Nossa rede

Espaço Mulher

POROS MUITO DILATADOS? SAIBA COMO MELHORAR SUA APARÊNCIA E REDUZIR A OLEOSIDADE

Publicado

dia

Os poros dilatados e bem aparentes são uma realidade comum para quem tem pele oleosa – principalmente nas estações mais quentes do ano. E a verdade é que a maquiagem nem sempre dá conta de disfarçar esses detalhes que incomodam muita gente. Quer melhorar a aparência deles, mas não sabe como?

Por que eles ficam abertos?

Antes de saber como tratar, é preciso entender o que de fato são esses poros e qual o motivo por trás dessa abertura. “O poro é uma saída da glândula sebácea, que é a produtora do sebo, parte do manto hidrolipídico que fica sobre a pele, como uma camada de proteção. Quando o sebo é produzido em uma quantidade muito grande, ele acaba dilatando essa saída, dando essa sensação de poros abertos”, explica o dermatologista Valcinir Bedin, mestre e doutor em medicina pela UNICAMP e Presidente da Sociedade Brasileira do Cabelo.

Controle da oleosidade

Esfoliação semanal ajuda no controle da oleosidade. Foto: Thinkstock

Apesar de não existirem produtos que fechem os poros – afinal, eles não têm musculatura para contrair –, é sim possível reduzi-los com a rotina certa de cuidados. “O controle da produção do sebo é o que faz mais diferença, não deixando a pele oleosa demais. Temos cremes e produtos estéticos que são o tratamento ideal. Uma vez por semana você deve usar um produto abrasivo, como um sabonete ou um creme esfoliante, que pode ser natural, com sementes de pêssego moídas ou açúcar cristal, ou sintético, com microesferas de polietileno. Aplique sobre a pele úmida com água fria, nunca com a quente, e limpe bem”, indica.

Limpar corretamente a pele é outro passo importante. Foto: Thinkstock

A limpeza diária é muito importante para ter um bom resultado, e frequência não é necessariamente sinônimo de eficiência. “Nós devemos limpar a pele duas vezes ao dia para que o corpo não pense que precisa repor o sebo que está faltando e gerar, assim, o efeito rebote. O ideal é usar um sabonete ou creme de limpeza para pele oleosa, enxaguar com água fria, vir com um tônico adstringente e finalizar com hidratante em gel ou em spray, nunca em creme, que é muito pesado”, esclarece.

Tratamentos

Quer algo mais poderoso? Alguns tratamentos também podem ajudar: “Todo procedimento que faça um peeling e tire as camadas mais superficiais da pele vai ser bom para reduzir esses poros, como dermoabrasão, os peelings mesmo e os lasers. Eles não são tão indicados agora, porque você precisa tomar bastante cuidado com filtro solar mesmo dentro de casa, pois a pele estará muito sensibilizada e poderá manchar. Para quem quer fazer, eles podem ser feitos uma vez por semestre, quando muito”.

Comentário

Espaço Mulher

Permanente de cílios promete efeito natural e praticidade no dia a dia

Publicado

dia

Assim como o procedimento capilar homônimo, hit dos anos 80, essa versão promove curvas marcantes e duradouras, só que nos fiozinhos da pálpebra

Nem máscara à prova d’água nem extensão. Se você preza por praticidade até na hora do treino, dê uma chance ao permanente de cílios – também conhecido como lifting. Assim como o procedimento capilar homônimo, hit dos anos 80, essa versão promove curvas marcantes e duradouras, só que nos fiozinhos da pálpebra.

Pontos positivos: os cílios permanecem curvados por um mês (em média) e, diferentemente da extensão, você pode usar máscara e molhar a região dos olhos. Ou seja, suor não será problema!

Carina Arruda, CEO da empresa MyLash, explica como funciona: “Colamos os fios em volta de um rolinho do tamanho da pálpebra com um produto específico para a região, que proporciona a curvatura”. Dentro de 30 a 45 minutos, voilà: resultado natural que lembra o de um curvex bem potente. O preço fica em torno de R$ 130.

Ver mais

Espaço Mulher

As vantagens de seguir uma dieta apropriada para seu tipo sanguíneo

Publicado

dia

O resultado pode ser ainda melhor ao priorizar os alimentos que mais combinam com seu organismo – e seu tipo sanguíneo dá uma pista de quais são eles

Você sabe que fazer exercício com orientação de um personal trainer geralmente traz resultados melhores e mais rápidos do que seguir sozinha uma série-padrão na musculação. Isso porque o profissional pode adaptar as sequências e a carga de acordo com seu rendimento e seus objetivos. Personalização está mesmo em alta – basta olhar a maior oferta de cores de base na prateleira para atender a diferentes tons de pele. Na nutrição não é diferente.

Por isso a tendência de uma dieta só para você, feita a partir de testes genéticos que mostram sua suscetibilidade a desenvolver ou já apresentar intolerância a determinados alimentos – detectam até se aquela inocente castanha-do-pará do lanchinho faz mesmo bem a você. “A eficiência dessa ferramenta é inquestionável”, diz a nutroendocrinologista Thaisa Albanesi, de São Paulo. Porém, existe um problema: o preço alto. Como nem todo mundo quer ou pode realizar o exame, a especialista sugere a alternativa de montar o cardápio com base nos alimentos menos ácidos para seu sangue.

A ideia de uma alimentação diferente para os tipos O, A, B e AB se tornou famosa em 1996, com o lançamento do livro A Dieta do Tipo Sanguíneo, do americano Peter D’Adamo, traduzido em mais de 50 idiomas. Segundo Peter, há correlações históricas, antropológicas e fisiológicas entre o grupo de sangue e os alimentos. O assunto é polêmico: pesquisadores da Universidade de Toronto, no Canadá, questionam a teoria.

Mesmo assim, ao comparar os resultados do exame genético com o grupo sanguíneo das pacientes, Thaisa observou que os alimentos apontados como não tolerados coincidiam em 80% dos casos. “O teste de DNA é mais complexo e efetivo. Além disso, não existe sangue puro – já sofremos miscigenação. Mas escolher os alimentos de acordo com o sangue é uma forma de personalizar um pouco mais a dieta e obter melhores resultados”, opina.

A bancária Andrea Camargo, de São Paulo, testou o método: “Deixei de consumir leite, reduzi carne vermelha, ovo, arroz e pão refinado – alimentos não recomendados para meu tipo sanguíneo, o A. Emagreci 14 quilos em quatro meses, depois de muitas tentativas frustradas.” Os benefícios foram além: “Não tenho mais refluxo e me sinto mais disposta”.

O endocrinologista Henrique Suplicy, membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, atribui os efeitos às mudanças saudáveis na alimentação – e não à dieta do tipo sanguíneo. “Sempre que a pessoa come menos, emagrece. Por isso qualquer dieta funciona, desde que seja seguida”, pondera.

Dieta personalizada

(Milkos/Thinkstock/Getty Images)

Aumentar as porções de verduras e vegetais e moderar nas carnes é o que a ciência prega no momento para uma vida saudável. Sem tantos itens industrializados, não tem mesmo como não dar certo. Mas, para acelerar os resultados, uma corrente defende a retomada da dieta do tipo sanguíneo com um novo foco: equilibrar o pH do sangue – importante para que as células consigam armazenar nutrientes dentro delas em proporções adequadas para realizar suas funções, o que evita o acúmulo de gordura, aumenta a disposição e afasta uma série de doenças.

Qual é o seu tipo sangue?

Saber sua tipagem sanguínea (O, A, B ou AB) é importante para você priorizar os itens que combinam com seu organismo (e moderar naqueles que não caem tão bem) e, com isso, manter o pH mais próximo do alcalino. Para facilitar a seleção dos alimentos, eles estão divididos em três grupos, como na tradicional dieta do tipo sanguíneo – porém, focados na alcalinidade do cardápio. Dica: 6 alimentos saudáveis que também são afrodisíacos 

Muito benéficos: são protetores (capazes de prevenir e tratar doenças, assim como favorecer a perda de peso) e, portanto, indispensáveis no cardápio diário.

Neutros: não fazem bem
 nem mal – podem ser consumidos com frequência ou não, mas sempre moderadamente. Em excesso, eles deixam de ser bem-vindos.

Poucos benéficos: devem ser evitados ao máximo, pois deixam o pH ácido. Desequilíbrio que contribui duplamente para o ganho de peso: reduz o ritmo do metabolismo e desencadeia processos inflamatórios responsáveis por um aumento na produção da insulina – hormônio, que, em excesso, contribui para o acúmulo de gordura.

Ver mais

Espaço Mulher

Katherine Langford é a perfeita princesa gótica no tapete vermelho da MTV

Publicado

dia

O look Armani e a maquiagem estão de tirar o fôlego! É para colocar as fotos de Katherine Langford na pastinha de inspirações.

A cerimônia do MTV Movie and TV Awards 2018 só vai ao ar na segunda (18) às 22h, mas não é ao vivo: o tapete vermelho e a festança aconteceram no sábado (16) em Los Angeles. E Katherine Langford, a Hannah Baker de “13 Reasons Why“, indicada ao prêmio de Melhor Performance em uma Série, apostou em um look dark. A gente não tem nem palavras para a maravilhosidade desse look 100% princesinha gótica.

(Frazer Harrison/Getty Images)

Lindo, né? É um macacão Armani, que conta também com uma saia de veluto, tudo preto. Assim ele dá a ilusão, de determinados ângulos, de ser um vestido longo. Olhando bem, no entanto, é possível ver as pernas do macacão.

Para deixar o look ainda mais impactante, ela apostou em uma maquiagem dramática, com olhos bem delineados em azul, pele perfeita e lábios nude. Nos cabelos, semipresos, um lação de tule preto. Bem trevosa!

(Emma McIntyre/Getty Images)

Quer ver a maquiagem mais de perto? A gente já está correndo para a frente do espelho para fazer igualzinho!

(Frazer Harrison/Getty Images)

Uau, Katherine! Indo já para a pastinha de inspirações.

Ver mais
Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade