Nossa rede

Brasil

Para onde vai a Bolsa e o dólar com os presidenciáveis

Publicado

dia

Investidores acreditam que o melhor cenário para o mercado financeiro é com a eleição de Geraldo Alckmin

A vitória de Geraldo Alckmin, candidato do PSDB, nas eleições presidenciais em 2018 beneficiaria o mercado financeiro. Em contrapartida, a vitória de Fernando Haddad (PT), faria com a que a Bolsa se desvalorizasse. É o que afirma um levantamento realizado pela XP Investimentos realizado com 281 investidores institucionais entre os dias 28 e 31 de agosto.

Para 90% dos investidores, o Ibovespa avançaria para acima de 85 mil pontos, caso o tucano ganhasse as eleições.  Entre os respondentes, 40% acreditam que a Bolsa subiria 100 mil pontos ou mais, 34% entre 90 mil pontos e 100 mil, 16% entre 85 mil pontos e 90 mil.

Já com Haddad na presidência, os investidores se mostram menos otimistas. Entre eles, 31% apontam que o Ibovespa recuaria para baixo de 50 mil. Outros 46% disseram que o índice ficaria entre 50 mil e 60 mil. Para 19%, ficaria entre 60 mil e 70 mil. Apenas 5% acreditam que a Bolsa ficaria acima dos 75 mil pontos.

No caso da vitória de Jair Bolsonaro (PSL), o levantamento aponta que os investidores apresentam divergências de opiniões, com 51% indicando que o Ibovespa ficaria abaixo de 85 mil pontos, e 49% que ficaria acima de 85 mil pontos.

Também foram questionados o cenário da Bolsa em caso de vitória de Marina Silva (Rede) e de Ciro Gomes, do PDT.

Para Ciro Gomes, o cenário é parecido com o de Haddad, já que 30% dos investidores acreditam que a Bolsa ficaria abaixo dos 50 mil pontos. Outros 45% disseram entre 50 mil e 60 mil pontos e 18% entre 60 mil pontos e 70 mil pontos. Apenas 6%, disseram que a Bolsa ficaria acima dos 75 mil pontos.

Com a Marina Silva na presidência, 26% acreditam que a Bolsa possa ficar entre 80 mil e 85 mil pontos, 19% entre 75 mil pontos e 80 mil pontos, 11% entre 70 mil pontos e 75 mil pontos e 8% entre 60 mil pontos e 70 mil pontos. Outros 2% disseram que 60 mil pontos ou menos.

Dólar

Além do cenário do Ibovespa, a XP Investimentos também perguntou para onde iria o dólar com a vitória dos cinco candidatos.

Com Ciro Gomes, os investidores apontam um desfecho com câmbio mais depreciado, com 87% indicando que o câmbio brasileiro se desvalorizaria para um patamar superior a R$/US$ 4,40.

Por outro lado, o cenário que os investidores enxergam o câmbio mais apreciado, é no cenário no qual Alckmin seria vencedor das eleições, em que 22% dos investidores indicam que o câmbio atingiria o patamar de R$/US$ 3,40 ou menos.

No caso de Jair Bolsonaro (PSL), candidato que apresenta maior intenção de votos no cenário sem Lula, novamente, os investidores apresentam divergências de opiniões, com 32% indicando que o câmbio ficaria no patamar de R$/US$ 3,60—3,80 e 32% em R$/US$ 3,80-4,00.

Com Haddad, 85% dos investidores apontaram que o dólar ficará acima dos 4,40 reais. Outros 11% disseram entre R$/US$ 4,20 e R$/US$ 4,40  e apenas 3% entre R$/US$ 4,00 e R$/US$ 4,20.

Comentário

Brasil

Incêndio atinge Instituto do Coração em São Paulo e fogo é controlado

Publicado

dia

Segundo assessoria, o fogo começou em uma parte externa do hospital e não há feridos

Incêndio atinge prédio do Instituto do Coração (Incor) em São Paulo (Reprodução/Twitter)

Um incêndio atingiu o Instituto do Coração (Incor) na manhã desta sexta-feira, 18, por volta das 10h45, na região da Avenida Paulista, em São Paulo. O fogo foi controlado pelo Corpo de Bombeiros em 10 minutos e, segundo a assessoria do instituto, não há feridos.

A assessoria de imprensa do Instituto também informou que o incêndio ocorreu em uma área externa e não atingiu o interior do edifício. Mesmo assim, por causa da fumaça, alguns pacientes tiveram que ser transferidos de ala.

O Incor fica na Avenida Dr. Enéas Carvalho de Aguiar, no bairro Cerqueira César, e é uma das sete unidades hospitalares que integram e, juntas, formam o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Fonte: Portal Exame

Ver mais

Brasil

Resultado do Enem 2018 é divulgado pelo Inep

Publicado

dia

Notas já estão disponíveis na internet, na Página do Participante e no aplicativo oficial do Enem

Enem: prova foi aplicada nos dias 4 e 11 de novembro de 2018 (Ricardo Matsukawa/VEJA)

As notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já estão disponíveis na internet, na Página do Participante e no aplicativo oficial do Enem. Os mais de 4,1 milhões de participantes têm acesso a quanto obtiveram em cada uma das provas: linguagens, ciências humanas, ciências da natureza, matemática e redação.

A nota do Enem é calculada usando a chamada teoria de resposta ao item (TRI), que não estabelece previamente um valor fixo para cada questão. O valor varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item.

Assim, se a questão tiver grande número de acertos será considerada fácil e, por essa razão, valerá menos pontos. O estudante que acertar um item com alto índice de erros, por exemplo, ganhará mais pontos por ele.

O Enem foi aplicado nos dias 4 e 11 de novembro de 2018. Desde o dia 14 de novembro, estão disponíveis as provas e os gabaritos oficiais. Também estão disponíveis vídeos com os enunciados e as opções de respostas da videoprova na Língua Brasileira de Sinais (Libras).

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulgará no dia 18 de março o espelho da redação, ou seja, detalhes da correção dessa prova. Isso é feito após os processos seletivos dos programas federais. A correção tem função apenas pedagógica e não é possível interpor recurso.

A nota dos treineiros, aqueles que ainda não concluíram o ensino médio e fizeram a prova apenas para testar os conhecimentos, também será divulgada no dia 18 de março.

Recuperação de senha

Para acessar os resultados individuais, é preciso usar a senha criada na hora da inscrição. Caso o participante não se lembre da senha, basta clicar no campo Esqueci minha senha. O estudante deverá, então, confirmar o e-mail cadastrado no sistema para receber uma senha temporária. Quem esqueceu a senha e também não tem acesso ao e-mail cadastrado tem a opção de informar novos contatos para receber a senha temporária.

O que fazer com as notas?

Com os resultados, os estudantes poderão concorrer a vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

O primeiro processo que terá as inscrições abertas é o Sisu. Para participar é preciso fazer a inscrição online no período de 22 a 25 de janeiro. Os estudantes já podem consultar, na página do programa as vagas disponíveis. São mais de 235,4 mil, distribuídas em 129 universidades públicas de todo o país. As inscrições para o ProUni poderão ser feitas de 22 a 25 de janeiro e, para o Fies, de 5 a 12 de fevereiro.

Além dos programas nacionais, os estudantes podem usar as notas para cursar o ensino superior em Portugal. O Inep tem convênio com 37 instituições portuguesas. A lista está disponível na página da autarquia. Segundo o Inep, atualmente mais de 1,2 mil brasileiros usaram o Enem para ingressar nessas instituições. Fonte: Portal Exame

 

Ver mais

Brasil

Polícia prende suspeito de tentativa de latrocínio contra Martha Rocha

Publicado

dia

Jonathan Aguiar dos Santos, de 20 anos, foi detido na noite desta quarta-feira e confessou participação no ataque ao carro da parlamentar

A delegada Martha Rocha, chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro (Marcelo Carnaval/Agência O Globo/VEJA)

A Polícia Militar do Rio de Janeiro anunciou nesta quinta-feira 17 a prisão de um homem suspeito de ser um dos envolvidos na tentativa de latrocínio contra a ex-chefe da Polícia Civil e deputada estadual Martha Rocha (PDT), ocorrida no último domingo.

Segundo a PM, a detenção ocorreu na noite de ontem. A corporação informa que ele foi preso junto com outros dois criminosos, após o roubo de um carro em Braz de Pina, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Os criminosos foram interceptados pela polícia e a reagiram a tiros. Um quarto assaltante que estava com Jonathan morreu após a explosão de uma granada.

Martha Rocha não se feriu durante o ataque a seu carro no final de semana. Seu motorista, o subtenente reformado Geonísio Medeiros, foi baleado, atendido no hospital e recebeu alta. Em relato a VEJA, a deputada estadual contou que estava a caminho da igreja com a mãe quando avistou um segundo carro se aproximar com homens encapuzados e armados.

Deputada estadual desde 2015, ela, que foi a primeira mulher a chefiar a Polícia Civil, temeu um risco de atentado. Ela afirmou já ter relatado às autoridades de segurança do estado ter recebido notificações de ameaças que chegaram três vezes pelo disque-denúncia.

A deputada disse que, depois da ameaça, transmitida no dia 5 de novembro, ela comprou um carro particular blindado, já que o fornecido pela Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) não tinha esse equipamento. Fonte: Portal Veja

 

Ver mais
Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade