Nossa rede

Aconteceu

Bolsonaro chama de ‘analfabetos’ críticos de suas diretrizes de governo

Publicado

dia

No seu primeiro evento público desde o início oficial da campanha nas eleições de 2018, o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, participou da formatura de sargentos da Polícia Militar no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, nesta sexta-feira, 17. Rodeado de um segmento no qual costuma ter muitos eleitores, Bolsonaro se sentiu em casa e, entre afagos e tietagens, aproveitou para atacar os críticos que chamaram de superficiais suas propostas de governo.

“Eu não posso responder a esse analfabeto que falou isso”. E destacou que as pessoas que “realmente estão preocupadas com o futuro do País” gostaram do plano.

As diretrizes do programa governo de Bolsonaro foram divulgadas nesta semana. O documento é obrigatório para o registro na Justiça Eleitoral. “É uma diretriz. É uma intenção. Vocês nunca cobraram plano de ninguém”, questionou o candidato. Bolsonaro chegou por volta das 8h30 ao evento, que estava marcado para começar às 10h.

O candidato ao Palácio do Planalto aproveitou para cumprimentar os formandos, momento em que foi cercado por vários presentes. “Queremos lembrar que a solenidade não para por aqui”, disse o apresentador ao microfone, tentando continuar a programação prevista para o evento.

Bolsonaro não foi o único que aproveitou o espaço para um corpo a corpo com o eleitorado no segundo dia de campanha oficial nas ruas. Outros candidatos militares a cargos públicos, como Major Olímpio, também do PSL, compareceram. Do lado de fora, foi possível encontrar santinhos de alguns candidatos no chão, além de pessoas portando faixas.

O governador Marcio França (PSB), que tenta a reeleição neste ano e apoia o tucano Geraldo Alckmin na Presidência, negou na saída do evento que Bolsonaro tenha se aproveitado da ocasião. “Ele é um militar. Quando ele vai às solenidades militares, as pessoas gostam dele. Também é um direito das pessoas se manifestar. Ele, na minha visão, não fez nada. Nem falou em público”, disse.

Foto com crianças

Repetindo um gesto polêmico, Bolsonaro posou para foto com várias crianças simulando, com elas, uma arma com as mãos. Como de praxe em cerimônias desse perfil, algumas das crianças usavam uma “farda em miniatura”. Procurado pela reportagem na saída, Bolsonaro não comentou o gesto.

major Olímpio, candidato ao Senado pelo PSL, negou que o gesto induza as crianças a um comportamento violento. “(O gesto) acabou sendo uma brincadeira”, disse, afirmando que as críticas são “bobagens”. “Não é mau exemplo. Eu era criança e brincava de bandido e mocinho. Hoje, as crianças estão brincando de bandido e bandido.”.

Comentário

Aconteceu

Administrador e delegado prende usuários de drogas em praças do DF

Publicado

dia

Imagens postadas por Fernando Fernandes em suas redes sociais causaram polêmica. Parte da população aprova, outra minoria critica a atitude

Atual administrador de Ceilândia, o delegado e deputado distrital Fernando Fernandes tem sido alvo de polêmica na internet desde o início de 2019. Nas redes sociais, ele costuma publicar imagens nas quais aparece realizando flagrantes em usuários de drogas e apreensão de entorpecentes na região administrativa.

Em uma abordagem que realizou em uma praça próxima ao Centro de Ensino Médio 3, em Ceilândia Sul, na última semana, Fernandes dividiu a opinião dos usuários das redes sociais e gerou debate. Muitos gostaram e elogiaram o administrador, mas outros o criticaram por prender usuários com apenas um cigarro de maconha.

Segundo o delegado, diversos espaços da região administrativa estão sendo revitalizados desde o início de janeiro e, de lá para cá, pelo menos 10 abordagens foram realizadas por ele na cidade.

“Como delegado, a população conhece a nossa atuação e a lei nos permite que, mesmo afastado (da Polícia Civil), qualquer pessoa pode agir em uma situação de flagrante. Eu, como delegado, não poderia me eximir dessa responsabilidade”, explicou.

WhatsApp Image 2019-02-18 at 10.58.29

“São ações apenas de flagrante. Não há investigação. A própria comunidade pede a nossa atuação e eu não posso permitir que situações como essa aconteçam. Pedimos o apoio da Polícia Civil e a PM para conduzir os usuários até a delegacia”, acrescentou.

Nas redes sociais, Fernandes também comentou o episódio. Veja o post abaixo:

Tenho 25 anos de polícia. Tenho orgulho da minha profissão. Muitos que criticam a prisão de usuários de drogas não conhecem a realidade da Ceilândia e o anseio da população para melhorar a cidade. Todos usavam maconha em frente a uma escola pública, que fica ao lado do meu gabinete. Criticar é fácil, mas fazer pelo próximo é complicado. Agradeço todas as pessoas que me apoiam diariamente no duro trabalho de melhorar a cidade que nasci e cresci. Ao longo da minha carreira, grandes grupos criminosos foram presos e pararam de ameaçar o cidadão de bem. Muitos não sabem, mas tenho mais de dez ameaças de morte. E mesmo com o crime me perseguindo, nunca abaixei a cabeça e fui amedrontado. Sempre fui forte para fazer o trabalho que me propus: ser policial. Esta reportagem do Fantástico mostra uma operação de combate ao abuso sexual. Nesta ocorrência, criminosos usavam drogas para entorpecer mulheres e depois as abusavam sexualmente.

Posted by Delegado Fernando Fernandes on Thursday, February 14, 2019

 

Ver mais

Aconteceu

DF: pit bull solta de coleira, ataca e mata shih tzu

Publicado

dia

Pit bull foi encontrado morto um dia após ter atacado o cachorrinho de menor porte. O caso é investigado pela 31ª DP

Pitbull Dog, Photo took in Heredia Costa Rica

Um cão da raça shih tzu morreu após ser atacado por um pit bull em Planaltina, no Distrito Federal. De acordo com a Polícia Civil (PCDF), o animal estava sem focinheira e se soltou da coleira que o prendia em uma barra de ferro. O ataque ocorreu na sexta-feira (15/2) e é investigado pela 31ª Delegacia de Polícia (Planaltina).

Segundo testemunhas, a proprietária do pit bull era negligente com o animal e chegou a ser alertada diversas vezes por populares sobre a fragilidade da coleira usada para prendê-lo. Aos policiais, a dona do cão, identificada como B.V.O pela corporação, disse que o seu “cachorro se enfureceu, se soltou e foi em direção ao cão de pequeno porte”.

Ainda em depoimento, a mulher acrescentou que, após o episódio do ataque, resolveu “doar o animal para uma pessoa que mora próximo a sua casa”. O pit bull foi encontrado morto com perfurações pelo corpo um dia após o incidente.

TV GLOBO/Reprodução

Shih tzu foi atacado em Planaltina e morreu

 

Ver mais

Aconteceu

DF: de chinelos, homem dirigia van pirata com 40 pessoas

Publicado

dia

O condutor foi parado pela Polícia Militar na DF-463, próximo a São Sebastião, e assinou Termo Circunstanciado

A Polícia Militar flagrou um motorista de van pirata dirigindo com chinelo, o que é proibido por lei, e o dobro da capacidade de passageiros. No momento da abordagem, ocorrida por volta das 8h desta sexta-feira (15/2) na DF-463, próximo a São Sebastião, o veículo estava ocupado por 40 pessoas.

Após o flagrante com pelo menos quatro irregularidades — excesso de passageiros, falta do cinto de segurança, de autorização para fazer o transporte e uso de calçado inadequado –, os policiais lavraram um Termo Circunstanciado pelo crime de exercício irregular da profissão.

O motorista foi notificado pelo excesso de passageiros, falta do uso do cinto de segurança e dirigir com chinelos. A última infração está elencada no artigo 252 do Código de Trânsito Brasileiro, que prevê multa de R$ 85,13, mais quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Ver mais
Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade