Nossa rede

Brasília

Dono de sorveteria do DF foi morto a mando de ex-mulher, diz policia

Publicado

dia

“Motivação foi financeira”, afirma delegado. Mulher é suspeita de contratar dois homens para executar empresário; os três estão presos.

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu nesta segunda-feira (9), a ex-mulher do dono de uma sorveteria no Recanto das Emas. Ela é suspeita de ter mandado matar o marido. O assassinato de Lessandro Vilela Borba, 38 anos, foi no dia 10 de julho passado e, segundo as investigações, a mulher teria convencido o zelador do prédio onde morava e um funcionário da sorveteria para que executassem o empresário.

De acordo com o delegado Pablo Aguiar, da 27ª DP, a mulher mantinha um relacionamento amoroso com os dois suspeitos. Ela teria “encomendado” o crime porque não concordava com a partilha de bens depois da separação.

“Ela já havia se separado do Lessandro há dois anos e Lessandro estaria se envolvendo com outra mulher. Com receio que essa mulher engravidasse e tivesse filhos com Lessandro, o patrimônio dele, que ele era um empresário bem sucedido daqui da cidade, inclusive com lojas em Samambia também, fosse repartido e que os filhos dela ficassem sem esses bens”, disse Aguiar.

Lessandro foi assassinado com três tiros, às 11h30 do dia 10 de julho, na porta da sorveteria que fica na avenida principal do Recanto da Emas. O delegado responsável pelo caso disse ainda que duas testemunhas viram o crime e reconheceram os dois homens.

O zelador, de 36 anos, teria confessado a autoria dos disparos e o funcionário da sorveteria, de 19 anos, seria quem estava dirigindo o carro. “Os dois vieram de Luziânia para cometer o crime no Recanto”, disse a polícia.

A ex-mulher de Borba e os dois homens estão em prisão temporária, de 5 dias, mas o delegado explicou que já pediu à Justiça a prisão preventiva dos suspeitos.

Comentário

Brasília

Águas Claras ganhará nova ciclovia com acesso à EPTG

Publicado

dia

 

GABRIEL JABUR/AGÊNCIA BRASÍLIA

Obras começam na manhã desta terça-feira (25/9). Projeto, com 3km de extensão, deve ser concluído até o fim deste ano

As obras para a construção da nova ciclovia que liga Águas Claras à Estrada Parque Taguatinga (EPTG) começam nesta terça-feira (25/9). Segundo informações do Instituto Brasília Ambiental (Ibram), a nova pista terá cerca de três quilômetros e reduzirá o percurso entre a cidade e a EPTG em mais de oito quilômetros para os ciclistas da região.

O acesso ligará o circuito do Parque Ecológico de Águas Claras e as vias internas da cidade à Estrada Parque e devem ficar prontas até o fim deste ano.

DIVULGAÇÃO/IBRAM. Nova ciclovia (em amarelo) com três quilômetros

As obras foram possíveis depois da doação de aproximadamente 36 hectares da área pertencente à Residência Oficial de Águas Claras. Devido à mudança, o parque urbano passou a ser considerado um dos maiores do DF, com 126,4 hectares.

Além da ciclovia, a região administrativa também vai contar com novas alternativas viárias para a entrada e saída de moradores que devem ajudar a desafogar o trânsito da cidade.

O início da construção será supervisionado nesta terça-feira pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) e Ibram.

Fonte: Metrópoles

Ver mais

Brasília

Temperatura mais quente do ano se repete: terça-feira terá 34,5ºC no DF

Publicado

dia

Calor tem sido marcante nos últimos dias dos brasilienses, e pode aumentar ainda mais

(foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press )

A primavera chegou trazendo ao Distrito Federal o dia mais quente do ano logo nos seus primeiros dias. A estação que começou na noite de sábado (22/9) foi a responsável pela temperatura máxima de 34,5ºC já no domingo, dia que a capital registrou sua maior marca de calor em 2018. E quem se surpreendeu com o sol daquele dia, pode ir se preparando: os termômetros vão registrar nesta terça-feira (25/9) o mesmo valor daquele dia.

Ou seja, o brasiliense terá hoje mais um dos dias mais quentes do ano. A umidade relativa do ar também fica baixa, entre 90% e 20%, deixando o tempo seco. O céu claro terá a presença de poucas nuvens e uma névoa seca, resultado de poeiras e outros poluentes que saem da superfície. Para os moradores de Brasília que não gostam desse tempo aberto e quente, as próximas previsões do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) não são animadoras.
“A tendência é que esse clima seco, com temperaturas máximas bem altas, como a de hoje, continue ao longo da semana”, explicou o meteorologista Mamedes Luiz Mello. Ao que tudo indica, o DF terá termômetros marcando números acima dos 30ºC até sexta-feira, pelo menos. Segundo a especialista do Inmet Morgana Almeida, no final de semana as chances de chuva aparecem, mas em torno de 10%, porcentagem considerada muito baixa.
A mínima nesta terça ficou em 14ºC, pela madrugada. Novamente, o horário em que as previsões colocam a capital em uma situação de calor mais crítica é pela tarde. Para Mamedes, essa temperatura máxima de 34,5ºC pode vir às 16h. Para enfrentar esse tempo, médicos e outros profissionais de saúde recomendam que é primordial se hidratar bastante. Valem ainda os conselhos já decorados por todo brasiliense, como trocar o uso do ar condicionado pelo umidificador de ar e até colocar uma toalha molhada no quarto antes de dormir.
Fonte: Correio Braziliense
    Ver mais

    Brasília

    Moradores fecham saídas de Brazlândia, no DF, contra mudança em linhas de ônibus

    Publicado

    dia

    Manifestantes põem fogo em pneus em uma das saídas de Brazlândia — Foto: Reprodução

    Moradores de Brazlândia, no Distrito Federal, fecharam as saídas da região na manhã desta terça-feira (25) em protesto contra as mudanças no transporte público pelo DFTrans. Segundo eles, a integração com o Metrô e a mudança nas linhas aumentou o tempo de espera pelos ônibus e o tempo de viagem.

    Os manifestantes colocaram fogo em pneus. Garagens de ônibus foram barradas para impedir a saída dos coletivos. A situação foi normalizada por volta das 9h30, quando uma faixa no sentido Brasília foi liberada.

    O grupo quer que o DFTrans restabeleça o sistema de ônibus que existia até então em Brazlândia – ou seja, voltar com as 10 linhas cortadas e extinguir as cinco criadas no lugar.

    Moradores põem fogo em pneus em protesto contra mudança em linhas de ônibus — Foto: Reprodução

    “Os ônibus que saem de Brazlandia e passam pelo Incra 9, DF-180, em direção à BR-070 foram quase todos alterados. Agora vão até o Incra 8, dão a volta e seguem pela BR-080”, reclamou uma moradora.

    De acordo com a Polícia Militar e com a Polícia Rodoviária Federal, cerca de 30 pessoas participaram do protesto.

    Às 6h53, o engarrafamento na BR-080, uma das principais pistas que passam pela região, chegou a 6 km de extensão.

    Moradores põem fogo em pneus em protesto contra mudança em linhas de ônibus — Foto: Reprodução

    Moradores fechando saída de Brazlândia nesta terça-feira (25) em protesto contra mudança em linhas — Foto: Reprodução/TV Globo

    Uma das pistas interditadas, a DF-430, foi liberada por volta das 7h. No entanto, a BR-080 continuva interditada até a última atualização desta reportagem.

    Linhas que deixaram de operar em Brazlândia — Foto: Reprodução/TV Globo

    O DFTrans afirmou “continua aberto ao diálogo com os moradores de Brazlândia” e alegou ter sido “pego de surpresa” com a manifestação: “Das 25 reivindicações solicitadas na semana passada, 23 já foram atendidas”.

    Por meio de nota, o DFTrans enviou uma relação de ações tomadas em relação ao transporte público de Brazlândia, na qual cita estudos técnicos e pesquisas de campo realizados durante três meses antes da implantação das mudanças, além de encontros na administração regional com líderes comunitários.

    Segundo o órgão, “novas linhas foram criadas e, para otimizar a rede, algumas linhas foram fundidas, porém sem prejuízo no itinerário” e, como os ônibus não precisam mais passar pela BR-070, a alteração trouxe ganho de tempo de viagem.

    Fonte: G1 DF.

    Ver mais
    Publicidade

    Escolha o assunto

    Publicidade