vez, afirma ter mandado uma equipe ao local na manhã desta quinta. Já a Subsecretaria do Sistema de Defesa Civil, vinculada à Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF), destaca que a pista de acesso ao bairro Metropolitana, no Núcleo Bandeirante, ficará interditada, por tempo indeterminado, em função do transbordo do córrego Riacho Fundo.

A estatal destaca ainda que aguarda laudo de sua Assessoria de Meio Ambiente e da Defesa Civil para definir quais reparos serão necessários na área.

Vicente Pires
Em Vicente Pires, como de costume, os moradores também enfrentaram muitos transtornos provocados pela chuva da noite de quinta. Casas e ruas ficaram alagadas.

Vídeos feitos em Vicente Pires durante a chuva de quinta (14):

No dia 6 de fevereiro, após as chuvas fortes afetaram 30 casas nas quadras QR 123, QR 327 e QR 512 de Samambaia, de acordo com balanço realizado pela Subsecretaria de Sistema da Defesa Civil do Distrito Federal.

Na cidade, a Defesa Civil promoveu um mutirão para prestar assistência a 14 famílias. A partir de doações, a pasta foi capaz de repassar 27 colchões, 35 cobertores e 10 cestas básicas para os moradores mais afetados.

Maria José Pereira, 78 anos, foi uma das vítimas das fortes chuvas. Moradora da QR 512, a aposentada sofreu avarias graves no telhado e perdeu, segundo conta, 18 telhas que cobrem sua casa. “O mais importante, graças a Deus, é que ninguém se machucou. Meu filho foi hoje procurar a Administração de Samambaia e disseram que vão dar uma ajuda financeira. Se não conseguir esse dinheiro, não sei o que vou fazer”, contou.

Fonte Metropoles

Ver mais

Aconteceu

Passagens de ônibus para o Entorno ficam mais caras a partir do dia 24

Publicado

dia

O aumento será de 5,2% e só não valerá para linhas da Taguatur, regidas por contrato e que serão reajustadas posteriormente

Os passageiros do Entorno que se deslocam diariamente para Brasília podem preparar o bolso. A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) autorizou reajuste da tarifa dos ônibus semiurbanos interestaduais – que cruzam as unidades da Federação. O percentual a ser aplicado sobre os valores atuais será de 5,2%, a partir de 0h de 24 de fevereiro.

O número é maior do que a previsão do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado de fevereiro, que deve fechar em 3,87%. A correção só não vai valer para algumas linhas da Taguatur regidas por contrato e que serão reajustadas posteriormente.

Confira como ficam as tarifas a partir do dia 24 de fevereiro:

 

ANTT/Divulgação

O aumento também será aplicado para tarifas semiurbanas internacionais em serviços de transporte de passageiros operados por autorização especial.

Reajuste não vale para os seguintes trajetos:

No ano passado, as tarifas de ônibus com rotas entre o Distrito Federal e as cidades do Entorno começaram a valer no dia 18 de fevereiro. O acréscimo variou de 5,4% a 7,1%.Divulgação/ANTT

No ano passado, as tarifas de ônibus com rotas entre o Distrito Federal e as cidades do Entorno começaram a valer no dia 18 de fevereiro. O acréscimo variou de 5,4% a 7,1%.Por causa do aumento, o valor da tarifa de Mansões Marajó (Cristalina) para Brasília, por exemplo, passou de R$ 7,30 para R$ 7,80. Essa linha, inclusive, teve o ajuste mais elevado: R$ 0,50, igual ao de Cocalzinho de Goiás (GO)-Brasilia – que passou de R$ 7,15 para R$ 7,65. Confira para quanto foi o reajuste no ano passado:

Reprodução

Fonte Metrópoles

 

Ver mais
Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade