Nossa rede

Aconteceu

É isto que o Facebook vai fazer nas eleições 2018

Publicado

dia

Rede social toma medidas para evitar influência nas eleições brasileiras após o caso Cambridge Analytica e influência russa

Após vários problemas com as eleições presidenciais americanas, o Facebook anunciou medidas para melhorar os anúncios políticos. Aqui no Brasil, a companhia se prepara para uma eleição de grande porte em um contexto complexo tanto economica quanto politicamente falando. No Arena Tech de hoje vamos falar sobre o que o Facebook tem feito para resolver os problemas de anúncios eleitorais e de notícias falsas no Brasil.

Em diversas ocasiões, o Facebook informa que seu modelo de negócios não é vender dados.

Mas como a empresa ganha dinheiro então?

Ela funciona como uma plataforma de publicidade que dá às pessoas o alcance ao público desejado. Os dados apresentados a eles são anônimos e generalizados. O que o Facebook vende é a exibição de um conteúdo, como foto, link ou vídeo para um determinado público.

Quando publicamos um conteúdo por meio de uma página na rede social, ele tem um alcance reduzido para uma parte das pessoas que curtem a página. Para ter maior alcance, é preciso pagar pelo que a empresa chama de impulsionamento.

Falando primeiramente de fake news, o Facebook vai monitorar as informações divulgadas por páginas junto a companhias jornalísticas de checagem de fatos. Os parceiros são o Aos Fatos, a AFP e a Agência Lupa.

Os profissionais dessas empresas avaliam a veracidade dos conteúdos propagados nas redes sociais. Se forem de fato fake news, a rede social promete publicamente derrubar o alcance das matérias em 80%. As notícias são indicadas como falsas tanto pelos usuários da rede social quanto pelo próprio Facebook, que usa tecnologia para encontrar padrões de conteúdos enganosos.

No caso de conteúdos considerados abusivos ou que não estejam de acordo com os termos de uso do Facebook, posts são removidos. Para que uma página como um todo saia do ar, é preciso que haja reincidência desse comportamento. Vale notar que as páginas sempre precisam estar vinculadas a um perfil de usuário real e anúncios de cunho eleitoral precisam de verificação de identidade na plataforma.

Comentário

Aconteceu

Homem vendia pedra de crack a R$ 10 no entorno de rodoviária do DF

Publicado

dia

PMs desconfiaram do homem e o abordaram. Com ele, foram apreendidos cerca de R$ 300, em dinheiro, e 28 pedras da droga

Um suspeito de tráfico de drogas foi preso pela Polícia Militar na noite dessa terça-feira (13/11) nas proximidades da Rodoviária Interestadual do Distrito Federal.

De acordo com a corporação, PMs do Grupo Tático Motociclístico (GTM) desconfiaram do homem e o abordaram. Com ele, foram apreendidos cerca de R$ 300, em dinheiro, e 28 pedras de crack.

Ainda segundo a PM, o acusado assumiu a propriedade da droga e informou que havia trazido o entorpecente de Planaltina de Goiás (GO), no Entorno do DF, para comercializar a R$ 10, cada, na capital federal.

Ele já tinha passagens pela prática de outros crimes e foi levado para a 5ª Delegacia de Polícia (Área Central), onde o caso foi registrado.

Ver mais

Aconteceu

Polícia prende grileiros que lucraram mais de R$ 3,4 milhões no DF

Publicado

dia

Segundo a corporação, o terreno de dois hectares foi parcelado irregularmente em 27 áreas pela quadrilha, que acabou vendendo 40 lotes

A Polícia Civil do Distrito Federal investiga o envolvimento de um grupo criminoso em parcelamento irregular de chácara da região do Núcleo Rural Ponte Alta Norte, no Gama. A Delegacia Especial de Proteção ao Meio Ambiente e à Ordem Urbanística (Dema) cumpriu, na madrugada desta terça-feira (13/11), quatro mandados de busca e apreensão da Operação Esmeralda.

De acordo com a corporação, o grupo é suspeito de ter fracionado ilegalmente, em 27 partes, uma área pública de dois hectares de extensão. Além disso, eles venderam 40 lotes ao todo. Cada área custava entre R$ 65 mil e R$ 85 mil. A organização lucrou mais de R$ 3,4 milhões com toda a ação, segundo a polícia.

Os acusados poderão responder por parcelamento irregular do solo urbano, falsificação de documentos e lavagem de dinheiro. Os mandados foram cumpridos em Vicente Pires, no Park Way e Gama.

Ainda de acordo com a PCDF, todos possuem antecedentes criminais pelo mesmo crime, além de dano ambiental, contrabando ou descaminho, falsidade ideológica, apropriação indébita, porte ilegal de arma de fogo, estelionato, violência doméstica e associação criminosa.WhatsApp Image 2018-11-13 at 12.50.30

 

Ver mais

Aconteceu

Idoso e criança ficam feridos após caírem em vão de elevador na W3 Sul

Publicado

dia

Os dois tiveram ferimentos leves e foram levados pelo Corpo de Bombeiros para o Instituto Hospital de Base

Avô e neto ficaram feridos após caírem no fosso de um elevador no Bloco A da 514 Sul. Os dois abriram a porta e entraram antes da chegada do transporte. Eles ficaram prensados pela estrutura e tiveram de ser resgatados pelo Corpo de Bombeiros.

Os militares foram chamados às 18h30 desta segunda-feira (12/11) e conseguiram resgatar o idoso, de 82 anos, e a criança, de 4, ambos com ferimentos leves.

Segundo a corporação, Odésio Alves de Rezende foi encaminhado com uma lesão na cabeça e suspeita de fratura na mão esquerda para o Instituto Hospital de Base (IHB).

Odésio estava consciente, orientado e estável no momento do atendimento. O menino estava apenas com escoriações e seguiu com o avô para a unidade de saúde.

Ver mais
Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade