Nossa rede

Aconteceu

Governo federal enviará 36 médicos para atender venezuelanos em Roraima

Publicado

dia

Profissionais de saúde farão mutirões em nove abrigos de Boa Vista e Pacaraima e trabalharão de forma voluntária; em evento, presidente Michel Temer disse que fechamento de fronteira com a Venezuela é ‘incogitável’

O presidente Michel Temer (MDB) anunciou neste sábado, 25, o envio de uma missão médico-humanitária para Roraima em evento na sede do Ministério da Educação (MEC), em Brasília. Por meio da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), vinculada ao MEC, o governo federal irá mandar ao Estado 36 profissionais de saúde de hospitais universitários.

Os profissionais farão um mutirão em nove abrigos – oito em Boa Vista, capital do Estado, e um no município de Pacaraima -, entre os dias 27 de agosto e 1º de setembro. Todos os profissionais participam da missão como voluntários. Em Boa Vista, as ações serão voltadas aos imigrantes venezuelanos que ocupam abrigos. Já em Pacaraima, na fronteira com a Venezuela, o foco será a vacinação dos imigrantes que chegam ao País.

Durante a cerimônia, Temer voltou a dizer que as fronteiras brasileiras continuarão abertas em Roraima, apesar dos pedidos de parlamentares e da governadora do Estado, Suely Campos (PP), para que o governo bloqueie o fluxo migratório de venezuelanos para o País.

Venezuelan migrants walk along the Ecuadorean highway to Peru before new rules requiring they hold a valid passport kick in, at Tulcan, Ecuador August 21, 2018. REUTERS/Andres Rojas

Temer disse que fechar as fronteiras em Roraima é algo “incogitável” pelo Palácio do Planalto porque seria um “ato desumano”. Além disso, segundo ele, contrariaria os compromissos feitos pelo Brasil junto à Organização das Nações Unidas (ONU). “Temos feito o possível para atender a compromissos de natureza internacional”, disse.

“Vez ou outra há uma sugestão, até pleiteada judicialmente, no sentido de fechar nossas fronteiras. Eu, desde o primeiro momento, disse que é incogitável e inegociável essa matéria. Nós não temos como fechar as fronteiras de nosso país sob pena de praticar um ato desumano em relação aos que vêm procurar abrigo no nosso país. Nossas fronteiras estão abertas, mas, é claro, disciplinadamente”, disse.

Temer também reafirmou que as medidas tomadas pelo governo visam a garantir atendimento não apenas para os venezuelanos, mas também para os brasileiros que moram nas cidades afetadas. Ele destacou, mais uma vez, que este é um dos maiores fluxos migratórios registrados pelo governo brasileiro. Segundo as estatísticas oficiais, 127 mil venezuelanos já entraram no País, mas 60% deles usaram o Brasil como passagem e seguiram para países vizinhos.

Comentário

Aconteceu

Candidato no concurso da PM morre após passar mal em teste de corrida no DF

Publicado

dia

Um candidato ao concurso da Polícia Militar do Distrito Federal passou mal durante o teste de aptidão física e morreu na madrugada desta quinta-feira (20). Leonardo da Silva Oliveira, de 31 anos, sentiu dores durante a prova de corrida, foi atendido no local e encaminhado ao Hospital Regional de Taguatinga ainda com vida, mas não resistiu.

A prova foi realizada na tarde desta quarta-feira (19), no Sesi de Taguatinga. Um vídeo (veja acima) mostra Leonardo caído no chão enquanto socorristas fazem o atendimento. Eles tentam massagem cardíaca por vários minutos.

A PM informou que o candidato a uma vaga de praça já havia feito os testes de flexão abdominal e barra fixa. No teste de corrida, no entanto, ele não conseguiu finalizar a avaliação e caiu na pista. “Enfermeiros, socorristas e o médico que estavam no local fizeram todos os procedimentos exigidos”, disse a corporação, por meio de nota.

“A partir deste momento, o socorrista aferiu que o candidato estava com ausência de pulso e iniciou o RCP [procedimento de reanimação cardiopulmonar]”.

A prova de corrida envolve um percurso de 2,4 km, com duração de 12 minutos. Após esta etapa, o candidato ainda deve nadar 50 metros em até 1 minuto para ser aprovado no teste físico.

Ao G1, a banca informou que não vai rever os testes de aptidão nem vai suspender os prazos. “As atividades do concurso público continuam de acordo com o cronograma estabelecido com a PMDF e divulgado em edital.”

Quartel-general da PM-DF — Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

O que mais dizem a banca e a PM

A banca do concurso, o instituto Iades, informou que lamenta a morte e que está aguardando informações sobre a causa do falecimento. O exame faz parte da seleção de 2.024 novos praças para a Polícia Militar do Distrito Federal.

“Esclarecemos que, para a realização dos testes de aptidão física, todos os candidatos são obrigados a apresentar atestado médico que comprovem estarem aptos para a realização dos exercícios específicos para o concurso público”, disse a banca.

Segundo o Iades, Leonardo apresentou atestado médico. A banca, ao ser questionada se ele apresentava histórico de problemas de saúde, afirmou que “não há registro com relação a isto”.

A PM também lamentou a morte. “A Polícia Militar do Distrito Federal presta condolências aos familiares e amigos em nome de todos que integram esta instituição bicentenária que Leonardo pretendia integrar.”

Fonte: G1 DF.

Ver mais

Aconteceu

Conceição Sampaio foi a única Parlamentar Amazonense a ir contra o presidente Michel Temer.

Publicado

dia

Conceição Sampaio

A deputada federal Conceição Sampaio foi a única parlamentar do Estado de Amazonas a votar pela continuidade do processo de cassação do presidente Temer (PMDB).

Em entrevista ao Portal A Crítica, a deputada foi enfática ao afirmar que  votou  contra o relatório por questões de coerência.

“Estou em uma casa que é representativa, e penso que nossos mandatos eletivos precisam está pautados justamente naquilo que a sociedade quer que você faça dentro do poder legislativo. Tenho respeito pela população do Estado do Amazonas que confiou o seu voto a mim.”

Denúncia

A Procuradoria Geral da República apresentou a acusação contra Temer por corrupção passiva que, se fosse recebida pelo STF, levaria o presidente a virar réu e, assim, ser afastado do cargo por 180 dias. No entanto, apesar do aprofundamento da crise política a partir da revelação da delação da JBS, em maio deste ano, o governo conseguiu barrar o processo. Se a denúncia fosse aprovada na Câmara, o rito processual seria o mesmo que gerou impeachment, da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), no ano passado.

Conceição diz que no governo Dilma, também, foi contrária às medidas que afetavam diretamente a população.

“Fui contra a reforma trabalhista (MPs 664 e 665) do governo Dilma, que alteraram o acesso às pensões, benefícios do INSS, auxílio-desemprego. Fui contra a terceirização e fui a favor do impeachment, no ano passado. Eu avalio todas as questões com muito cuidado. Priorizo, independentemente de questões partidárias, o bem e respeito ao povo brasileiro e, por isso, prefiro seguir o meu mandato com coerência”, avaliou.

A deputada do Amazonas considerara ainda,  que Michel Temer não está acima da Lei e , como todo brasileiro, deve ser investigado quando há suspeita de ter cometido um crime.

 

 

Ver mais

Aconteceu

Ladrão invade casa, luta com moradores e vai parar no hospital

Publicado

dia

Bandido arrombou o portão da residência e tentava furtar um carro quando foi surpreendido pelos moradores

Foto: Myke Sena/Jornal de Brasília.

Um homem de 30 anos foi preso na madrugada desta terça-feira (18) depois de arrombar um portão eletrônico e invadir uma casa, em Taguatinga. O criminoso chegou ao local por volta da 1h. Depois de atacar o portão, arrombou um carro na garagem para tentar furtar.

Enquanto agia, o ladrão foi surpreendido pelos moradores e entrou em luta corporal com eles. Durante a briga, segundo a Polícia Militar, o suspeito caiu no chão e bateu a cabeça. Ele foi imobilizado com uma corda até a chegada da PM. O bandido foi encontrado machucado e precisou ser levado ao Hospital Regional de Ceilândia (HRC).

Ele foi submetido a uma tomografia para avaliar a situação após a queda, conforme orientação do setor de cirurgia do hospital. Depois de medicado e liberado, o preso será levado à 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Centro) para as providências cabíveis.

Fonte: Jornal de Brasília
Ver mais
Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade