Nossa rede

Aconteceu

Ataque de abelhas que matou 18 cães pode ter sido causado por fogos de artifício e latidos

Publicado

dia

Bombeiros suspeitam que barulho tenha irritado abelhas; cinco militares ficaram feridos em captura. Caso ocorreu em casa no Lago Sul.

Bombeiros resgatam cachorros após ataque de abelhas no Lago Norte, no DF (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

O Corpo de Bombeiros do Distrito Federal informou que o barulho dos fogos de artifício disparados por moradores do Lago Sul após o jogo do Brasil contra o México pela Copa do Mundo e, como consequência, os latidos de cachorros podem ter provocado o ataque de abelhas desta segunda-feira (2). Por causa do incidente, 18 cães da raça yorkshire terrirer morreram.

“O mais provável é que tenham sido os fogos de artifício. Nós recebemos o chamado cerca de 1 hora e 30 minutos após o término da partida. Os cachorros ficaram agitados e as abelhas começaram a ficar alvoroçadas”, disse o sargento Raimundo Silva, que participou da ocorrência.

O militar informou que 8 animais morreram no local e 7 chegaram a ser transportados para uma clínica veterinária, mas não resistiram. Outros 28 que foram atacados pela abelhas conseguiram se recuperar dos ferimentos.

Além disso, duas pessoas que estavam próximas ao local relataram picadas, e cinco bombeiros também foram atacados.

Fachada da casa no Lago Sul, em Brasília, onde ocorreu ataque de abelhas que matou 15 cachorros (Foto: Letícia Carvalho/G1)

Moradora da casa onde ocorreu o ataque de abelhas, a aposentada Maria da Conceição Benício Rodrigues, de 64 anos, disse  que ficou assustada com o enxame e que também foi picada pelos insetos, mas não precisou de atendimento médico.

“Foi muito triste ver os cachorros completamente picados. É uma situação difícil. Chamamos um veterinário assim que vimos a situação e, logo depois, os bombeiros”.

O G1 tentou conversar com a mulher que cuidava dos cachorros por volta das 9h desta terça-feira (3), mas foi informado que ela estava dormindo. No portão da residência, apenas a aposentada Maria da Conceição conversou com a reportagem.

‘Grande heróis’

Os cachorros atacados pelas abelhas foram levados a uma clínica veterinária no Lago Sul. O médico veterinário e dono do estabelecimento, Cláudio Barbosa, disse ao G1 que os funcionários acabaram sendo picados durante o resgate dos animais.

Clínica no Lago Sul para onde foram levados cachorros atacados por abelhas (Foto: Letícia Carvalho/G1)

“Havia centenas abelhas nos animais. Meu funcionários foram os grandes heróis. Durante o resgate, eles também foram picados, mas conseguiram retirar do canil os cachorros.”

Na clínica, os cães receberam remédio e soro, mas, segundo o veterinário, a quantidade de veneno em muitos deles foi fatal. “Uma situação triste porque eu sei que a dona dos cachorros tinha muita afeição por eles. Ela, às vezes, gastava mais do que recebia com o canil”, disse Barbosa.

Segundo ele, no início da manhã desta terça (3), funcionários da clínica ainda limpavam e retiravam as abelhas que ficaram pelo local.

Captura

Os militares foram acionados por volta das 14h30, mas a captura dos insetos somente ocorreu à noite. Conforme explicou o sargento da corporação, durante o dia, as abelhas costumam ficar mais agitadas.

Bombeiros resgatam cachorros após ataque de abelhas no Lago Norte, no DF (Foto: Corpo de Bombeiros do DF/Divulgação)

“Fizemos a averiguação da área mais cedo e entramos em contato com apicultores [pessoas que criam ou tratam de abelhas]. Como nenhum se interessou, retiramos os animais com sacos plásticos e os soltamos em uma área de mata”, afirmou Silva.

Segundo especialistas, um grande número de picadas de abelhas pode causar problemas em vários órgãos e, em pessoas ou animais alérgicos, pode fechar as vias respiratórias. Em casos de grandes ataques, com mais de 500 picadas, por exemplo, a quantidade de veneno pode ser compatível ao ataque de uma serpente.

Comentário

Aconteceu

Candidato no concurso da PM morre após passar mal em teste de corrida no DF

Publicado

dia

Um candidato ao concurso da Polícia Militar do Distrito Federal passou mal durante o teste de aptidão física e morreu na madrugada desta quinta-feira (20). Leonardo da Silva Oliveira, de 31 anos, sentiu dores durante a prova de corrida, foi atendido no local e encaminhado ao Hospital Regional de Taguatinga ainda com vida, mas não resistiu.

A prova foi realizada na tarde desta quarta-feira (19), no Sesi de Taguatinga. Um vídeo (veja acima) mostra Leonardo caído no chão enquanto socorristas fazem o atendimento. Eles tentam massagem cardíaca por vários minutos.

A PM informou que o candidato a uma vaga de praça já havia feito os testes de flexão abdominal e barra fixa. No teste de corrida, no entanto, ele não conseguiu finalizar a avaliação e caiu na pista. “Enfermeiros, socorristas e o médico que estavam no local fizeram todos os procedimentos exigidos”, disse a corporação, por meio de nota.

“A partir deste momento, o socorrista aferiu que o candidato estava com ausência de pulso e iniciou o RCP [procedimento de reanimação cardiopulmonar]”.

A prova de corrida envolve um percurso de 2,4 km, com duração de 12 minutos. Após esta etapa, o candidato ainda deve nadar 50 metros em até 1 minuto para ser aprovado no teste físico.

Ao G1, a banca informou que não vai rever os testes de aptidão nem vai suspender os prazos. “As atividades do concurso público continuam de acordo com o cronograma estabelecido com a PMDF e divulgado em edital.”

Quartel-general da PM-DF — Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

O que mais dizem a banca e a PM

A banca do concurso, o instituto Iades, informou que lamenta a morte e que está aguardando informações sobre a causa do falecimento. O exame faz parte da seleção de 2.024 novos praças para a Polícia Militar do Distrito Federal.

“Esclarecemos que, para a realização dos testes de aptidão física, todos os candidatos são obrigados a apresentar atestado médico que comprovem estarem aptos para a realização dos exercícios específicos para o concurso público”, disse a banca.

Segundo o Iades, Leonardo apresentou atestado médico. A banca, ao ser questionada se ele apresentava histórico de problemas de saúde, afirmou que “não há registro com relação a isto”.

A PM também lamentou a morte. “A Polícia Militar do Distrito Federal presta condolências aos familiares e amigos em nome de todos que integram esta instituição bicentenária que Leonardo pretendia integrar.”

Fonte: G1 DF.

Ver mais

Aconteceu

Conceição Sampaio foi a única Parlamentar Amazonense a ir contra o presidente Michel Temer.

Publicado

dia

Conceição Sampaio

A deputada federal Conceição Sampaio foi a única parlamentar do Estado de Amazonas a votar pela continuidade do processo de cassação do presidente Temer (PMDB).

Em entrevista ao Portal A Crítica, a deputada foi enfática ao afirmar que  votou  contra o relatório por questões de coerência.

“Estou em uma casa que é representativa, e penso que nossos mandatos eletivos precisam está pautados justamente naquilo que a sociedade quer que você faça dentro do poder legislativo. Tenho respeito pela população do Estado do Amazonas que confiou o seu voto a mim.”

Denúncia

A Procuradoria Geral da República apresentou a acusação contra Temer por corrupção passiva que, se fosse recebida pelo STF, levaria o presidente a virar réu e, assim, ser afastado do cargo por 180 dias. No entanto, apesar do aprofundamento da crise política a partir da revelação da delação da JBS, em maio deste ano, o governo conseguiu barrar o processo. Se a denúncia fosse aprovada na Câmara, o rito processual seria o mesmo que gerou impeachment, da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), no ano passado.

Conceição diz que no governo Dilma, também, foi contrária às medidas que afetavam diretamente a população.

“Fui contra a reforma trabalhista (MPs 664 e 665) do governo Dilma, que alteraram o acesso às pensões, benefícios do INSS, auxílio-desemprego. Fui contra a terceirização e fui a favor do impeachment, no ano passado. Eu avalio todas as questões com muito cuidado. Priorizo, independentemente de questões partidárias, o bem e respeito ao povo brasileiro e, por isso, prefiro seguir o meu mandato com coerência”, avaliou.

A deputada do Amazonas considerara ainda,  que Michel Temer não está acima da Lei e , como todo brasileiro, deve ser investigado quando há suspeita de ter cometido um crime.

 

 

Ver mais

Aconteceu

Ladrão invade casa, luta com moradores e vai parar no hospital

Publicado

dia

Bandido arrombou o portão da residência e tentava furtar um carro quando foi surpreendido pelos moradores

Foto: Myke Sena/Jornal de Brasília.

Um homem de 30 anos foi preso na madrugada desta terça-feira (18) depois de arrombar um portão eletrônico e invadir uma casa, em Taguatinga. O criminoso chegou ao local por volta da 1h. Depois de atacar o portão, arrombou um carro na garagem para tentar furtar.

Enquanto agia, o ladrão foi surpreendido pelos moradores e entrou em luta corporal com eles. Durante a briga, segundo a Polícia Militar, o suspeito caiu no chão e bateu a cabeça. Ele foi imobilizado com uma corda até a chegada da PM. O bandido foi encontrado machucado e precisou ser levado ao Hospital Regional de Ceilândia (HRC).

Ele foi submetido a uma tomografia para avaliar a situação após a queda, conforme orientação do setor de cirurgia do hospital. Depois de medicado e liberado, o preso será levado à 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Centro) para as providências cabíveis.

Fonte: Jornal de Brasília
Ver mais
Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade