Nossa rede

Aconteceu

Após tumulto em Pacaraima, 1.200 venezuelanos deixaram o Brasil

Publicado

dia

Posto de recepção, onde são realizados os procedimentos de controle de passaporte e vacinação, chegou a ser fechado para garantir a segurança do pessoal interno

Após os tumultos ocorridos neste sábado, 18, em Pacaraima (RR), na fronteira do Brasil com a Venezuela, perto de 1.200 imigrantes venezuelanos deixaram o País, informou neste domingo, 19, ao Estado o comandante da base local da Operação Acolhida, coronel Hilel Zanatta. O posto de recepção, onde são realizados os procedimentos de controle de passaporte e vacinação, chegou a ser fechado entre às 11h00 do sábado e às 8h00 de domingo, para garantir a segurança do pessoal interno.

“Calculamos que foram cerca de 1.200 pessoas”, informou o coronel Hilel Zanatta. Esse número se refere aos 500 venezuelanos que estavam no posto de recepção e mais os 400, que pelo fluxo normal, chegariam ao País ao longo da tarde. Além desses, há perto de 300 imigrantes que viviam nas ruas de Pacaraima e, por questão de segurança, cruzaram a fronteira de volta.

Brazilians burn the belongings of Venezuelan people, as they block a street near the border with Venezuela at the Pacaraima border control point, Roraima state, Brazil August 18, 2018. Picture taken August 18, 2018. REUTERS/Mauricio Castillo

Parte dessas pessoas que cruzaram a fronteira, porém, já retornou ao Brasil na manhã deste domingo. “A situação está se normalizando”, disse o coronel. “O fluxo está um pouco menor em relação aos demais dias, mas a recepção e a triagem estão funcionando normalmente.” Ele explicou que muitas das pessoas que passam pela fronteira estão com passagem comprada para outros países, como Argentina, Chile e Paraguai. Outras não solicitam a acolhida na fronteira porque já têm contato em outros pontos do Brasil.

A cidade de Pacaraima registrou tumultos após uma manifestação resultar em atos de agressão e destruição de acampamentos de venezuelanos que vivem na cidade. Bombas caseiras foram jogadas em praças e nos abrigos improvisados nas ruas.  Alguns imigrantes foram expulsos e deixados do outro lado da fronteira, enquanto seus pertences foram queimados. Eles reagiram e uma confusão generalizada foi formada.

A revolta começou após um assalto a um dos moradores da cidade, o comerciante Raimundo Nonato de Oliveira, de 55 anos. Ele teve a casa invadida e foi espancado durante um assalto que teria sido praticado por quatro venezuelanos. Atingido na cabeça, o homem foi levado para uma hospital da capital, Boa Vista, por causa dos ferimentos.

Residents of the Brazilian border town of Pacaraima burn tyres and belongings of Venezuelans immigrants after attacking their two main makeshift camps, leading them to cross the border back into their home country on August 18, 2018. – Brazil will send troops to its border with Venezuela on Monday after residents of Pacaraima drove out Venezuelan immigrants from their improvised camps, amid growing regional tensions. Tens of thousands of Venezuelans have crossed the border into Brazil over the past three years as they seek to escape the economic, political and social crisis gripping their country. (Photo by Isac DANTES / AFP)

Medidas

Em nota, a chancelaria da Venezuela informou neste domingo, 19, que instruiu o pessoal de seu consulado em Boa Vista (RR) a deslocar-se “de imediato” para Pacaraima, para velar pela integridade dos cidadãos venezuelanos na zona. Ela informa, também, haver entrado em contato com o Ministério das Relações Exteriores do Brasil “a fim de solicitar as garantias correspondentes aos nacionais venezuelanos e tomar as medidas de resguardo e segurança de suas famílias e pertences.”

O presidente Michel Temer convocou para a manhã deste domingo uma reunião no Palácio da Alvorada para discutir a situação na fronteira com a Venezuela. O governo pretende enviar 60 homens da Força Nacional de Segurança para o local. Eles deverão seguir nesta segunda-feira, 20, mas já estão de sobreaviso.

Em nota, o governo federal afirmou repudiar “atos de vandalismo e violência contra qualquer cidadão, independentemente da sua nacionalidade”. De acordo com Jungmann, “a situação é tensa, mas se estabilizou e está sob controle”.

Fonte: Estadão

Comentário

Aconteceu

Suspeita de matar meninas de 11 e 12 anos é presa no RJ

Publicado

dia

Os corpos das meninas foram encontrados com marcas de cortes e tiros

Agentes da 121ª Delegacia Legal de Casimiro de Abreu, no interior do Rio de Janeiro, prenderam nessa quarta-feira (14/11) uma mulher de 20 anos suspeita de matar duas amigas de 11 e 12 anos.

Em informações divulgadas pela TV Globo, a delegada Juliana Rattes, encarregada da investigação, declarou que foi cumprido um mandado de prisão temporária e a suspeita foi presa em casa, no distrito Barra de São João, sem oferecer resistência.

A delegada ainda acrescentou que ao menos mais um suspeito de participação na execução das meninas está sendo procurado.

O crime
Os corpos das meninas foram encontrados no último dia 8, na Estrada Secundária, localizada no distrito de Rio Dourado, por moradores da região. Para os investigadores, as vítimas foram levadas para o local de difícil acesso para serem mortas.

Os corpos das vítimas tinham marcas de tiros e de cortes. Uma das meninas foi atingida com seis tiros e a outra por três.

Na última sexta-feira (9) uma das vítimas foi sepultada em São Fidelis, enquanto a segunda vítima foi enterrada no sábado (10) em Rio das Ostras.

Ver mais

Aconteceu

Homem é preso depois de enforcar e puxar cabelo da namorada no DF

Publicado

dia

Crime ocorreu no Guará 2 na madrugada desta sexta-feira (16/11). PMs faziam ronda na cidade quando flagraram agressão

Um homem de 26 anos foi preso na madrugada desta sexta-feira (16/11), no Guará 2, depois de ser flagrado puxando a bolsa de uma jovem e discutindo com ela no meio da rua.

Policiais faziam ronda na região quando se depararam com a cena e imediatamente abordaram o casal. Ao serem questionados sobre o que estava ocorrendo, a jovem de 18 anos disse que era namorada do homem e contou que teria sido agredida com puxões de cabelo, além de ser enforcada pelo companheiro.

Enquanto a dupla era abordada, apareceu no local um casal de amigos que confirmou as agressões. Os militares constataram lesões aparentes no pescoço da vítima. O acusado recebeu voz de prisão e foi levado para a Delegacia da Mulher (Deam), onde foi autuado em flagrante na Lei Maria da Penha.

Ver mais

Aconteceu

Homem vendia pedra de crack a R$ 10 no entorno de rodoviária do DF

Publicado

dia

PMs desconfiaram do homem e o abordaram. Com ele, foram apreendidos cerca de R$ 300, em dinheiro, e 28 pedras da droga

Um suspeito de tráfico de drogas foi preso pela Polícia Militar na noite dessa terça-feira (13/11) nas proximidades da Rodoviária Interestadual do Distrito Federal.

De acordo com a corporação, PMs do Grupo Tático Motociclístico (GTM) desconfiaram do homem e o abordaram. Com ele, foram apreendidos cerca de R$ 300, em dinheiro, e 28 pedras de crack.

Ainda segundo a PM, o acusado assumiu a propriedade da droga e informou que havia trazido o entorpecente de Planaltina de Goiás (GO), no Entorno do DF, para comercializar a R$ 10, cada, na capital federal.

Ele já tinha passagens pela prática de outros crimes e foi levado para a 5ª Delegacia de Polícia (Área Central), onde o caso foi registrado.

Ver mais
Publicidade

Escolha o assunto

Publicidade