Nossa rede

Cultura

Orquestra Sinfônica fará sete concertos gratuitos no DF em outubro; veja datas

Publicado

dia

Primeira apresentação acontece nesta terça; concerto vai premiar compositores que venceram concurso nacional. Mês também celebra 50 anos de relações diplomáticas entre Brasil e Cingapura.

Integrantes da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (Foto: Tony Winston/Agência Brasília)

Integrantes da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (Foto: Tony Winston/Agência Brasília)

Sete concertos integram a programação gratuita da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro durante o mês de outubro. Os músicos sobem ao palco do Cine Brasília (106/107 Sul) a partir desta terça-feira (3). O local tem capacidade de 620 lugares.

Para abrir a temporada do mês, a orquestra vai premiar os três vencedores do Concurso Nacional de Composição em homenagem aos 75 anos do maestro Jorge Antunes, carioca radicado em Brasília. Esta é a primeira edição do prêmio, que vai apresentar os compositores vencedores e as obras selecionadas ao público.

A solenidade começa às 20 horas, com a abertura da ópera “A cartomante”. Em seguida, os músicos executam “Azuis, variações para orquestra”, de Carlos dos Santos, terceiro lugar na competição. O objetivo da premiação, segundo o maestro Cláudio Cohen, é “incentivar novos talentos da música”.

A obra “Thermidor”, de Paulo Henrique Raposo, segundo colocado, é tocada em seguida pelos músicos. A composição “Segmentos” encerra o programa da noite, do compositor vencedor do concurso, Helder Oliveira. Todas as obras serão regidas por Jorge Lisboa Antunes, filho do homenageado.

Maestro Jorge Antunes é o homenageado no Concurso Nacional de Composição, em Brasília (Foto: Orquestra Santoro/Divulgação)

Maestro Jorge Antunes é o homenageado no Concurso Nacional de Composição, em Brasília (Foto: Orquestra Santoro/Divulgação)

Concerto internacional

Outro destaque da programação do mês é o concerto comemorativo de 50 anos de relações diplomáticas entre o Brasil e Cingapura, país do sudeste asiático. A apresentação acontece no dia 11, no Santuário Dom Bosco (702 Sul), às 20 horas.

Para a abertura da noite está prevista a execução da obra “O morcego”, de Johann Strauss. A apresentação será seguida por “Butterfly lover’s”, de Zhang Hao He e Gang Chen, uma composição clássica do país que conta a história de uma jovem que se transveste de menino para conseguir estudar. “A narrativa se passa em uma época que proibia a atividade para mulheres”, explica o maestro.

“É um concerto para violino. Será um espetáculo bem interessante.”

Integração cultural

Em 17 de outubro, o austríaco Johann Strauss terá parte de sua obra executada no “Concerto vienense”. De acordo com o maestro Cohen, uma apresentação mais descontraída, com um compositor conhecido como o “rei da valsa”.

O “Concerto húngaro”, em 24 de outubro, levará ao público “Danças de galanta”, do compositor Zoltán Kodály, e “Concerto para violino e orquestra nº 1”, de Béla Bartók. O violinista húngaro Antal Zalai será solista em “Violin concerto opus 23”, de Karl Goldmark.

Em 26 de outubro, o grupo participa da solenidade de entrega da medalha Mérito Brasília. O concerto aberto ao público terá clássicos universais eruditos.

Encerra a série do mês, em 31 de outubro, o “Concerto esloveno”, com o espetáculo “Slovenic Soul”. Na data, os músicos serão acompanhados pela soprano Manca Izmajlova, cantora representante da Eslovênia que transita entre o canto erudito e popular.

Confira a programação completa:

Programação da Orquestra de Brasília para o mês de outubro (Foto: Agência Brasília/Divulgação)

Serviço:
Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro 

Quando: 3, 10, 11, 17, 24, 26 e 31 de outubro
Locais: Cine Brasília (106/107 Sul) e Santuário Dom Bosco (702 Sul)
Entrada gratuita. Verificar lotação dos espaços.

Comentário

Cultura

Clube do Choro convida orquestra de cavaquinhos e Gabriela Doti

Publicado

dia

Projeto ‘Clube do Choro 40 anos’ oferece shows de segunda a sábado. Veja programação.

Orquestra de Cavaquinho de Brasília se apresentando (Foto: TV Globo/Reprodução)

O Clube do Choro de Brasília apresenta o projeto “Clube do Choro 40 Anos” durante todo o mês de junho. De segunda a sábado, a casa vira palco de shows com atrações locais e até internacionais. Veja abaixo o que vai rolar por lá nos próximos dias:

Sexta (22)

Duo SomCordante
Os músicos Tiago Tunes (bandolim) e Matheus Donato (cavaquinho) exploram a música instrumental popular brasileira, do surgimento aos dias atuais.

Os instrumentistas Tiago Tunes (bandolim) e Matheus Donato (cavaquinho) formam o Duo SomCordante (Foto: Vanessa Acioly/Divulgação)

De vento em popa
O grupo, que começou como um sexteto de flautas há cerca de 20 anos, explora sonoridades do violão, do baixo elétrico e acústico, do piano e de instrumentos de percussão.

Idealizado e dirigido por Madelon Guimarães, professora de flauta transversal e de música de câmara da Escola de Música de Brasília, o projeto reverencia grandes compositores da música popular e erudita brasileira.

O grupo instrumental “De vento em popa” foi criado há 20 anos pela flautista transversal e professora da Escola de Música de Brasília Madelon Guimarães, (Foto: Lara Alcantara/Divulgação)

No show deste sábado (23), os homenageados são Jacob do Bandolim, Zequinha Abreu, K-Ximbinho, Pixinguinha, Tom Jobim, João Donato, Ary Barroso, Milton Nascimento, Liduíno Pitombeira, Luiz Gonzaga, Egberto Gismonti e Beto Guedes.

  • Hora: 21h
  • Ingresso: R$ 15 a meia-entrada

Segunda (26)

Orquestra de cavaquinhos
Formada em 2013, a orquestra estimula o desenvolvimento cultural e artístico das crianças de comunidades carentes do Distrito Federal.

Orquestra de Cavaquinhos de Brasília (Foto: Thiago Sabino/Divulgação)

  • Hora: 21h
  • Ingresso: R$ 15 a meia-entrada

Terça (27)

Blues de bolso
Criado em 2000, o “power trio” tem referência no rock, no jazz e, claro, no blues. Para a apresentação desta terça, Renato Glória, Haroldinho Mattos e Bemol contam com a participação de Oswaldo Amorim no contrabaixo e de Jorge Bittar nos teclados.

Integrantes do grupo Blues de Bolso, de Brasília (Foto: Clausen Bonifácio/Divulgação)

  • Hora: 21h
  • Ingresso: R$ 15 a meia-entrada

Quarta (28) e quinta (29)

Gabriela Doti
Compositora e intérprete brasileira de raízes uruguaias, Gabriela apresenta o espetáculo multimídia “Uma ópera pop”, que mistura música, desenho e literatura. No repertório, composições inéditas ilustradas por uma exposição digital de obras visuais da própria artista.

Compositora e intérprete brasileira de raízes uruguaias, Gabriela Doti (Foto: João P. Teles/Divulgação)

  • Hora: 21h
  • Ingresso: R$ 15 a meia-entrada

Onde fica?

O Clube do Choro fica no canteiro central do Eixo Monumental, entre o Centro de Convenções Ulysses Guimarães e a Funarte, e ao lado do Planetário.

Ver mais

Cultura

Aproveite a semana para curtir a diversidade musical em Brasília

Publicado

dia

A semana está agitada e repleta por diferentes ritmos musicais, que passam pelo funk, rock, MPB e musicais

O espetáculo O maravilhoso mundo de Disney on ice faz outra temporada em Brasília neste fim de semana no Ginásio Nilson Nelson. (foto: Feld Entertainment/DivulgaçãoDescrição)

A banda Call the Police está desembarcando na capital para um show histórico. Será nesta quinta-feira, a partir das 23h, no Net live Brasília (SHTN, Tc. 2, cj 5, lt A; 3306-3030). No repertório do grupo composto por Andy Summers, João Barone e Rodrigo Santos, canções clássicas como So lonely, Every breath you take, Message in a bottle, Driven to tears, Roxanne e Every little thing she does is magic. Ingressos: R$ 100 (meia-entrada). Não recomendado para menores de 16 anos.
Axé e pagode
De sexta a domingo, o Funn Festival receberá Timbalada e convidados, Thiaguinho, Atitude 67 e uma atração surpresa. O evento ocorre no estacionamento 4 do Parque da Cidade, a partir das 19h. Na sexta, Timbalada e convidados farão a festa. Os ingressos custam R$ 50 (meia-entrada feminina) e R$ 60 (meia-entrada masculina). No sábado, os shows de Thiaguinho e Atitude 67 custam R$ 220 (meia-entrada feminina) e R$ 250 (meia-entrada masculina). Para o domingo, o ingresso custa R$ 50 (meia-entrada unissex). Os valores dos ingressos estão sujeitos a mudanças sem aviso prévio. O evento não é recomendado para menores de 18 anos.
A Disney em Brasília 
O espetáculo O maravilhoso mundo de Disney on ice faz outra temporada em Brasília neste fim de semana no Ginásio Nilson Nelson (Eixo Monumental), na sexta, às 19h30; sábado, às 11h, 15h e 19h; e domingo, às 10h e 14h. Com realização de Feld Entertainment e Opus Promoções, o espetáculo sobre gelo relembra oito histórias clássicas da Disney e traz personagens, como Mickey, rainha Elsa e Dory. Ingressos: R$ 180 (Vip Pista), R$ 160 (Tribuna Verde e Vermelha), R$ 140 (Inferior Verde e Rosa A), R$ 90 (Inferior Verde e Rosa B), R$ 70 (Superior Laranja), R$ 50 (Superior Verde e Rosa A) e R$ 40 (Superior Verde e Rosa B). Valores referentes à meia-entrada. À venda na Central de Ingressos do Brasília Shopping, na bilheteria do evento ou no site www.uhuu.com. Classificação indicativa livre.
Lulu canta Lulu
Lulu Santos marcou gerações com seu som e agora estará no palco do Centro de Convenções Ulysses Guimarães (Eixo Monumental; 3248-5221) para reviver grandes clássicos. Entre Toda forma de amor, Tempos modernos e Apenas mais uma de amor, várias faixas inesquecíveis do cantor estarão no show Canta Lulu, neste sábado, a partir das 21h. Ingressos: R$ 90 (poltrona superior); R$ 190 (poltrona vip lateral) e R$ 250 (poltrona vip). Valores referentes à meia-entrada. Não recomendado para menores de 14 anos.
 
Baile Funk
O Baile do Dennis retorna a Brasília para uma noite de funk no Estádio Mané Garrincha (Eixo Monumental), no sábado às 23h. O evento produzido pela R2 Produções tem como atrações Kevinho e Kekel, MC Lan e o G15. Ingressos a partir de R$ 90. Vendas pelo aplicativo da R2 Produções. Valores sujeitos a alterações. Não recomendado para menores de 18 anos.
Em clima de Copa
O musical Samba Futebol Clube que une duas paixões nacionais, o futebol e a música, traz em cena oito atores/músicos formando um time de jogadores e torcedores que se revezam numa narrativa dramático musical. O espetáculo de Gustavo Gasparani será apresentado no Teatro 1 do CCBB (Sces Tr. 2), no sábado e domingo, às 19h. Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada). Valores dos ingressos sujeitos a alterações sem aviso-prévio. Não é recomendado para menores de 10 anos.
Raiz brasileira
Os músicos Toninho Ferragutti e Neymar Dias tocam o melhor da música de raiz brasileira. Com acordeão e viola caipira, a dupla se apresenta sexta, sábado e domingo na Caixa Cultural Brasília (SBS, lt 3/4, Q. 4), trazendo canções autorais e grandes sucessos da música caipira. O repertório do show é o CD Festa na roça, lançado em 2014. Na sexta e no sábado, os shows serão às 20h. No domingo, às 19h. Os ingressos custam R$ 10 (meia-entrada) e R$ 20 (inteira). O show não é recomendado para menores de 12 anos.
Ver mais

Cultura

Coletivo de artistas do DF lança livro com 7 anos de trabalhos em poesia de rua

Publicado

dia

São fotos de lambe-lambes, estêncis e projeções do Coletivo Transverso. Evento de lançamento começa às 19h na Asa Norte.

“Atenção! Isso pode ser um poema”, diz a obra do Coletivo Transverso espalhada pelas paredes de Brasília e que, agora, dá nome ao primeiro livro fotográfico do grupo.

Rebeca Damian, Cauê Maia, Patrícia Del Rey e Patrícia Bagniewski lançam, nesta quinta-feira (15), um compilado de 7 anos de trabalho com poesia de rua no Brasil e em alguns cantos do mundo.

O evento de lançamento começa às 19h, no Espaço Cena, na 205 Norte. Haverá roda de conversa e música ao vivo com DJs. O livro custa R$ 20.

Poesia urbana do Coletivo Transverso, de Brasília, em imagem do livro ‘Atenção: isto pode ser um poema’ (Foto: Cauê Maia/Divulgação)

O lambe-lambe, o estêncil e a projeção luminosa são técnicas escolhidas pelo grupo para dar vazão aos poemas – alguns deles, com apenas três palavras: “pense nos porquês”. O meio é a parede da rua.

Dos viadutos e tesourinhas, das caixas de energia e dos corredores das comerciais. Cada um com uma estrutura, textura e conservação (ou desgaste). Para cada local, uma mensagem e uma técnica são escolhidas a dedo pelo Coletivo Transverso.

Poesia urbana do Coletivo Transverso, de Brasília, em imagem do livro ‘Atenção: isto pode ser um poema’ (Foto: Mayara Monteiro/Divulgação)

“Depende do que aquele lugar representa e da ideia que você quer passar”, explicou o poeta Cauê ao G1 Cultural. “A projeção, por exemplo, pode ser feita em lugares onde seria proibido colar um lambe ou fazer um estêncil.”

Poesia urbana do Coletivo Transverso, de Brasília, em imagem do livro ‘Atenção: isto pode ser um poema’ (Foto: Nanah Vieira/Divulgação)

Seja por meio do spray, da cola branca ou da lanterna, o objetivo é mesmo. Subverter a nova “ordem natural da vida”, acelerada, automática e voltada para consumo e o trabalho. A intenção, ao espalhar poesia pela cidade, é provocar um olhar diferenciado, fazer o tempo parar para a reflexão – por breve que seja, na velocidade da via.

No livro do Transverso, estão alguns dos poemas que passaram a definir nossa cidade e quem vive nela, como “Brasília é um deserto de rostos conhecidos” ou “Brasília expande a distância entre os corpos”.

Poesia urbana do Coletivo Transverso, de Brasília, em imagem do livro ‘Atenção: isto pode ser um poema’ (Foto: Bruno Bernardes/Divulgação)

O que as tesourinhas cortam?

Brasília, um bom lugar para sentir saudade.

Em caso de dor, dance.

Haja poesia pra alcançar o fim do dia.

Artistas do Coletivo Transverso (Foto: Coletivo Transverso/Divulgação)

Além das fotos dos poemas em múltiplos formatos, o livro vem com um molde de estêncil para aplicar em casa ou na rua. Basta providenciar a tinta ou o spray.

Lançamento do livro “Atenção! Isto pode ser um poema”, do coletivo Transverso

Data: 14 de junho

Hora: 19h

Local: Espaço Cena, 205 Norte, Bloco C

Entrada gratuita – livro custa R$ 20

Ver mais
Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade