Nossa rede

Espaço Mulher

Essa coleção da Sephora é provavelmente a mais fofa de todos os tempos

Publicado

dia

O Museu do Sorvete e a Sephora lançaram uma coleção de maquiagem que é apenas uma doçura.

Você ama sorvete? Você ama maquiagem? Já pensou em juntar as duas coisas? Pois a Sephora, junto com o Museu do Sorvete de São Francisco, nos Estados Unidos, criaram uma pequena linha de produtos que já virou objeto de desejo.

A parceria vai trazer vários produtos fofos, como pincéis, gloss, sombras e um bracelete que vem com iluminador e lip tint.

View this post on Instagram

A Closer L👀K & UPDATE 🚨 A #YUMMY 🌈👅 #Collection #museumoficecream X #SephoraCollection 💗🍦 The Collection includes: 1. Sprinkle Pool Brush Set includes a matching Clutch $64 2. Dream Team Pigment Palette #EyeshadowPalette $42 3. Let Them Eat Popsicles Lip Set – Four scented lip stains with a natural-looking glossy finish $34 4. I SCREAM Charm Bracelet $28 with cream highlighters and lip and cheek tints 5. Sugar Wafer Face Palette $36 – Bronzer, highlighter, bronzer in a pink wafer compact 6. Rainbow Sherbert Lashes $18 . . Will be available ➡️ SEPTEMBER 20TH Online & in stores @sephora + inside @museumoficecream in SF . . . . . What are u most excited about from the collection? 💗🍦 XO #Trendmood #sephora #ilovemakeup pic: @buzzfeed . . #beauty #beautyaddict #cosmetics #bbloggers #bblogger #beautyaddict #beautyblog #beauty

A post shared by TRENDMOOD (@trendmood1) on

 

 

 

Infelizmente a Sephora não tem informações a respeito da vinda dessa coleção para o Brasil. Nos Estados Unidos e no Canadá ela estará a venda nas lojas e online, além do Museu do Sorvete, claro.

Comentário

Espaço Mulher

Atenção: a automedicação pode colocar a sua saúde em risco!

Publicado

dia

Especialista alerta sobre os perigos de tomar, com frequência, remédios sem prescrição médica recente.

(Thinkstock/Thinkstock)

É bem provável que você, depois de ter sentido dor ou desconforto, já tenha tomado algum remédio sem procurar atendimento médico. Mas fique atenta: essa pode ser uma prática bastante perigosa para a sua saúde, pois o uso de medicamentos sem prescrição recente pode ter uma série de efeitos colaterais.

É claro que isso não significa que você deve ir ao médico por qualquer coisa. “Se tivermos um pico febril ou uma dor de cabeça isolada, podemos tomar o analgésico que estamos habituados a usar nestes casos e observar a evolução do quadro“, diz a Dra. Patrícia Filgueiras dos Reis.

Porém, o perigo está em usar esses medicamentos com frequência ou mesmo anti-inflamatórios e remédios específicos, que causam um alívio momentâneo e não chegam a resolver a origem do problema. E aí, ao camuflar os sintomas, você pode ter uma piora com o atraso do diagnóstico.

O uso frequente de medicamentos também pode levar a outras duas consequências negativas: o organismo corre risco de ficar dependente ou criar resistência àquela substância, tornando a situação muito mais complicada do que deveria ser.

Há ainda a possibilidade do remédio cortar o efeito de outra medicação de uso contínuo, por exemplo. “Isso acontece com alguns tipos de antibióticos e anticoncepcionais”.

Então, nada de se automedicar. O médico está aí para receitar a melhor solução!

Fonte Saúde

Ver mais

Espaço Mulher

5 dicas para sua unha de gel durar mais

Publicado

dia

Práticas, as unhas de gel viraram moda, mas exigem alguns cuidados

(@nailsbywk | Instagram/Reprodução)

Você já deve ter ouvido falar de unhas de gel, afinal elas são uma tendência que veio para ficar. Mas você sabia que para ter esse estilo de unha é preciso bastante um cuidado?

A técnica consiste em aplicar uma camada de gel próprio para unhas em cima da unha verdadeira. Depois é necessário colocar as mãos num aparelho que emite luz ultravioleta para secar. E então é só pintar as unhas com seu esmalte preferido, que nem mesmo o removedor de esmalte ou acetona serão capazes de tirá-lo

Parece sonho, né? Mas essa facilidade exige cuidados antes, durante e depois de aplicar a técnica. Para te ajudar a ter unhas bonitas e saudáveis, a equipe de CLAUDIA reuniu algumas dicas da Nail Designer Grazielle Matos, que vão te ajudar a prolongar o tempo de vida de suas unhas.

Ver mais

Espaço Mulher

‘Pivô da separação’: até quando vamos apontar o dedo para as mulheres?

Publicado

dia

Por que precisamos procurar mocinhos e vilões quando um casal se separa? E por que em 99% das vezes a vilã é uma mulher que nem faz parte do casal?

(Abscent84/Getty Images)

Débora Nascimento anunciou no último sábado (16) a separação de José Loreto, com quem era casada havia quase quatro anos. Uma notícia que causou tristeza entre os fãs, afinal o casal era querido pelo público e tem uma filha de 10 meses de idade. Até aí, tudo bem: mais uma entre milhares de separações que devem ter ocorrido nos últimos dias. Que pena, mas bem sabemos que a vida segue.

A separação de um casal famoso, no entanto, nunca pode ser tão simples assim: tão logo a notícia veio à público, começou a caçada pela PIVÔ DA SEPARAÇÃO. A gente conhece essa história faz tempo, mas vale relembrar. Quando Grazi Massafera e Cauã Reymond se separaram, a culpa foi de Isis Valverde. Quando Joaquim Lopes deixou Thaís Fersoza, a culpa foi de Paolla Oliveira. Marion Cotillard foi a culpada pelo fim do casamento de Angelina Jolie e Brad Pitt. Camilla Parker Bowles teria sido a pivô da separação de Diana e Charles. E por aí vai…

Aqui, a gente não vai nem falar o nome da mulher da vez. Nem precisamos. Já está na boca do povo. A culpa pelo fim de um relacionamento sempre tem de recair sobre uma mulher. Ela seria uma sedutora incorrigível, as esposas de atores tem verdadeiro ódio dela, ela é uma destruidora de casamentos. Ela é a pivô da separação.

No dicionário, a definição de “pivô”, nesse caso, é bem clara: trata-se da principal agente do fato. Será mesmo que uma mulher que não fazia parte do casal que decidiu terminar o relacionamento pode ser a principal agente da separação? Hm.

O mundo parece esquecer que, entre as duas pessoas que formam um casal, tanta coisa pode acontecer! Nem toda separação acontece motivada por traição ou por um novo amor. Às vezes o amor acabou. O relacionamento se desgastou. As pessoas descobriram que têm visões de mundo e objetivos de vida diferentes. Tanta coisa pode acontecer.

E mesmo quando traição é o motivo, uma das partes do casal – em geral uma pessoa adulta e responsável por seus atos – escolheu esse caminho. Se alguém é “culpado” pela separação, é a pessoa que quebrou a confiança, ou a pessoa que escolheu se separar. Invariavelmente o pivô da separação – o principal agente – tem de ser uma das partes do casal, não acham?

Ah, mas ele traiu a mulher!”

Olha, no mundo dos adultos acontece muita coisa. Às vezes os casais decidem que tudo bem cada um ‘pular a cerca’ de quando em vez. Às vezes decidem que pode, mas seguindo algumas regras pré-determinadas. Às vezes não pode e pronto. Cada casal define seus próprios limites, e o que acontece entre eles não diz respeito a mais ninguém. Você sabe quais eram as regras do relacionamento da Débora Nascimento e do José Loreto? Aposto que não.

Mas ok, que eles tivessem um relacionamento fechado, em que nenhum tipo de traição possa ser perdoada. Ainda assim, quem pulou a cerca é quem traiu a confiança. Apontar o dedo para uma terceira pessoa, que não tinha um compromisso com nenhuma das partes, é um tanto cruel. E em geral, lembremos, o homem sai ileso, enquanto a “pivô da separação” é apedrejada.

Então fica aqui uma sugestão para refletirmos: será que, em caso de separação de famosos, não é melhor deixar que eles se entendam entre si em vez de ficar caçando uma mulher para jogar a culpa em cima dela? Até quando vamos nos preocupar em cuidar tanto da vida alheia a ponto de demonizar uma mulher que pode não ter nada a ver com o fato?

Fonte M de Mulher

 

Ver mais
Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade