Nossa rede

Aconteceu

Trio faz seguranças de clube no DF reféns e explode caixas eletrônicos

Publicado

dia

Assaltantes renderem quatro vigilantes, sendo que um foi amarrado. Homens estavam armados e explodiram dois caixas eletrônicos, segundo Polícia Militar.

Local onde caixas eletrônicos foram explodidos dentro de clube na Asa Sul, em Brasília (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Local onde caixas eletrônicos foram explodidos dentro de clube na Asa Sul, em Brasília (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Três homens fizeram os seguranças de um clube na Asa Sul, em Brasília, reféns na madrugada desta quinta-feira (5) para saquear caixas eletrônicos. Segundo a Polícia Militar, os suspeitos estavam armados e usaram explosivos para tentar abrir os compartimentos de dinheiro. A quantia levada não havia sido calculada até a publicação desta reportagem.

O roubo aconteceu por volta de 3h15 dentro do Clube Naval, no Setor de Clubes Sul, quando os vigilantes foram rendidos pelo trio. Uma das vítimas chegou a ser amarrada, segundo a PM. Além do dinheiro retirado dos caixas, os assaltantes também levaram objetos de valor dos seguranças, como as carteiras.

Homem do Bope, da Polícia Militar, faz varredura em área onde caixas eletrônicos foram explididos no DF (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Homem do Bope, da Polícia Militar, faz varredura em área onde caixas eletrônicos foram explididos no DF (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Ainda de acordo com a polícia, o crime durou cerca de 40 minutos e, próximo ao local, uma equipe que fazia patrulhamento de rotina não percebeu a ação. Os vigilantes também não conseguiram identificar a placa do carro estacionado do lado de fora do clube que deu cobertura aos criminosos.

O Batalhão de Operações Especiais (Bope) foi deslocado para o clube por volta das 6h para fazer uma varredura e avaliar o quanto foi levado dos caixas eletrônicos. O Bope também usou o robô anti-bombas para indetificar a presença de algum material explosivo.

A investigação dos suspeitos é responsabilidade da Polícia Civil, que deve fazer a perícia no local em busca de provas e pode solicitar imagens das câmeras de segurança – se houver.

Robô anti-bombas da Polícia Militar faz varredura em clube onde caixas eletrônicos foram explodidos no DF (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Robô anti-bombas da Polícia Militar faz varredura em clube onde caixas eletrônicos foram explodidos no DF (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Comentário

Aconteceu

Avião cai no Irã e mata 66 pessoas que estavam a bordo

Publicado

dia

(FILES) In this file photo taken on July 29, 2008 a French-made ATR-72 owned by Iran’s Aseman Airlines sits on the tarmac at Dubai airport. All 66 people on board an Iranian passenger plane were feared dead on February 18, 2018 after it crashed into the country’s Zagros mountains, with emergency services struggling to locate the wreckage in blizzard conditions. / AFP PHOTO / MARWAN NAAMANI (MARWAN NAAMANI / AFP/AFP)

ATR-72 da companhia Aseman Airlines estava em rota de Teerã para Yasuj

Um avião caiu neste domingo no Irã com 66 pessoas a bordo, matando todos seus ocupantes. O voo da companhia Aseman Airlines estava em rota de Teerã para Yasuj, uma pequena cidade ao sul do Irã, quando desapareceu do radar por volta das 8h50. A aeronave era um ATR-72, segundo informações da empresa.

O departamento de Relações Públicas da Aseman detalhou para a imprensa oficial que os mortos são 60 passageiros, entre eles uma criança, dois pilotos, dois comissários de bordo e dois membros do pessoal de segurança.

O porta-voz de Emergências iraniano, Moytaba Khaledi, explicou que o aparelho desapareceu do radar cerca de 20 minutos depois de ter decolado do aeroporto de Teerã com destino à cidade de Yasuy. O ATR se chocou contra uma montanha chamada Dena, da cordilheira de Zagros, perto da cidade de Samirom, no sul da província central de Isfahan.

As autoridades enviaram helicópteros devido para a região do acidente, por se tratar de uma área montanhosa de difícil acesso de ambulâncias, acrescentou Khaledi. Tudo indica que o acidente foi causado pelas condições climatológicas, precisamente por nevoeiro e vento registrados nessa região.

O Irã conta com uma frota aérea obsoleta devido a anos de sanções internacionais, e na última década aconteceram vários acidentes graves. O último foi em agosto de 2014 em Teerã, no qual morreram 40 pessoas. Três anos antes, outro avião comercial caiu durante uma tempestade de neve no norte do país, o que provocou a morte de 77 pessoas.

Ver mais

Aconteceu

Bombeiros divulgam lista de mortos e feridos no acidente da BR-020

Publicado

dia

Ônibus ficou completamente destruído após bater de frente em uma carreta carregada de adubo a 45 quilômetros de Brasília

DIVULGAÇÃO/CBMDF

O Corpo de Bombeiros do Distrito Federal divulgou os nomes das vítimas do acidente entre um ônibus e uma carreta nessa quinta-feira (15/2).  A colisão frontal ocorreu por volta das 6h30, no Km 45 da BR-020.

Oito pessoas morreram e outras 30 ficaram feridas no acidente. Dos feridos, 12 foram trazidos para hospitais públicos do DF. São eles:

  • Larissa Santos Souza, 21 anos
  • Douglas Bezerra Silva, 20
  • Arlindo Francisco Alves, 80
  • Elimar Patrício Monteiro, 29
  • Eloisa de Almeida Vieira, 79
  • Maria de Fátima Brito de Souza, 44
  • Jorge de Lima Silva
  • Maria de Lourdes de Oliveira Azevedo, 50
  • Maria Firmina de Jesus
  • Orlando Francisco Alves, 77

Duas pessoas que foram levadas para o Instituto Hospital de Base  (IHBDF) não resistiram e morreram. Os nomes deles não foram divulgados, mas a família de Terezinha Félix dos Santos, 69 anos, a reconheceu.De acordo com a Secretaria de Saúde, seis pessoas continuam internadas. Uma em estado grave.

Das oito vítimas que não resistiram aos ferimentos, seis morreram no local. Duas não foram identificadas. Uma do sexo masculino e outra do feminino.

  • Edson Lopes Lima, 43, motorista do ônibus
  • Antônio Elton Pereira Rodovalho, 38
  • Natayane Lopes dos Santos de Carvalho, 23
  • Iarana Santos Souza, 1 ano e 2 meses

Vinte e quatro passageiros foram transportados para o Hospital Municipal de Formosa (HMF). A maioria deles passa bem e está recebendo atendimento de assistentes sociais.

  • Isa Gederina
  • Ana Paula Costa
  • Joséth Rosa
  • Severino Batista
  • Guadalupe Pereira
  • Andrei de Souza Jesus, 18
  • Dilson Maximiano de Souza, 38
  • Antonio Neudo da Silva, 50
  • Elielma Silva, 20
  • Alexandre Luís G. Andriola, 36
  • Jandir José de Albuquerque Júnior, 44
  • Raimundo Pereira, 34
  • Mônica Maria Duarte Silva, 21
  • Luciana do Nascimento Catarina, 30
  • Elivelton Silva Santos Fernandes, 21
  • Ana Sofia, 4
  • Larissa Afonso, 20
  • Eduarda da Silva Araujo, 25
  • Adenilson Moura, 14
  • Adriano Oliveira, 17
  • Elvertaniz Oliveira, 34
  • Mário Virgulino, 23
  • Elizângela Alves, 38
  • Djanira Lopes, 44.

O acidente ocorreu entre as cidades de JK e Bezerra, em via de mão dupla, onde a ultrapassagem é proibida. Segundo a PRF, a rodovia está totalmente interditada. O ônibus pertence à empresa Expresso Guanabara e fazia o trajeto de Cajazeiras (PB) a Goiânia (GO).

 

Ver mais

Aconteceu

Van pirata foge de blitz e passageiros vão parar no meio do mato, no DF

Publicado

dia

Veículo ia da região do Paranoá para o Plano Piloto. Ao ser flagrado pela PM, motorista fugiu para região de mata e mandou passageiros descer.

Motorista de van pirata foge de blitz e larga passageiros no meio de um matagal, no DF (Foto: PMDF/Divulgação)

O motorista de uma van pirata, flagrada pela polícia Militar do Distrito Federal na manhã desta quinta-feira (15), tentou deixar 28 passageiros no meio de um matagal no DF. A van foi vista durante uma blitz na DF 005, mas o motorista fugiu em direção ao mato e foi seguido pela PM.

Nas imagens feitas por um dos policiais, é possível ver a van já parada enquanto os passageiros descem, assustados. O policial explica que os passageiros não serão deixadas no meio do matagal e pergunta ao motorista:

– “Por que você fez isso, largar os passageiros no mato?”
– “Pra fugir de vocês. Tô cansado de levar multa todo dia”, responde o motorista.

Segundo a PM, a van fazia o transporte da região do Paranoá para a W3 Norte, no Plano Piloto, em Brasília. O veículo, com capacidade para 16 pasageiros levava 28 pessoas que foram levadas de volta para a rodovia e deixadas em uma parada de ônibus. O motorista foi notificado e liberado.

 

Ver mais
Publicidade

Assine a nossa newsletter

Escolha o assunto

Publicidade